Coin News

Elon Musk posta vídeo entrando na sede do Twitter e aumenta expectativa sobre compra da rede social

26 Oct, 20223 min readBitcoin
Elon Musk posta vídeo entrando na sede do Twitter e aumenta expectativa sobre compra da rede social

Elon Musk parece estar assumindo o posto de dono do Twitter de um vez. Nesta quarta-feira (26) o bilionário postou um vídeo entrando na sede da rede social e mudou sua biografia no perfil para “Chefe do Twitter (“Chief Twit”, em inglês).

No vídeo, o dono da Tesla aparece entrando na sede do Twitter com uma pia. Foi uma jogada para fazer um trocadilho com a expressão que colocou no tuíte: “Let that sin in”. Sink significa “pia” em inglês. Porém, usada nessa expressão, quer dizer “se acostume com a ideia”.

Entering Twitter HQ – let that sink in! — Elon Musk (@elonmusk) October 26, 2022

Segundo a Bloomberg noticiou na terça-feira (25), Musk irá finalizar todos os processos da compra do Twitter até sexta-feira (28).

Segundo a agência, o dono da Tesla teria acertado os detalhes financeiros do processo em uma reunião na segunda-feira (24) com os banqueiros que irão financiar o empreendimento.

Os bancos, liderados pelo Morgan Stanley, irão financiar US$ 13 bilhões e estariam no processo final de assinatura dos documentos. No total, o processo de aquisição da plataforma social deverá custar cerca de US$ 44 bilhões.

A novela entre o bilionário e a rede social

Em abril desse ano, Elon Musk anunciou uma oferta de compra do Twitter por US$ 44 bilhões. A empresa aceitou, mas após alguns meses de negociação para refinar os detalhes do acordo, o dono da Tesla anunciou que estava desistindo.

Musk alegava que os números de bots, spams e contas fakes na rede era muito maior do que o informado pelo Twitter. Já a rede social defendeu os dados que foram fornecidos e entrou na Justiça para que o empresário honrasse o compromisso.

Pelo acordo feito então, Musk só poderia desistir do compromisso de compra que havia firmado em um caso de informações erradas ou falsas prestadas pelo Twitter – e foi essa a estratégia que ele adotou.

O caso foi para a Corte de Chancelaria de Delaware, especializado em litígios em processos de fusão e aquisição de grandes companhias.

Os bastidores do assunto indicavam que Musk queria reduzir o preço da compra, pois concordou com um preço em um momento no qual a ação do Twitter estava muito mais valorizada do que ficou nos meses seguinte. Seu objetivo seria pagar menos.

Mas, conforme aponta reportagem do jornal O Globo, Musk voltou atrás no dia 4 de outubro e anunciou que está disposto a pagar os US$ 44 bilhões acordados no início do processo.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store