Coin News

Dono da corretora FTX desiste de doar US$ 1 bilhão para a campanha eleitoral dos EUA

15 Oct, 20223 min readBitcoin
Dono da corretora FTX desiste de doar US$ 1 bilhão para a campanha eleitoral dos EUA

O bilionário dono da corretora de criptomoedas FTX, Sam Bankman-Fried, havia dito em maio deste ano que iria doar até US$ 1 bilhão em campanhas políticas no período até as eleições presidenciais de 2024 nos EUA, especialmente para enfrentar candidatos alinhados ao ex-presidente republicano Donald Trump.

Essa farra de gastos teria feito de Sam Bankman-Fried (SBF) o maior doador político na última eleição – por uma margem quatro vezes maior do que o segundo colocado–, de acordo com dados do portal OpenSecrets.

Agora, no entanto, o bilionário está pisando no freio.

“Essa foi uma citação idiota”, disse Bankman-Fried ao podcast Morning Money nesta semana, sobre seus comentários anteriores sobre gastos de campanha. “Acho que minhas mensagens foram descuidadas e inconsistentes em alguns casos.”

Este ano, o bilionário já levantou cerca de US$ 40 milhões em antecipação às eleições legislativas de 2022, principalmente por meio do programa “Protect Our Future PAC”, que doou cerca de US$ 28 milhões. A maior parte disso foi para candidatos democratas.

Mais de US$ 10 milhões das doações do PAC neste ciclo foram para um único candidato democrata ao Congresso, Carrick Flynn, do Oregon, que perdeu sua disputa primária em maio. Flynn e Bankman-Fried são ambos defensores do movimento de altruísmo eficaz, uma escola filosófica de pensamento que tenta priorizar as causas que impactam positivamente todas as pessoas globalmente.

Corte de gastos

Bankman-Fried parece ter esfriado sobre a eficácia das doações políticas, que ele já havia apontado como uma ferramenta fundamental para alcançar progresso nas áreas políticas de escolha do bilionário: regulação de criptomoedas e preparação para pandemias.

Por enquanto, ele diz que está se abstendo de mais gastos políticos.

“Em algum momento, quando você transmite sua mensagem aos eleitores, não há muito mais o que fazer”, disse Bankman-Fried no podcast.

O bilionário não esclareceu se abriria a torneira novamente na preparação para a eleição presidencial de 2024; Bankman-Fried afirmou anteriormente que gastaria o valor bilionário para impedir que Trump retomasse a Casa Branca, caso o ex-presidente concorresse novamente.

Bankman-Fried indicou, no entanto, que sua breve experiência em gastos políticos o levou a reavaliar uma estratégia antes focada nas eleições gerais.

“Acho que as primárias [legislativas] são mais importantes”, disse ele. “Francamente, eu poderia tentar falar sobre preparação para uma pandemia em uma eleição geral. Mas a maioria dos eleitores vai dizer: ‘Isso é legal, mas tipo, sou democrata’ ou ‘sou republicano”.

Resgates

Enquanto isso, a FTX de Bankman-Fried está em uma onda de gastos, resgatando empresas de criptomoedas devastadas pelo crash do mercado deste ano.

No final do mês passado, surgiram relatos de que a FTX estava considerando adquirir os ativos da falida credora de criptomoedas Celsius. Na mesma semana, Bankman-Fried desembolsou US$ 1,4 bilhão para comprar a empresa de investimentos em criptomoedas quebrada Voyager Digital; em junho, ele gastou mais US$ 250 milhões para resgatar a corretora de criptomoedas BlockFi.

Bankman-Fried disse no mês passado que ainda tem US$ 1 bilhão a mais para gastar em aquisições e resgates de criptomoedas. Parece, aos olhos do bilionário, dominar o enfraquecido mercado de criptomoedas no setor privado até agora provou ser uma estratégia muito mais eficaz do que tentar influenciar os assuntos do governo.

*Traduzido com autorização do Decrypt

Maior Exchange da América Latina, no MB você negocia tokens, DeFi, renda fixa digital, NFTs e, claro, criptomoedas. E tudo no painel de negociação mais seguro do mercado. Abra sua conta gratuita!

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store