Coin News

Entendendo a correção do mercado de NFTs durante o inverno cripto

3 Sep, 20224 min readNFT
Entendendo a correção do mercado de NFTs durante o inverno cripto

Após a espetacular corrida de touros de 2021, o hype dos tokens não fungíveis (NFT) esfriou. No mês passado, todas as 10 principais coleções por avaliação tiveram desempenho inferior ao Ether (ETH).

Ativos de alto risco vêm tendo um de seus piores anos

À medida que a política monetária se torna mais restritiva, há menos oferta de dinheiro no sistema, levando a menos capital disponível para apostas altamente especulativas.

Os NFTs foram pegos no fogo cruzado, pois os roteiros e as promessas futuras estão sendo valorizados menos do que o fluxo de caixa atual sob o novo paradigma, que levou muitas equipes a enfatizar ainda mais a adição de utilidade às suas NFTs para agregar valor real aos seus detentores. Isso ocorre em um momento em que o número de novas coleções sendo cunhadas atinge níveis recordes.

O OpenSea, o maior mercado de tokens não fungíveis (NFTs), testemunhou uma queda substancial nos volumes diários à medida que crescem os temores sobre uma potencial bolha de mercado. Segundo dados do dAppRadar, o volume de negociação na plataforma caiu cerca de 99% nos últimos 90 dias.

Fonte: dAppradar

Entretando, um recém estudo publicado pela Juniper Research concluiu que o número de transações envolvendo NFTs pode passar de 40 milhões até 2027. Ainda segundo a empresa, estas transações irão corresponder a um aumento de 24 milhões em comparação com o que já foi realizado até 2022.

Ainda de acordo com o relatório da Juniper, os NFTs vinculados ao metaverso farão parte do segmento que irá crescer mais rapidamente, com um aumento de 600.000 transações em 2022 para 9,8 milhões em 2027. A empresa também diz que este fator se dá pela tendência na procura de experiências imersivas no metaverso.

Fonte: ITB

Os investidores de NFT estão experimentando um despertar econômico à medida que a dinâmica da oferta e da demanda muda. Anteriormente os "bluechip NFTs" (NFTs baratos) eram muito procurados, levando a uma aparente escassez dessas coleções e sua posterior valorização de preço.

Como o mercado foi inundado por novas coleções, e algumas delas conseguiram superar as coleções mais antigas, os colecionadores de NFT começaram a questionar o valor de uma coleção "OG", ou mesmo um BAYC versus uma mais nova. O que torna uma coleção mais valorada que outra?

Com novas coleções cunhadas atingindo recordes de mais de 2 mil unidades por dia em algumas ocasiões em agosto, pode não ser surpresa que a maioria dos preços de NFT tenha caído ao longo do mês.

Apesar da recente atividade de preços, os principais colecionadores ainda estão comprando NFTs selecionados.

Coleções OG como Art Blocks (os primeiros NFTs de arte generativa) ou CryptoPunks (reconhecida como a primeira coleção) foram compradas pelos principais colecionadores de NFT.

Coleções em ascensão, como CryptoDickButts, também despertaram o interesse dos principais colecionadores, com seus preços subindo 4x nos últimos três meses.

Fonte: OpenSea

Outro exemplo de coleção que está chamando a atenção é a Pudgy Penguin. Que quebrou recorde de mais de meio milhão de dólares em ETH gasto para adquirir o mais raro Pudgy Penguin.

A aquisição acelerou a ascensão momentânea da coleção, atingindo novas máximas em termos de valor de mercado de ETH. A renomada figura criptográfica Cobie também se juntou ao "huddle" com a compra do Pudgy Penguin #6385.

Por trás da ascensão do Pudgy Penguins também está o aumento da utilidade, com sua equipe anunciando brinquedos Pudgy e livros infantis mais recentemente, bem como um conselho consultivo com pessoas de alto perfil.

A enxurrada de oferta de NFTs tornou mais difícil para as coleções inúteis acumularem valor. Equipes fortes reconheceram isso e procuram agregar valor às suas comunidades por meio de uma combinação de vantagens físicas e digitais. A recente arrecadação de US$ 50 milhões da Proof Collective, a equipe por trás do Moonbirds, sugere recursos como esses, incluindo até plataformas sociais.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store