Coin News

Especialistas apontam 16 fatores ligados à blockchain e Web3 que ainda podem impactar o mercado em 2022

12 Aug, 20226 min readBlockchain
Especialistas apontam 16 fatores ligados à blockchain e Web3 que ainda podem impactar o mercado em 2022

A noção de liberdade trazida pela internet, ao longo da evolução da rede mundial de computadores, parece uma fábula que possui sentido para poucas pessoas. Isso porque o ciberespaço, em linhas gerais, é centralizado e com o controle nas mãos das grandes empresas de tecnologia em nome da “proteção” dos dados dos usuários. O que frequentemente termina em questionamentos destas empresas nos tribunais.

A blockchain, que nasceu pelas vias de transações descentralizadas, impulsionou o mercado de criptomoedas em razão do sucesso do Bitcoin (BTC). Mais que isso, a blockchain se consolidou como uma espécie de sedimento para diversas áreas tecnológicas por causa da real possibilidade de criação de um universo descentralizado. Mudanças que se potencializaram pela associação com outras tecnologias disruptivas e a construção do metaverso.

Esta semana, uma publicação da Forbes, com base em depoimentos de especialistas, elencou 16 tendências que deverão ganhar força ainda este ano, relacionadas a bens e serviços, além do foco dos governos na proteção de dados dos consumidores, empoderados pela Web3 e pela blockchain.

Canais personalizados

Uma das revoluções esperadas diz respeito aos serviços na Web e no celular, uma vez que a tendência é de que o mundo seja mais conectado e os diversos canais ofereçam atendimento em tempo real, de maneira inteligente e personalizada. O que deverá impactar as operações com a evolução dos negócios complexos, no sentido de trocarem a burocratização pela tecnologia operacionalizada, de ponta a ponta.

Metaverso

O metaverso, na visão dos especialistas, caminha para uma espécie de centro de excelência de experiências imersivas dos usuários, proporcionadas tanto pelas grandes marcas que chegam a este universo quanto as plataformas focadas nas comunidades e mídias sociais.

Web3

Apoiada no empoderamento proporcionado pela blockchain, a Web3 caminha para se consolidar como um espaço administrado por construtores e usuários, em vez dos grandes mecanismos de busca e plataformas sociais, que se consolidaram como “guardiões” durante a evolução da internet. O que resultará, inclusive, em mudança na forma do armazenamento de dados, hoje fornecidos pelos usuários às gigantes tecnológicas.

Blockchain

Os especialistas também avaliam um avanço da blockchain além das finanças, uma vez que a tecnologia disruptiva é o coração da democratização, da democratização, da discrição, da confiabilidade e do controle.

Comparação de preços

No rol dos avanços esperados para 2022 também está o desenvolvimento de calculadoras e tecnologias mais robustas de comparação de preços em sites que normalmente não oferecem este tipo de serviço, o que não está relacionado somente a produtos de uma mesma marca, mas também outras variáveis como valorização de tempo, a proporção de alegria e felicidade.

Acesso fracionado de conteúdo

Com a multiplicidade de conteúdos pagos e a impossibilidade de os usuários arcarem com os pagamentos de diversas plataformas, a evolução das tecnologias deverá avançar para os conteúdos pequenos em que os usuários pagam por um determinado artigo ou um determinado vídeo, o que provavelmente deverá ser apoiado pelas criptomoedas.

Personalização

A personificação online é outra tendência em alta na opinião dos entrevistados em especial relacionada ao e-commerce, o que representa, por exemplo, as empresas priorizando coisas com ações no local e preferindo demonstrações em tempo real, em detrimento de dados demográficos.

Conteúdo gerado por IA

Também em alta na avaliação dos especialistas é a utilização de inteligência artificial (IA) na produção de conteúdo personalizado aos usuários, das compras ao suporte. Neste caso, os chatbots e assistentes de voz com IA deverão experimentar uma escalada, contribuindo para a evolução da Web para interações mais conversacionais, em vez do clique.

Softwares modificáveis

A exemplo dos MODs, que na indústria dos jogos permitem a adição de jogadores e níveis de mundos aos jogadores, os softwares modificáveis em nuvem deverão abraçar as empresas ainda em 2022, uma vez que uma estrutura MOD, por exemplo, tem a capacidade de desbloquear a capacidade de inserir milhares de modelos pré-criados por IA em componentes visuais 3D em aplicativos, como ferramenta de inteligência voltada aos negócios.

Marketplaces prescritivos

A personificação, por meio da IA, também criará marketplaces prescritivos aso usuários, adaptados ao perfil de cada consumidor, o que deverá jogar por terra o uso das ferramentas de busca, uma vez que os bots poderão antecipar os interesses das pessoas.

Conceito de “significado”

Os novos padrões da Web3, com a solidificação do metaverso, deverá representar uma mudança de paradigma do que é considerado riqueza, uma vez que este conceito deverá estar atrelado ao significado das criações individuais no metaverso, no caso o patrimônio digital, a capacidade de um bem proporcionar experiências no espaço virtual.

3D

A evolução da Web3 e do metaverso também está atrelada à imersão proporcionada pelos conteúdos 3D, que possibilita a percepção de profundidade. O que servirá para impulsionar serviços neste setor, como a criação de gráficos, e transformação de sites em um mundo totalmente digital, o que deve favorecer serviços como Unity, PlayCanvas e PixiJS.

Sem senha

A autenticação sem o uso de senhas deverá ganhar força ainda este ano pelo compromisso assumido pelas gigantes tecnológicas de adotarem o padrão FIDO até 2023, o que deverá reduzir problemas relacionados ao gerenciamento de senhas, phishing de credenciais e outros tipos de violação.

Gamificação

Um salto gigante também é esperado para a gamificação, uma vez que as grandes marcas estão sedentas por inovação, no sentido de envolver os jogadores. Nesta esteira, princípios de metas e recompensas, formação de alianças de gamificação seguras pelos líderes, menos comerciais e mais centralizadas nos usuários, também deverão são esperadas para este ano.

Privacidade

O Regulamento Geral de Proteção de Dados da Europa e a Lei de Privacidade do Consumidor da Califórnia, na avaliação dos especialistas, abrirão caminho para dispositivos governamentais de proteção de dados dos consumidores, o que deverá ser acelerado pelas tecnologias disruptivas, uma vez que os consumidores demonstram esta preocupação nos serviços digitais, cada vez mais impulsionados pela Web3 e pelo metaverso.

Conscientização

A conscientização dos clientes em relação à acessibilidade deverá se manter em alta em 2022, em especial no que diz respeito ao setor público e setores regulamentados. O que inclui, por exemplo garantia de acesso a profissionais portadores de deficiência a igual a cesso a soluções tecnológicas, para que o local de trabalho seja inclusivo e compatível.

Durante a Expert XP 2022, a futurista internacionalmente conhecida Amy Webb disse que "as tecnologias descentralizadas emergentes ainda precisam evoluir muito para atender às necessidades das pessoas no mundo real", conforme noticiou o Cointelegraph Brasil.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store