Coin News

15 especialistas brasileiros indicam as 5 melhores criptomoedas para ficar de olho em novembro

1 h ago16 min readOther
15 especialistas brasileiros indicam as 5 melhores criptomoedas para ficar de olho em novembro

Depois de vivenciar um outubro morno, com o preço do Bitcoin (BTC) negociando boa parte do período em US$ 19 mil, o mês de novembro começa animado com a maior criptomoeda do mercado acima de US$ 20 mil e os investidores prontos para um rali de curto prazo, típico de fim de ano.

Além disso, após anúncio do FED nos EUA, conforme esperado houve um aumento na taxa de juros em 75 pp, fato que, apesar de revela a dificuldade do governo em controlar a inflação, foi bem visto pelo mercado como um todo pois também revelou que os reguladores podem diminuir um pouco o duro tom de sua política monetária.

Com o cenário macroeconômico apresentando leve melhora e diante de grandes anúncios que podem impactar positivamente o mercado cripto, como a compra do Twitter por Elon Musk, as criptomoedas recuperaram parte de seu valor, inclusive algumas delas, como a Dogecoin (DOGE) chegaram a subir até 40% em um dia.

Diante disso, o Cointelegraph consultou 15 especialistas para saber quais as 5 criptomoedas que eles indicam para os investidores ficarem de olho em novembro. O ranking das indicações foi dominado pela Polygon (MATIC) com 10 votos, seguido por Ethereum (ETH) com 8 e pelo BNB, da Binance, com 4 indicações. Confira:

InvestSmart XP

William Lee, Head de Cripto da InvestSmart XP, destaca Ethereum, Bitcoin, Polygon, Arbitrum e Arweare.

Ethereum e Bitcoin: As principais criptos do mercado devem ser observadas de perto, especialmente no momento atual, em que podemos ter um grande movimento no mercado em breve.Polygon: A Polygon anunciou recentemente sua parceria com o Instagram, em que NFT’s serão vendidas no marketplace da rede social. Vale lembrar que, em julho deste ano, a rede também anunciou parceria com a Disney, em um projeto com foco em WEB 3.0. Diante dessa notícia, o token (MATIC) acumula alta diária de 10%.Arbitrum: A Arbitrum é uma rede de solução de escalabilidade dentro do Ethereum. Com as recentes pistas sobre um futuro airdrop do token, houve um aumento de 550% em transações semanais. Esse forte aumento é uma especulação em relação ao airdrop, em que as pessoas aumentam a atividade na cadeia fim de ganhar mais tokens.Arweave: O Token teve alta recente de mais 60%, após a gigante META anunciar que irá fazer parceria com a solução de armazenamento de dados utilizando a sua blockchain.

Viden Ventures

João Kamradt, Head of Research and investments da Viden Ventures, também destaca que está otimista com Chiliz e CRO, mas também vê potencial no DOGE, SHIB e DOT.

"Os fan tokens, com a Chiliz liderando, vem ganhando impulso com a proximidade da Copa do Mundo. É interessante notar que a Chiliz pode ter um grande impulso devido a proximidade com o evento esportivo. Também é interessante observar os movimentos que a CRO, token nativo da Crypto.com, passará nos próximos dias. A CRO tem programado para lançar a Cronos, sua exchange, no dia 8 de novembro.A Polkadot também merece atenção. Dia 11 há leilão de parachains, o que pode impulsionar o seu preço. Por fim, é importante prestar atenção nas memecoins, como Dogecoin (DOGE), Shiba (SHIB), entre tantas outras. A Doge, por exemplo, cresceu mais de 145% nos últimos sete dias.As memecoins estão crescendo desde que se intensificou o processo de compra do Twitter por Elon Musk. Esse crescimento pode continuar devido às possibilidades de integração do Twitter, que também tem CZ como um dos acionistas, com as criptomoedas.

