Coin News

Como as empresas têm usado NFTs para criar vantagens aos clientes | Opinião

5 Nov, 20225 min readNFT
Como as empresas têm usado NFTs para criar vantagens aos clientes | Opinião

Os setores de comércio e serviços têm se beneficiado da tecnologia NFT, que permite criar no mundo digital uma propriedade de dados única que dá aos consumidores acesso a itens especiais, do mundo físico ou digital. Essa tecnologia tem sido usada pelo mercado para gerar escassez. Ou seja, apenas consumidores detentores de NFTs conseguem acessar alguns itens.

Os NFTs são criados por iniciativas de pessoas ou empresas no mundo digital e podem ser distribuídos dentro desse universo. Por terem uma identidade única, os NFTs podem ser trocados ou adquiridos a valores que dependem da apreciação ou depreciação do token.

Marcas que lançam seus NFTs e distribuem entre pessoas que consideram influenciadores importantes podem ver esses tokens se valorizarem ao longo do tempo, a depender dos benefícios inerentes a ele e ao valor percebido pelo mercado. Com isso, há geração de valor para as empresas e para os detentores dos tokens.

Acesso a produtos exclusivos

A Reserva está lançando uma versão de tênis que só pode ser adquirida com a posse de um determinado token. Quem detém esse item pode resgatar o tênis ou deixá-lo guardado, embalado a vácuo, no cofre da empresa até 2030, como forma de supervalorizar o produto.

Os donos das NFTs da Reserva fazem parte de um clube de benefícios que permite descontos, acesso a produtos exclusivos, entre outros benefícios.

Além dos benefícios práticos, as pessoas que participam de grupos como esse podem vender a NFT e obter lucro, se assim desejarem. Se a demanda por esse tipo de benefício aumenta muito, existe a possibilidade de ganhar dinheiro com o token.

Repasse de passagens aéreas

A Flybondi, uma companhia aérea argentina, também iniciou no mundo das NFTs, e existe a expectativa de que o mesmo tipo de serviço chegue ao Brasil em breve.

A empresa argentina lançou NFTs de passagens aéreas, que são versões digitais desses itens e permitem transferir a passagem para outra pessoa, o que não era possível anteriormente.

O token serve para que um terceiro emita o cartão de embarque em seu nome depois de a passagem ter sido vendida pelo cliente que comprou diretamente o serviço da companhia aérea.

Além de permitir que clientes não fiquem com prejuízo em caso de mudança de planos, a companhia também permite que a pessoa que vendeu receba uma comissão pela revenda de uma passagem que pode chegar a 11%.

Esses são alguns exemplos práticos do uso da tecnologia NFT no mundo hoje, mas os usos no varejo ainda estão em etapa de desenvolvimento. O que há no mercado já mostra que existe um potencial de fortalecimento de marca e geração de valor para diferentes segmentos, aumentando a base de clientes e a possibilidade de lucros com todo tipo de produto e serviço.

Comprovação de autenticidade

Também é possível comprovar a autenticidade e o histórico de um produto via tecnologia NFT, além de garantir o transporte seguro e uma venda mais rápida e até mais vantajosa. Essas qualidades são muito apreciadas e utilizadas pelo mundo das artes.

É possível vender hoje um quadro físico ou qualquer outra produção artística expondo a obra para a rede mundial de computadores, sem ficar limitado a um local específico, como uma galeria de arte. Além disso, vale destacar o benefício de proteger a peça das ações do tempo e das pessoas, evitando a deterioração ou sua perda.

Sobre o aspecto da autenticidade, a tecnologia NFT garante, via blockchain, que aquele item pertence a determinada pessoa. Pelo blockchain é possível ver quem é o fabricante ou dono atual da peça, e ainda por quais mãos ela passou, se esteve sob posse de algum grande nome e em qual época.

Momento é de apostar

O mercado de NFT já esteve mais aquecido. Porém, essa modalidade de investimento foi prejudicada, assim como todos os ativos de risco, pelo prolongamento da instabilidade econômica no mundo. O volume de negociações no OpenSea – maior marketplace de NFT – diminuiu 88% entre setembro de 2021 e o mesmo mês de 2022.

Para muitos, 2022 foi um ano para recriar e inventar projetos mais sustentáveis, já que o início do ano foi de instabilidade nesse mercado, com projetos naufragando, o que exigiu um amadurecimento do sistema, que está acontecendo. Uma das maiores apostas que vimos recentemente foi o Instagram adicionando um marketplace NFT para facilitar a compra e venda de arte e projetos pelos usuários.

Diante disso, a queda na procura por NFTs em 2022 pode ser uma grande oportunidade para quem deseja entrar no mercado antes que a economia global se estabilize, os investimentos em inovação sejam retomados a todo vapor e o valor dos tokens atinjam novos patamares.

As empresas podem encarar esse momento também como uma oportunidade para amadurecer os projetos que incluem NFT, desvendar o que essa tecnologia pode oferecer, o potencial de crescimento dessa inovação e como ela pode agregar valor aos produtos ou serviços comercializados em diferentes setores da economia.

Sobre a autora

Isabela Rossa é country manager da CoinCloud no Brasil

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store