Coin News

Desenvolvedores do Bitcoin são acusados de lobismo e suborno

1 h ago4 min readBitcoin
Desenvolvedores do Bitcoin são acusados de lobismo e suborno

A última atualização do Bitcoin Core, 24.0, deve forçar o uso do modelo Replace-by-Fee (RBF), entretanto uma longa discussão está ocorrendo sobre o tema. Algumas pessoas estão até mesmo acusando os desenvolvedores de ataques que incluem mentiras, lobismo e suborno a mineradores.

Em suma, o RBF permite que uma transação seja alterada antes de ser confirmada. Ou seja, você pode pagar uma taxa maior para mudar dados de uma transação.

Geralmente tal recurso é utilizado para acelerar transações presas que, por descuido, foram inseridas com taxas baixas. Entretanto, também podem ser utilizadas para praticar golpes, alterando o endereço de destino.

Por outro lado, transações sem RBF — chamadas 0conf ou zeroconf (zero confirmações) — não permitem alterações. Sendo assim, alguns serviços se aproveitam destas para confirmar pequenos depósitos sem depender de uma confirmação na blockchain, agilizando todo processo.

Desenvolvedores do Bitcoin Core são acusados pela comunidade

As acusações mais sérias foram feitas por John Carvalho, CEO da Synonym, que acusou os desenvolvedores de espalhar mentiras para que o novo modelo seja aprovado.

“Atualmente, um subconjunto de desenvolvedores do Core está tentando atacar o Bitcoin forçando uma agenda a tornar todas as transações RBF por padrão. Este ataque inclui mentiras e lobby da lista de discussão bitcoin-dev, alterações de código no node do Core e tentativas de suborno a mineradores.”

A subset of Core devs are currently trying to attack Bitcoin by forcing a pet agenda to make all transactions RBF by default.This attack includes bitcoin-dev mailing list lies and lobbying, code changes in Core node, and bribery attempts to miners.1/5— John Carvalho (@BitcoinErrorLog) November 3, 2022

Em seguida, Carvalho também nota que os usuários de Bitcoin esperam que uma função funcione para sempre. Ou seja, os desenvolvedores estariam prejudicando seus atuais casos de uso.

Como exemplo, cita o caso da carteira Muun, famosa por permitir um acesso fácil e descomplicado a Lightning Network. Outros serviços, como caixas eletrônicos de Bitcoin e da Bitrefill, empresa que vende gift cards por BTC, também seriam prejudicados.

“Nós da Muun teremos que desativar os pagamentos de saída da Lightning para mais de 100.000 usuários, o que atualmente é uma boa parte de todos os pagamentos não fiduciários da Lightning”, comentou Dario Sneidermanis, fundador da carteira Muun.

Discussão também aparece no GitHub

Já no GitHub, usuários também questionam a decisão dos desenvolvedores. Um deles pergunta quais seriam os benefícios de forçar o uso de RBF, sendo rapidamente respondido por defensores do novo modelo.

“Negócios e projetos [que trabalham com] Zeroconf (zero confirmações) são vulneráveis por design. Isso pode ser corrigido sem alterar nada no Bitcoin Core”, comentou um deles.

Embora a afirmação acima seja uma verdade, as empresas que trabalham com este modelo afirmam que avaliam o risco de cada transação e, sobretudo, seriam as únicas lesadas.

Outro que saiu em defesa do RBF como padrão foi o polêmico Peter Todd, desenvolvedor que defende que o limite de 21 milhões de unidades de bitcoins seja quebrado.

“O Zeroconf é antitético ao design sem confiança e impulsionado por incentivos econômicos do Bitcoin. É uma prática perigosa que tem mordido repetidamente usuários ingênuos levando a grandes perdas”, argumenta Peter Todd. “Qualquer opção que altere a política do mempool quebra o zeroconf se usada por mineradores, porque qualquer diferença na política do mempool pode ser explorada. mempoolfullrbf não é especial e alegar o oposto é ser desonesto com os usuários.”

Por fim, é difícil imaginar que forçar o RBF salve os usuários ingênuos mencionados por Todd. Afinal, estes também podem ser enganados com o RBF, talvez até mais facilmente.

Quantas confirmações são necessárias?

Ainda sobre o tema, alguns especialistas sugerem que o número de confirmações — para uma transação ser considerada segura — dependa de seu valor.

Como exemplo, caso você for vender um item de 0,00046402 BTC (R$ 50), 1 confirmação já estaria de bom tamanho, passando para 3 em itens de maior valor. No caso da negociação de um carro ou uma casa, este número passaria para 6 confirmações, já que o montante é maior e há mais incentivos para golpes.

Portanto, com ou sem RBF, é legal usar o exemplo acima como modelo, analisando os riscos. Afinal, ninguém quer esperar 1 hora para que um pagamento de R$ 50 em BTC seja considerado imutável.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store