Quantzed Criptos

Felipe Medeiros, analista de criptomoedas e sócio da Quantzed Criptos, destaca Polygon, Lido DAO, Optimism, AAVE e Curve.

"São ativos que vão se beneficiar muito da narrativa pro ETH que tem se criado no mercado. O sucesso técnico do The Merge que cortou a emissão e criou uma yield estável para o Ethereum começou a fazer preço no próprio ETH e demais ativos que estão performando melhor que o Bitcoin".

Titanium Asset

Thiago Rigo, analista da Titanium Asset, afirma que o Ethereum e as altcoins devem continuar em novembro em forte correlação com o Bitcoin. Porém, movimentos pontuais em determinados protocolos cripto podem se destacar nesse mês.

"Diante disso selecionamos a Chillz, um protocolo focado no desenvolvimento e distribuição de fan tokens de times de futebol, que deverão estar em alta devido a realização da Copa do Mundo pela FIFA, começando no dia 20 deste mês.Em geral, as copas do mundo se tornam eventos em que há alta procura de colecionáveis esportivos e ativos ligados a esse universo, e com um mercado cripto mais maduro desde a última copa, em 2018, podemos ver essa demanda sazonal se voltar para os ativos digitais, com protocolos que possuem suporte a esse tipo de tokens se destacando mais.Por isso, é válido ficar atento a essa blockchain Algorand, uma blockchain muito parecida com a Chillz. A Algorand é patrocinadora oficial da Copa do Mundo 2022, já tendo parcerias com a FIFA para o lançamento de NFTs oficiais em sua plataforma. É esperada uma demanda maior pela blockchain da Algorand não apenas pela sazonalidade, mas também pelos comerciais que devem ser vinculados juntamente a FIFA.Arweave que é um protocolo de armazenamento descentralizado, que recentemente fechou contrato com a Meta, uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, para fornecer soluções de armazenamento de NFTs e outras informações do Instagram, um dos principais produtos da empresa.A notícia deu um efeito imediato na moeda, causando uma valorização de 61%, e pode ser que novos movimentos nesse sentido (como a integração definitiva na plataforma) cause novos movimentos relevantes de alta, com o uso maior da blockchain por parte da Meta.Chainlink: a blockchain que se destaca pelas suas funções de oráculo e contratos inteligentes terá uma grande atualização no próximo mês, o programa Build, que deve tornar o processo de desenvolvimento de projetos envolvendo a rede muito mais fácil.Além disso, o roadmap da Chainlink possui um calendário robusto de novas atualizações e projetos, que podem tornar a blockchain uma das complexas e desenvolvidas no longo prazo, por isso, os investidores podem acompanhar o movimento do token Link esse mês a medida que saem mais notícias sobre o desenvolvimento da atualização do próximo mês e das soluções de staking na plataforma.Curve: a plataforma de swaps especializada em conversão de stablecoins Curve possui o plano de lançar uma stablecoin própria a algum tempo, a crvUSD, mas o projeto ainda não foi ao ar devido a algumas revisões, mas a stablecoin pode estar perto de ser lançada. Por isso, é recomendável ficar atento a notícias sobre o protocolo Curve e atualizações sobre o projeto da crvUSD, que deve facilitar atividades de conversão na DEX.

iVi Technologies

Antonio Bertuccio, Head of Crypto Strategies da iVi Technologies, apontou a Cosmos, BNB, Ethereum, Polygon e Chainlink.

