Coin News

CTO da Tether reclama que USDT tem sido alvo de 'campanha coordenada de FUD'

28 Jun, 20223 min readAltcoins
CTO da Tether reclama que USDT tem sido alvo de 'campanha coordenada de FUD'

O diretor de tecnologia da Tether, Paolo Ardoino, confirmou que a stablecoin Tether (USDT) tem sido alvo de um “ataque coordenado” por fundos de hedge que procuram vender a descoberto o criptoativo atrelado ao dólar dos Estados Unidos.

Em post para seus 151.600 seguidores no Twitter na segunda-feira, o executivo da Tether estava respondendo a relatos de que fundos de hedge estão emprestando milhões em empréstimos a descoberto de USDT desde o colapso do Terra em maio.

Ele alegou que os fundos de hedge estão tentando criar pressão “na casa dos bilhões” para “prejudicar a liquidez do Tether” com o objetivo de eventualmente recomprar tokens a um preço muito mais baixo.

Ardoino fez acusações de que alguns fundos de hedge acreditaram e ajudaram a espalhar o FUD – medo, incerteza e dúvida – sobre a stablecoin.

Os rumores de que a stablecoin não é 100% lastreada, que estaria emitindo tokens do “ar rarefeito”, que teria exposição significativa a empresas em dificuldades financeiras e papéis comerciais chineses e outras narrativas teriam sido espalhadas por seus concorrentes em “redes de trolls”, disse ele.

1/I have been open about the attempts from some hedge funds that were trying to cause further panic on the market after TERRA/LUNA collapse.It really seemed from the beginning a coordinated attack, with a new wave of FUD, troll armies, clowns etc. — Paolo Ardoino (@paoloardoino) June 27, 2022

Através de uma thread de 12 tweets no Twitter, ele criticou ps rumores e os propagadores do FUD, e argumentou que a empresa vem colaborando com os reguladores e ampliando seus esforços de transparência, além de destacar seu recente compromisso de combater e eliminar gradualmente sua exposição em papéis comerciais:

“Apesar de todo o apoio público, da nossa colaboração com os reguladores, nossos grandes esforços por mais transparência, nosso compromisso de eliminar gradualmente a exposição de CP e passar para os títulos do Tesouro dos EUA, nossos acordos celebrados… esses críticos continuaram pensando e sugerindo que nós, Tether, somos os caras do mal.”

Ele argumentou que a Tether “nunca falhou em nenhum resgate”, acrescentando que apenas nas últimas 48 horas, a Tether resgatou cerca de 10% de seus ativos totais, o que ele disse ser “algo quase impossível mesmo para instituições bancárias”.

Ele também confirmou que a Tether já reduziu sua exposição a papéis comerciais de US$ 45 bilhões para US$ 8,4 bilhões este mês, com a intenção de liberar seu lastro de papéis comerciais “nos próximos meses”.

No entanto, parece que os comentários de Ardoino podem não fazer muito para conter a onda de vendedores a descoberto que esperam lucrar com um possível declínio no preço da criptomoeda, que atualmente está logo abaixo do preço de US$ 0,9989 no momento da redação deste artigo.

Na segunda-feira, um relatório do Wall Street Journal citou Leon Marshall, chefe de vendas institucionais da Genesis, afirmando que houve um aumento nas negociações para vender Tether por meio de sua plataforma de corretagem, principalmente no mês passado.

“Houve um aumento real no interesse dos fundos de hedge tradicionais que estão analisando o Tether e tentando reduzir o preço”, disse Marshall.

A venda a descoberto é uma estratégia de investimento pela qual um investidor toma ativos emprestados e os vende imediatamente no mercado aberto, com a intenção de recomprá-los posteriormente por um preço menor para embolsar a diferença. Ele permite que um investidor lucrar com o declínio de uma ação ou ativo.

Marshall acrescentou que a maioria das negociações curtas veio de fundos de hedge tradicionais nos Estados Unidos e na Europa, com muitos interessados ​​após a queda da stablecoin algorítmica TerraUSD Classic (USTC) em maio.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store