Coin News

Criptos hoje: Bitcoin e Ethereum sobem na véspera do Fomc; Citi ressalta estabilidade do ETH após se tornar ativo de rendimento

4 d ago4 min readBitcoin
Criptos hoje: Bitcoin e Ethereum sobem na véspera do Fomc; Citi ressalta estabilidade do ETH após se tornar ativo de rendimento

Após um começo de semana conturbado, Bitcoin (BTC) e Ethereum (ETH) ensaiam recuperação após perderem brevemente importantes suportes de preço e voltam a operar em alta na manhã desta terça-feira (20). Às 7h10 de hoje, ambos os ativos avançavam 4% em relação às 24 horas anteriores, com o BTC indo a US$ 19.213 e o ETH para US$ 1.350.

O dia é de recuperação em boa parte do mercado, com a memecoin ApeCoin (APE), por exemplo, saltando quase 10%, e a XRP (XRP) valorizando quase 9% em meio à expectativa de desfecho favorável à emissora Ripple em um processo movido contra a empresa pela Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC).

A fraqueza dos criptoativos nos últimos dias vinha na esteira de mais um movimento de aversão ao risco de investidores, que aguardam o próximo reajuste na taxa de juros dos Estados Unidos amanhã, após reunião do Comitê de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês).

“Não apenas as criptomoedas, mas também todos os ativos de risco em geral estão sendo vendidos em antecipação à recessão mundial que está por vir”, avalia Adam See, vice-presidente sênior e chefe de ativos digitais da Global X ETFs.

“Acho que 75 [pontos-base] é provavelmente o número certo em termos de aumento da taxa de juros do Fed”, aponta See. O executivo, no entanto ressalta que os comentários do presidente do Fed, Jerome Powell, sobre como ele vê o mercado “seriam realmente reveladores”. “A agressividade do Fed sugere que provavelmente estamos no meio de uma recessão, esperançosamente no final”.

Após o Bitcoin perder o suporte de US$ 19 mil ontem, o trader e investidor anjo Vinícius Terranova espera que a criptomoeda continue caindo nos próximos dias mirando dois possíveis fundos do poço: as regiões perto de US$ 13 mil e, em um cenário mais nebuloso (e mais improvável), pouco acima de US$ 9 mil.

Entretanto, ele acredita que players do mercado como o bilionário Sam Bankman-Fried, que já se comprometeu em proteger a zona de US$ 14 mil, podem tentar se antecipar ao primeiro alvo para criar um fundo mais alto.

“Considerando isso, eu acredito que possamos ver um front-run, com as pessoas começando a comprar na frente do Sam. É uma das maiores provedoras de liquidez do mercado dizendo que protegerá aquela zona. Então é possível que o Bitcoin não caia [tanto] e fique por volta dos US$ 15 mil, por exemplo”.

Assista: O que aconteceu com o esperado clone do Ethereum que nasceu e desabou 80%

Já com relação ao Ethereum, Jeff Dorman, diretor de investimentos da gestora de ativos Arca, Em uma newsletter divulgada ontem, chamou a queda de preço mais recente de “surpreendente, mas não totalmente inesperada”.

“Em última análise, parece que a fusão em si não atraiu imediatamente um novo interesse de compra, ou novos compradores estão prestes a obter um bom desconto, cortesia de traders de impulso com dedos no gatilho”, escreveu Dorman, que acrescentou: “Esteja comprado em ETH nos próximos 6-12 meses, pois o ETH se beneficia por ser o investimento mais puro em blockchain e porque é apenas matemática simples”.

Para See, da Global X ETFs, o longo prazo segue otimista pela adoção vista mesmo em um momento desafiador. O especialista observa, com otimismo, que o “inverno cripto parece diferente”, destacando o “forte financiamento de capital de risco fluindo para empresas de criptomoedas e Web3”, além do crescente interesse das empresas de finanças tradicionais no mundo dos ativos digitais.

“Há muitas novidades convincentes neste inverno de criptomoedas”, pontua.

(Mais informações em breve)

Cadastre-se e descubra como surfar o Boom do Metaverso e transformar essa evolução tecnológica em excelentes oportunidades de investimentos

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store