Coin News

Empresa falida de criptomoedas quer vender stablecoins para cobrir buraco financeiro

7 d ago3 min readAltcoins
Empresa falida de criptomoedas quer vender stablecoins para cobrir buraco financeiro

No capítulo mais recente da crise financeira da empresa de empréstimo de criptomoedas Celsius, que congelou os saques de clientes em junho, a empresa falida pediu na quinta-feira (15) permissão ao Tribunal de Falências dos EUA de Nova York para vender suas participações em stablecoins.

Documentos judiciais indicam que a Celsius quer vender suas stablecoins para pagar operações corporativas. A empresa divulgou anteriormente um relatório revelando que tem mais de US$ 2 bilhões em passivos de várias criptomoedas; suas participações em stablecoins somam aproximadamente US$ 23 milhões, mantidas em 11 stablecoins diferentes.

Caso a moção seja aprovada pelo juiz Martin Glenn, o principal juiz de falências dos EUA, a Celsius terá liquidez para continuar suas operações diárias “sem supervisão judicial ou do credor”.

Pagar os clientes é um processo legal em andamento separado, mas o processo da Celsius argumenta que é do interesse de todos que a Celsius monetize suas participações em stablecoin para continuar as operações sem ter que garantir financiamento adicional.

Ao contrário do Bitcoin, Ethereum e outras criptomoedas líderes, as stablecoins têm um valor fixo, uma vez que estão atreladas a moedas fiduciárias e, portanto, formam uma fonte relativamente confiável de liquidez em criptografia.

A crise da Celsius

Os processos de falência em andamento da Celsius fazem parte do que os comentaristas chamam de “inverno cripto” ou “crise de liquidez”.

Desde o colapso do ecossistema Terra, em maio, que ocorreu quando a stablecoin UST perdeu sua paridade ao dólar, várias empresas de criptomoedas de alto perfil entraram com pedidos de falência. Primeiro foi Celsius em junho; depois, em julho, Voyager e Three Arrows Capital seguiram o exemplo.

Em 1º de setembro, a Celsius disse em um processo judicial que estava tentando devolver alguns dos fundos de seus clientes. A empresa se ofereceu para liberar quase US$ 50 milhões em criptomoedas pertencentes a clientes que faziam parte do programa de “custódia” – contas que armazenavam criptomoedas, mas não geravam retornos.

Caso a proposta de Celsius seja aprovada, os fundos devolvidos cobririam apenas uma fração das obrigações do credor: as contas de custódia somam US$ 210 milhões em criptomoedas, de acordo com o documento. No entanto, para os clientes que investiram cripto no popular programa de investimento da Celsius, que somam US$ 4,3 bilhões em ativos, não houve nenhuma palavra sobre quando eles receberão seu dinheiro de volta.

Exatamente uma semana depois, um arquivamento do Tribunal de Falências dos EUA revelou que as autoridades do estado de Vermont pediram poderes mais amplos para investigar Celsius, alegando que a exchange de criptomoedas insolvente havia inflado artificialmente o preço de seu token CEL às custas de investidores de varejo nos últimos três anos. .

“Ao aumentar sua posição líquida na CEL em centenas de milhões de dólares, a Celsius aumentou e sustentou o preço de mercado da CEL, inflando artificialmente as participações da CEL da empresa em seu balanço e demonstrações financeiras”, disse o conselheiro geral assistente de Vermont, Ethan McLaughlin.

Na quarta-feira, o juiz Martin Glenn nomeou um examinador independente para supervisionar o caso de falência da Celsius. O examinador analisará as participações de criptomoedas da Celsius, as obrigações de utilidade de seu negócio de mineração de criptomoedas, mudanças recentes em suas ofertas de contas, bem como sua conformidade com processos fiscais e de falência.

*Traduzido com autorização do Decrypt.co.

Esse é o melhor momento da história para investir em cripto! E agora, você pode ter acesso a um curso exclusivo com os maiores especialistas em cripto para aprender os fundamentos e as técnicas que te ajudam a navegar nas altas e baixas do mercado. Inscreva-se aqui

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store