Cosmos: a equipe de desenvolvimento da Cosmos apresentou uma proposta conhecida como ATOM 2.0 que vai gerar uma série de mecanismos para aumento de demanda pelo token ATOM que atualmente não captura o valor da rede da melhor forma possível.Binance Chain: a equipe da Binance que recentemente alterou o nome da antiga BSC (Binance Smart Chain) para BNB Chain tem planos para expansão da usabilidade do token e da blockchain.Hoje a BNB Chain é a blockchain com mais número de usuários apesar de ficar atrás da Ethereum quando se fala de TVL (Valor total travado em blockchain). Além disso, neste bear market a Binance, maior corretora centralizada do mundo, está se provando resiliente, fazendo algumas aquisições e conseguindo manter seu token menos volátil e com quedas até mesmo inferiores ao próprio Bitcoin.Ethereum: com o The Merge bem sucedido, veremos a demanda por Ethereum aumentar ao longo dos próximos meses devido ao mecanismo de staking aprovado após a mudança. O processo de staking torna o Ethereum mais escasso, uma vez que seus holders contarão com o mecanismo de trava dos ativos para terem direito a recompensas. Plataformas de Liquid Staking como a Lido Dao (LDO) também se beneficiarão muito após esta mudança.Polygon: principal solução de escalabilidade da blockchain da Ethereum, está se consolidando como o maior player do mercado focado em soluções de segunda camada para aumentar a velocidade e o número de transações por segundo da rede.A Polygon está tomando a liderança no desenvolvimento de segundas camadas conhecidas como ZK-Rollups e também em soluções de interoperabilidade que permitirão uma melhor interação entre blockchains diferentes.Chainlink: a Chainlink apresentou no mês passado o seu plano para modificar o seu modelo de tokenomics (nome dado às características por trás de um ativo digital) chamado Chainlink 2.0.Foi apresentando o modelo de superlinear staking, mecanismo que permite aos detentores do token de serem remunerados pela prática do staking. Este modelo ainda não foi implementado, mas já começa a despertar a atenção dos investidores pela sua futura implementação.

Mister Faria

O Day Trader, Mister Faria, destaca que ativos com alguma ligação com a Copa do Mundo.

Minha visão e olhar para alguns ativos que diretamente vai se beneficiado por este evento: Chiliz: é uma criptomoedas para tokenização esportiva, e está na categoria utility token, o token de utilidade dedicada a esportes, games e entretenimento. Algorand: foi anunciado que será a Blockchain oficial da Copa do Mundo 2022 e teve uma valorização muito forte após o anúncio da FIFA Federação Internacional de Futebol.Crypto.com: é a patrocinadora oficial do Capo do Mundo 2022 e também patrocina vários outros com a fórmula 1 e também UFC.BFT (Token da Seleção Brasileira): o token da Seleção tem uma grande chance de valorização no início da Copa do Mundo com o seu Fan Token. A.CBF lançou o BFT em agosto do ano passado em e seu lançamento inicial na Exchange turca BITCI mas podendo comprar também na MEXC e também na GATE.IO. O token já teve uma valorização de mais de 927% e teve uma correção em uma região muito interessante para novos investidores adquirirem novamente com um preço descontado.POR (Token da Seleção de Portugal): em parceria com a Chiliz, a seleção de Portugal colocou seu token à venda, o POR, em setembro do ano passado. Nos últimos 15 dias o token da Seleção Portugal saiu dos US$ 3,50 para US$ 4,85 com uma valorização de 45.6%a poucos dias de começar a copa.

Yaak Studio

Marina Perelló, COO do Yaak Studio, está de olho em BNB, Dogecoin, Polkadot, Polygon e Sushi.

BNB e Dogecoin: Após a Binance investir US$ 500 milhões na compra do Twitter por Elon Musk, o CEO Chanpeng Zhao declarou que a plataforma deve integrar várias moedas. Com isso Dogecoin e Binance Coin entraram no radar e já começam novembro com altas expressivas.Polkadot: A saída de Gavin Wood do comando da Polkadot anunciada na segunda quinzena de outubro, foi um revés no desempenho da moeda que começa a dar sinais de recuperação. A proposta de ser uma ponte entre blockchains coloca o protocolo como sendo um grande promissor para solucionar projetos que precisam de interoperabilidade.Polygon: Mesmo com oscilações agressivas, a criptomoeda da rede Polygon performou uma alta acumulada de cerca de 30% do fim de setembro até aqui. Outro ponto favorável são os recentes anúncios de parcerias e integrações, incluindo a Meta (Facebook).SushiSwap: Nascido do fork da Uniswap, o protocolo SushiSwap é uma exchange descentralizada cujo o token apresentou ótimo desempenho em outubro. A aquisição de US$ 5,2 milhões em tokens por parte da gigante GoldenTree e a mudança no modelo de governança, também são pontos que chamam a atenção para a moeda.

