Coin News

Desenvolvedores brasileiros de Bitcoin recebem doação de R$ 130 mil de ONG de direitos humanos

7 Sep, 20223 min readBitcoin
Desenvolvedores brasileiros de Bitcoin recebem doação de R$ 130 mil de ONG de direitos humanos

Vinteum, um centro de pesquisa e desenvolvimento de Bitcoin criado por brasileiros em agosto, recebeu uma doação de cerca de R$ 130 mil da Human Rights Foundation (HRF) nesta terça-feira (6).

A doação foi anunciada nesta manhã no Twitter pelo diretor de estratégia da ONG, Alex Gladstein. Ele explica que a doação vem para somar no “esforço dedicado a apoiar desenvolvedores no Brasil e na América Latina”.

O financiamento apoiará os seminários educacionais que a Vinteum planeja realizar pelo Brasil, bem como para recrutar desenvolvedores para trabalhar no código do Bitcoin e projetos nativos da rede, como a Lightning Network.

9/ Grant #8: $25,000 to @Vinteum_org, a new non-profit Bitcoin research and development center The effort is dedicated to supporting developers in Brazil and wider Latin AmericaFunding will support Vinteum’s educational seminars, fellowships, and grants — Alex Gladstein (@gladstein) September 6, 2022

Foi com essa proposta que a Vinteum surgiu no mês passado: dar condições para que profissionais baseados no Brasil possam se dedicar em tempo integral ao desenvolvimento do Bitcoin.

A iniciativa é de Lucas Ferreira, desenvolvedor da Lightning Labs, e de André Neves, cofundador da Zebedee, empresa que integra bitcoin ao mundo dos jogos.

“Nós precisamos trazer cada vez mais talentos trabalhando com o Bitcoin e descentralizar as organizações que financiam os desenvolvedores. É importante trazer mais diversidade geográfica para esse pool de talentos, pessoas que vão entender as necessidades de suas regiões e terão isso em mente na hora de desenvolver o Bitcoin”, contou Ferreira ao Portal do Bitcoin quando o projeto foi lançado.

Bruno Ely Garcia, um desenvolvedor brasileiro especializado no Bitcoin Core, foi o primeiro recrutado pela Vinteum. Ele também lidera os esforços educacionais da instituição, uma frente que deve se fortalecer graças ao novo financiamento da Human Rights Foundation.

Bitcoin ao lado dos direitos humanos

A HRF tem uma relação próxima com o Bitcoin, principalmente por acreditar que a criptomoeda pode servir como uma ferramenta financeira para ativistas de direitos humanos, organizações da sociedade civil e jornalistas em todo o mundo.

Além dos brasileiros da Vinteum, outros sete projetos relacionados ao Bitcoin se beneficiaram das doações de US$ 325 mil que a ONG realizou nesta semana.

A maior doação de US$ 100 mil foi feita em parceria com a Strike e beneficiou o BTCPay, um processador de pagamentos de bitcoin que facilita a doação segura e privada de BTC para ativistas e jornalistas.

A rodada de doações da HRF também foi direcionada para desenvolvedores. Jon Atak e Josh Kitman, por exemplo, receberam US$ 50 mil para continuar contribuindo no desenvolvimento do Bitcoin Core e Fedimint.

A Human Rights Foundation já doou mais de US$ 1,5 milhão nos últimos dois anos para incentivar o desenvolvimento do Bitcoin. De acordo com o Bitcoin Magazine, a próxima rodada de doações da ONG está prevista para acontecer em janeiro de 2023.

Maior Exchange da América Latina, no MB você negocia tokens, DeFi, renda fixa digital, NFTs e, claro, criptomoedas. E tudo no painel de negociação mais seguro do mercado. Abra sua conta gratuita!

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store