Coin News

Especialistas apontam 3 motivos porque a criptomoeda Terra (LUNA) caiu mais de 97% e jogou o Bitcoin abaixo de US$ 30 mil

11 May, 20225 min readBitcoin
Especialistas apontam 3 motivos porque a criptomoeda Terra (LUNA) caiu mais de 97% e jogou o Bitcoin abaixo de US$ 30 mil

O mês de maio vem sendo um desastre para o preço do Bitcoin (BTC) e para todo o mercado de criptomoedas que já perdeu quase US$ 1 trilhão em valor de mercado já que o Bitcoin caiu abaixo de US$ 29 mil, fechando 6 semanas consecutivas de baixa, algo que não acontecia desde 2014.

A queda vem sendo puxada pela aversão dos investidores americanos aos ativos de risco já que há grande preocupação com as medidas econômicas da nação. Além disso, a recente 'falência' da stablecoin UST, da Terra (LUNA) também ajudou a jogar o mercado de criptoativos para baixo a a Luna a perder, somente nas últimas 24h, mais de 97% de seu valor.

Segundo Anto Paroian, diretor de operações da ARK36, não há dúvida de que a queda no UST será vista como um dos momentos decisivos do atual ciclo do mercado de criptomoedas e para ele, infelizmente, as consequências dessa situação vão além das perdas materiais sofridas pelos investidores da Luna.

Paroian aponta que a desvinculação do valor do UST com o dólar provavelmente resultará em mais aperto regulatório para o mercado de criptoativos. A secretária Janet Yellen já destacou a situação de Luna em uma reunião do Comitê Bancário do Senado, pedindo uma regulamentação abrangente das stablecoins até o final do ano.

"É claro que a regulamentação a longo prazo é positiva para o espaço das criptomoedas, mas se os emissores de stablecoins forem regulamentados tão estritamente quanto os bancos, isso poderá sufocar um dos setores mais inovadores, prósperos e importantes do mercado de criptomoedas", disse.

Bom demais para ser verdade

Já Ransu Salovaara, CEO da Likvidi, aponta que a situação do UST parecia 'boa demais para ser verdade' e os especuladores aproveitaram as brechas do protocolo e emprestaram seu Bitcoin para fazer seus lucros e com isso derrubaram o mercado.

“Quando a plataforma DeFi Anchor que usa principalmente UST estava oferecendo uma taxa de juros anual de 19,5% para depositar e apostar UST em sua plataforma. Naturalmente, a Anchor conseguiu muitos usuários com a promessa de um retorno anual tão alto. É por isso que a Anchor, UST e o token relacionado Luna ficaram tão grandes, mas os juros altos foram pagos do bolso deles, então era marketing, não finanças reais", disse.

Jaime Baeza, CEO da ANB Investments aponta que o mercado das criptomoedas está sob pressão devido a eventos macro (política monetária mais apertada, inflação crescente, invasão da Ucrânia pela Rússia) e a correlação entre Bitcoin e ações globais é alta. No entanto, a queda mais recente nos preços das criptomoedas deve-se ao UST.

“UST é uma stablecoin algorítmica que tinha um valor de mercado de US$ 18 bilhões. Ele começou a perder sua ligação com o dólar no sábado, e na segunda-feira foi negociado a US$ 0,60. A Guarda da Fundação Luna se comprometeu a defender a queda usando, entre outros mecanismos, vendendo reservas de BTC. Isso acelerou a baixa e trouxe pânico ao mercado”, apontou.

E o Bitcoin, vai continuar caindo?

Para Andrey Nousi, CFA e fundador da Nousi Finance, o cenário pede cautela para todos os ativos de risco e tudo que é relacionado a investimentos.

“Não foi um fato isolado somente em criptos. Vimos a bolsa americana caindo, Ibovespa caindo, criptos caindo, bolsas europeias caindo. Fatalmente isso impacta nas criptos, nada fica isolado e demonstra que cada vez mais os ativos ficam relacionados ao mercado por conta de uma maior adoação”, afirma Nousi.

Já Anto Paroian, da ARK36 aponta que em primeiro lugar, deve-se notar que a atual volatilidade negativa do Bitcoin não é muito diferente de como ele reagiu durante seus mercados de baixa anteriores.

Segundo ele, desse ponto de vista, a recente queda não foi algo inesperado e que, agora que o Bitcoin é um ativo de nível institucional isso tem sido uma bênção e uma maldição para ele.

"Uma maldição - porque não existe mais no vácuo, está entrelaçada com o mundo dos investimentos mais amplo e está reagindo ao mesmo conjunto de fatores - pelo menos no curto prazo. Isso explica por que ele foi negociado em uma correlação crescente com o mercado de ações recentemente. No entanto, os investidores institucionais agora percebem o valor do Bitcoin como um investimento de longo prazo e, apesar das condições de mercado em baixa, a integração do Bitcoin no mundo financeiro continua", aponta.

Para Ransu Salovaara, da Likvidi, esta queda do mercado não é nada de especial e são altos e baixos normais do mercado, porém agora é difícil dizer quando o próximo mercado altista virá

"Se olharmos para os números do acumulado do ano (YTD), podemos ver que o bitcoin caiu cerca de 29% e o Meta (Facebook) caiu 40% e a Amazon caiu 34%, o mesmo que a segunda maior criptomoeda Ethereum. É importante agora reconhecer que a Terra é uma stablecoin algorítmica, não diretamente apoiada por USD. As moedas estáveis ​​mais populares, como Tether (USDT) e USDC, são realmente apoiadas por USD no banco e ambas sobreviveram bem à liquidação do mercado", finaliza.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store