Coinext

José Artur Ribeiro, CEO da Coinext, fica com Bitcoin, Ethereum, Sushi, Algorand, Polygon

Bitcoin (BTC): em outubro, o Bitcoin deu sinais de que uma recuperação pode estar perto. Sobretudo no final do mês, vimos uma tentativa de valorização, mesmo sem nenhuma certeza acerca de uma mudança no cenário macroeconômico.O Bitcoin está caminhando para fechar o mês com alta de 5,3%, tendo seu maior preço no dia 30 de outubro quando bateu 20.900 dólares, registrando o maior patamar desde o dia 14 de setembro. Isso é superior ao patamar de 19 mil dólares, nível que foi a referência durante esse período de lateralização.Em novembro, as atenções estão concentradas na reunião do FED, que vai divulgar o novo panorama da taxa de juros americana. Resultados do PIB e outros indicadores levam a acreditar que haverá uma alta de 0,75%, seguindo o movimento que já vem sendo aplicado ao longo do ano.Caso aconteça essa confirmação, poderemos ver o cenário de lateralização ainda mais forte, com o Bitcoin lutando para manter o patamar. Por outro lado, caso o aumento da taxa de juros seja mais brando, poderemos ver o começo de uma recuperação do criptomercado, impulsionando melhor o humor dos investidores.Ethereum (ETH): o ETH foi um dos destaques do mês, com valorização de 18%. Em outubro, a moeda alcançou o preço de 1.650 dólares, maior patamar desde a atualização The Merge ocorrida em setembro.Após a euforia sobre a atualização da troca de consenso de PoW para PoS, houve uma correção sobre o preço de Ether e agora, o mercado parece estar voltando a olhar com atenção para essa criptomoeda e para essa Blockchain.Não há dúvidas de que a Ethereum é a principal rede Blockchain do criptomercado. Escolha número 1 para lançamentos de novos projetos, tokens, games e metaversos, a rede parece estar se movendo para continuar em destaque e atraindo parceiros.No final de outubro, a Google anunciou o novo lançamento do Google Cloud para validadores de Blockchain, começando justamente com a rede Ethereum. Novidades como essa colocam a rede ainda mais em evidência e podem valorizar sua moeda ao longo do mês.Sushiswap (SUSHI): O token SUSHI apresentou a melhor performance em outubro, com valorização no cenário internacional de 51% (até a tarde de 31 de outubro). Um dos motivos que podem estar por trás dessa valorização é a proposta de mudança de modelo de governança. Em outubro, Jared Grey, um dos responsáveis pela DAO afirmou que essa mudança está em andamento e deve servir para evitar que aquelas pessoas que possuem uma grande quantidade de tokens influenciam os resultados de votações.Essa reestruturação já começou, aconteceu a aprovação de uma mudança, a partir da criação de uma fundação que será responsável por manter as reservas de tesouraria, aprovar concessões e cuidar de outras funções administrativas. Para o mês de novembro, é importante ficar de olho nas novidades e no desenrolar dessa reestruturação que pode impactar diretamente o preço do ativo SUSHI.Algorand (ALGO): Estamos falando de ALGO há algum tempo e, definitivamente, chegou o momento decisivo para essa criptomoeda. Como falamos o grande evento para a rede blockchain Algorand e para a cripto Algo é a Copa do Mundo que começa na segunda quinzena de novembro. Como parceira da FIFA, poderemos ver a rede envolvida em lançamentos e produtos durante o evento.Essa exposição pode fazer com que vejamos uma valorização de ALGO durante o evento e, além disso, pode ser uma vitrine importante para que mais instituições como a FIFA tenham a Algorand como parceira para desenvolvimento de NFTs e outros ativos.Para o investidor é sempre importante ficar de olho no momento certo de comprar criptomoedas. Muitos ativos valorizam e chegam em um patamar de resistência que é difícil superar. Aparentemente, esse não é o caso da ALGO, visto que há um horizonte de crescimento possível para a rede e para o token, porém, vale ficar de olho nesse momento de operar.Polygon (MATIC): O token da rede Polygon foi outro destaque do mês de outubro e vale a pena ficar de olho agora em novembro. Com valorização de 16,59% neste mês, a criptomoeda apresenta um rally de alta interessante e pode gerar novas oportunidades.Para fins de entendimento, estamos falando de uma grande recuperação quando olhamos para o principal fundo da moeda registrado em junho deste ano. Com isso, vimos o saldo de MATIC em corretoras cair para o nível mais baixo desde janeiro, acentuando o apetite de investidores por essa criptomoeda.De fato, o momento é bom para a rede Polygon, recentemente foram anunciadas uma série de integrações e parcerias, ampliando ainda mais o alcance da rede e sua relevância no mercado. Dados indicam que mais de 53 mil aplicativos descentralizados foram lançados na rede Polygon, números que são 8 vezes maiores do que o registrado em janeiro deste ano.

