Coin News

DCG cita tempos difíceis e confirma que tem mais de US$ 500 milhões em empréstimos com a Genesis

7 min ago2 min readOther
DCG cita tempos difíceis e confirma que tem mais de US$ 500 milhões em empréstimos com a Genesis

O temor do contágio relacionado à falência da FTX começa a preocupar fortemente o mercado. Assim, depois da Genesis anunciar problemas em sua liquidez devido sua relação com a FTX, agora o DCG ‘entrou’ no polo dos que ‘perderam dinheiro’.

Assim, Barry Silbert , fundador e CEO do DCG, admitiu que o grupo emprestou mais de US$ 500 milhões para a Genesis. Segundo ele o empréstimo seguiu todas as diligências do mercado contudo, aparentemente, isso teria prejudicado o grupo.

“ O DCG atualmente tem um passivo para com a Genesis Global Capital de $ 575 milhões, com vencimento em maio de 2023. Assim, esses empréstimos foram usados ​​para financiar oportunidades de investimento e para recomprar ações do DCG”, afirmou.

O DCG é o maior e mais antigo grupo de investimento em empresas de criptomoedas. Assim, seu portifólio conta com Bitso, Rippio, Abra, BitPay, BitPesa, Blockchain, Blockstream, Brave, Chainalysis, Circle, Coinbase, Kraken, Ledger, Xapo entre outras.

  • Leia também: Análise Bitcoin; BTC perde força vendedora, e agora?
  • Genesis

    Dessa forma, três das subsidiárias mais conhecidas da DCG são o CoinDesk, a Grayscale Investments e justamente a Genesis. Assim, devido aos problemas na Genesis o DCG não descarta a emissão de uma nova rodada de financiamento do grupo para levantar liquidez.

    “Agradecemos as palavras de encorajamento e apoio, juntamente com as ofertas de investimento no DCG. Assim, avisaremos você se decidirmos fazer uma rodada de financiamento”, disse.

    Em 16 de novembro de 2022, a Genesis anunciou problemas em sua empresa devido a falência da FTX. “A FTX criou uma turbulência de mercado sem precedentes, resultando em solicitações de retirada anormais” , destacou.

    Desse modo essa ‘corrida para retiradas’ excedeu a liquidez da Genesis Global Capital. Isso forçou a empresa a “suspender temporariamente os resgates e novas origens de empréstimos”.

    Agora a Genesis busca empréstimos para cobrir o rombo em sua liquidez, porém, até o momento sem sucesso. No entanto, segundo Barry Silbert nada disso vai afetar o DCG que dobrou sua crença no mercado cripto.

    “Apesar das difíceis condições da indústria, estou mais animado do que nunca com o potencial das criptomoedas. O DCG está determinado a permanecer na vanguarda”, finalizou.

    Source

    Subscribe to get our top stories

    Coin News
    App StoreApp Store