Coin News

Domínios ENS estão mudando a cultura do Ethereum

21 Aug, 20223 min readEthereum
Domínios ENS estão mudando a cultura do Ethereum

Caso você use o Twitter, já deve ter se deparado com usuários usando a extensão “.eth” em seu nick. Além de artistas como Anthony Hopkins e marcas famosas como Puma, os domínios do Ethreum Name Service (ENS) também caíram na graça do povo.

Criado em 2017, o projeto demorou cinco anos para atingir a marca de 1 milhão de domínios criados. Entretanto, este número dobrou nos últimos três meses e meio, mostrando grande crescimento em sua adoção.

Embora existam outras extensões — como .btc ou .doge — estas não são tão populares no ENS. Portanto, podemos estar presenciando uma grande mudança cultural para o Ethereum, realizando o desejo de Vitalik Buterin em criar uma comunidade forte como a do Bitcoin.

Ethereum Name Service, possivelmente os melhores NFTs

Enquanto algumas coleções de NFT chamaram a atenção de famosos e magnatas, estas também viraram piadas. Afinal, estas artes podem ser salvas e replicadas eternamente mesmo que as mesmas tenham uma série de direitos autorais.

Já no caso dos domínios ENS, que também são NFTs, este problema é inexistente. Além disso, mesmo sendo possível criar infinitos endereços, existem alguns mais raros do que outros. Como exemplo, a Budweiser gastou uma pequena fortuna pelo beer.eth (cerveja, em inglês), além disso, outros já foram comprados por pequenas fortunas por investidores.

Deixando a especulação de lado, o que realmente chama atenção é a crescente popularização destes domínios que levam o símbolo do Ethereum em seu nome nos últimos meses.

“Levou 5 anos para chegar a 1.000.000 de nomes e então apenas 3,5 meses para chegar a 2.000.000!”

it took 5 years to reach 1,000,000 names then only 3.5 months to reach 2,000,000!— validator.eth (@ValidatorEth) August 17, 2022

Extensão .eth invade o Twitter

Ainda sobre números, os domínios .eth também tomaram conta do Twitter. Além da plebe, diversas marcas e artistas já adotaram a extensão, usando seus domínios como nome de usuário, como a alemã Puma e o ator Anthony Hopkins.

Sendo assim, a comunidade do Ethereum — que já era grande — está criando uma identidade para si, formando um grupo visível e criando uma grande revolução em sua cultura. Embora seja difícil saber se todos são “maximalistas do Ethereum”, seu apoio ao ETH é inegável.

Enquanto isso, domínios .btc não possuem tanto apelo. O motivo pode ser a necessidade de usar o Ethereum para registrá-los, o que os mais fanáticos consideram uma heresia. Sendo assim, se contentam com o uso dos “laser eyes” para mostrar seu apoio ao Bitcoin.

Por fim, muitos destes domínios da ENS não levam a lugar nenhum a não ser a própria página de registro dos mesmos. Portanto, estes ainda precisam amadurecer caso não queiram ser apenas mais uma moda passageira.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store