Coin News

Elon Musk intima ex-CEO do Twitter Jack Dorsey em meio a batalha jurídica sobre futuro da rede social

23 Aug, 20223 min readOther
Elon Musk intima ex-CEO do Twitter Jack Dorsey em meio a batalha jurídica sobre futuro da rede social

A relação conturbada entre o bilionário Elon Musk e o ex-CEO do Twitter Jack Dorsey ganhou um novo capítulo depois que um documento revelou que o CEO da Tesla intimou o criador da rede social como parte de sua estratégia de voltar atrás em sua proposta de aquisição da rede social, relatou reportagem do jornal britânico The Guardian publicada na segunda-feira, 22.

Em abril deste ano, Musk apresentara uma proposta de US$ 44 bilhões para comprar a rede social, tornando-a uma empresa de capital privado. Segundo o bilionário, sua intenção era garantir e aprofundar a liberdade de expressão dos usuários do Twitter, além de eliminar os bots e perfis falsos que trafegam livremente na plataforma.

Dorsey, que renunciou ao cargo de presidente-executivo do Twitter em novembro e deixou o conselho da empresa em maio, foi intimado a apresentar documentos referentes à proposta de Musk e aos perfis falsos da plataforma, de acordo com uma cópia da intimação.

Em abril, Dorsey manifestou-se favorável à venda do Twitter para Musk, afirmando estar de acordo com a necessidade de haver mais transparência em relação aos seus algoritmos, além de defender a criação de mecanismos para que os usuários possam ter mais controle sobre o conteúdo que visualizam na plataforma.

Dorsey também criticou o modelo de negócios da plataforma, dependente de publicidade, assumindo sua parcela de culpa pela forma como administrara a empresa até então. Musk, por sua vez, sugeriu que o Twitter deveria criar um novo modelo de monetização dependente de taxas de assinatura e de serviços de transferências de dinheiro e micropagamentos entre usuários.

Batalha jurídica

A aquisição da empresa tornou-se uma batalha jurídidca quando Musk decidiu retirar sua proposta de compra, alegando que o Twitter não havia fornecido informações acuradas sobre o número de contas falsas da plataforma.

Em oposição, o conselho do Twitter argumenta que as razões de Musk para desistir do negócio são injustificadas e na verdade visam ocultar a real razão por trás da reviravolta: o arrependimento puro e simples.

O julgamento que vai decidir o futuro da rede social está marcado para 17 de outubro, em um tribunal de Delaware, nos EUA. Após cinco dias de deliberações, o veredito vai determinar se a empresa pode ou não forçar o bilionário a prosseguir com a aquisição.

Nas últimas semanas, o Twitter intimou uma série de investidores e empreendedores do setor de tecnologia ligados a Musk, incluindo o proeminente capitalista de risco Marc Andreessen, fundador da a16z, empresa que já sofreu ataques de Dorsey no passado devido aos seus investimentos em projetos ligados a Web3, e David Sacks, diretor de operações fundador do PayPal.

Os perfis falsos se tornaram uma questão central na disputa jurídica que vai decidir pela conclusão ou pela dissolução do acordo. Os advogados de Musk esperam que novas informações sejam reveladas no processo, a partir das provas obtidas através de intimações como a apresentada a Dorsey esta semana.

Na semana passada, um juiz decidiu que o Twitter deve fornecer à defesa do CEO da Tesla documentos de um ex-executivo do Twitter, o qual Musk diz ser uma figura-chave para chegar ao número de contas falsas existentes hoje na plataforma. A determinação obrigou o Twitter a coletar, revisar e organizar documentos de seu ex-gerente geral de produtos, Kayvon Beykpour.

A proposta de compra de Musk prevê o pagamento de US$ 54,20 por ação, somando US$ 44 bilhões. No fechamento desta segunda-feira, a ação estava cotada a US$ 42,89. Portanto, mais de 20% abaixo do valor estipulado na oferta do empresário.

O imbróglio jurídico opondo o bilionário ao conselho do Twitter teria contribuído para que a empresa registrasse um prejuízo de US$ 270 milhões no segundo trimestre de 2022, conforme noticiou o Cointelegraph Brasil recentemente.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store