Coin News

Criptomoedas vieram para ficar, diz presidente do Itaú

2 Sep, 20223 min readOther
Criptomoedas vieram para ficar, diz presidente do Itaú

O presidente do banco Itaú, Milton Maluhy disse em um evento na última quinta-feira (1) que as criptomoedas não são uma moda de mercado, assim como a tecnologia blockchain chegou para ficar.

O Itaú é um dos maiores bancos da América Latina e atravessa uma mudança de cultura na instituição, principalmente nos últimos 18 meses, destacou o CEO.

Assim, o foco do banco está em saber quais as dores dos clientes e atender estes cada vez melhor. Dessa forma, a instituição bancária acelerou sua cultura digital e Maluhy diz que os resultados já estão sendo colhidos.

Presidente do Itaú acredita que as criptomoedas não são passageiras

Bancos e criptomoedas eram termos colocados em uma mesma frase nos últimos anos apenas quando a situação era de conflitos, visto que as instituições não gostavam da tecnologia financeira.

Gradualmente, o cenário foi mudando e agora a relação é muito mais amistosa entre bancos e criptomoedas, principalmente após a chegada de produtos financeiros regulados.

Com 66 milhões de clientes, o presidente do Itaú, Milton Maluhy destacou que 67% são engajados, ou seja, resolvem 100% de seus problemas com as soluções do próprio banco.

Pensando nisso, o Itaú está de olho em várias indústrias e concorrentes para manter seus clientes cada vez mais fiéis, e aí entram as criptomoedas no futuro do banco, destacou Maluhy.

“A outra frente importante, seja blockchain ou criptomoedas, primeiro não é um modismo, é uma tecnologia que veio para ficar, ela tá bem consolidada. O que a gente discute aqui não é a tecnologia pela tecnologia, mas sim sua aplicação, qual seu papel e como isso melhora a relação de troca, a experiência de nossos clientes. Esse tem sido nosso grande foco. Para isso criamos uma área de ativos digitais.”

O presidente do Itaú então lembrou que muitas das tecnologias já estão em uso para tokenização, que melhora a eficiência e acesso de clientes a novos produtos. De acordo com ele, a tokenização já está acontecendo e será crescente.

“É um cem números de oportunidade, não é modismo, a gente acredita, estamos mergulhados. Não sabemos tudo, então estamos procurando aprender sobre o que há de mais moderno e mais eficiente para nossos clientes.”

Maluhy comentou ainda que o Itaú está lançando produtos ligados ao metaverso.

“Estamos experimentando soluções no metaverso”, diz CIO do Itaú

Quando questionados sobre metaversos e blockchain, o CIO do Itaú, Ricardo Guerra, falou sobre a posição do banco sobre o assunto.

De acordo com ele, o metaverso e o mundo gamer está sendo experimentado pelo Itaú, que quer oferecer soluções de pagamentos para pessoas desses ecossistemas, inclusive naqueles de pagamentos com criptomoedas.

Assim, o banco brasileiro também está nessa frente e atento a oportunidades de negócios com novas tecnologias envolvendo a blockchain.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store