FMI Minecraft Manager

John Blount, CEO e Cofundador da FMI Minecraft Manager, afirma que mesmo em um cenário de baixa, algumas criptomoedas têm se destacado, além do bitcoin, há outras criptomoedas para ficar de olho em novembro.

Polygon: vem como uma avalanche para a alta circulação de tokens, visando consolidar novas oportunidades de investimentos. O seu blockchain é expansivo e aberto, além de auxiliar no desenvolvimento de ativos digitais com várias redes. Ethereum como compatibilidade entre outras redes contando com segurança e interoperabilidade. Outro destaque interessante são as NFT‘s que concentram o uso de direitos, aquisições virtuais e transferências entre elas. Decentraland: onde concentra players com alto volume de investimentos em redes cripto. Despertando uma força maior ao interesse de expansão para novos investidores, como grandes bancos. Tokens não fungíveis (LAND) são fonte de variáveis recursos dos jogos virtuais que ela traz para o metaverso em toda experiência de realização no mundo virtual.

QR Asset Management, Swapix, Uniera, CleanSpark e Nousi Finance

Alexandre Ludolf, diretor de investimento da QR Asset Management, diz que, para novembro, está observando o Ethereum, Optimism, Polygon, Arweave e Fanton.

Caio Villa, CIO da Uniera, afirma que os investidores devem manter os olhos atentos em todos os ativos do ecossistema da Cosmos, sem destacar nenhum específico.

Já Carlo Sabogal, Chief Market Analyst da Swapix indica que os investidores devem ficar de olho no Bitcoin, Ethereum, Chainlink, Polygon e Curve.

Por outro lado, Rocelo Lopes, fundador da Swapix, indica UNUS SED LEO (LEO), Ripple, Tron, além do Polygon e do Blue.

Bernardo Schucman, vice-presidente sênior da divisão de moedas digitais da CleanSpark, afirma estar de olho no Ethereum, Cardano, Solana, Polygon e BNB.

Fechando a lista, Andrey Nousi fundador da Nousi Finance, destaca estar de olho no Ethereum, Polygon e BNB.

Gostamos também de Matic, por conta dos seus contínuos desenvolvimento dos protocolos, com o avanço de sua zkEVM. Gostamos também de BNB, que também tem queima constante de tokens, bem como o lançamento de seu oráculo agora em novembro e a retomada da atividade de DeFi na sua rede.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store