Coin News

Criptomoedas roubadas em hack da Solana podem ser classificadas como prejuízo fiscal em alguns países

35 min ago3 min readOther
Criptomoedas roubadas em hack da Solana podem ser classificadas como prejuízo fiscal em alguns países

Para investidores de criptomoedas azarados que desejam transformar limões em limonada - tudo indica que os ativos digitais perdidos durante um roubo ou hack podem ser potencialmente declarados como uma perda fiscal, desde que você more no país certo, disseram especialistas ao Cointelegraph.

Após a notícia de que mais de 8.000 carteiras Solana foram comprometidas e que cerca de US$ 8 milhões em criptomoedas foram roubados devido a uma brecha de segurança na rede do provedor de carteiras Web3 Slope, isso pode ser um consolo muito necessário.

The Solana hack, and it’s possible tax consequences: A thread — Crypto Tax Calculator (@CryptoTaxHQ) August 3, 2022

O hack de Solana e suas possíveis consequências fiscais: um tópico https://t.co/JnYMrkB8qJ

— Crypto Tax Calculatos (@CryptoTaxHQ) 3 de agosto de 2022

Em correspondência com o Cointelegraph, Shane Brunette, CEO da CryptoTaxCalculator, com sede na Austrália, confirmou que a perda de criptomoedas por meio de um hack ou roubo poderia ser declarada como uma perda para fins fiscais em determinadas jurisdições.

“Isso significa que o valor original que você pagou pelo(s) ativo(s) pode ser usado para compensar outros ganhos de capital.”

Quando perguntado se existem disposições semelhantes em outras jurisdições fiscais além da Austrália, o país em que o provedor de software fiscal está sediado, Brunette, respondeu:

“Muitos países têm uma disposição para permitir esses tipos de deduções fiscais […] no entanto, você deve trabalhar em estreita colaboração com um profissional de impostos local e certificar-se que irá prover uma prova adequada da perda.”

Danny Talwar, chefe de impostos da Koinly confirmou o mesmo com o Cointelegraph, enfatizando, no entanto, que na Austrália, é preciso demonstrar evidências de que a criptomoeda perdida estava sob seu controle no momento em que foi roubada.

“Para reivindicar uma perda de capital por criptomoeda hackeada, você precisará demonstrar evidências ao Australian Tax Office (ATO) de que a criptomoeda foi perdida e estava sob seu controle.”

Talwar também afirmou que é fundamental que a autoridade fiscal tenha evidências suficientes de que a criptomoeda é irrecuperável, sugerindo o uso de ferramentas de exploração de blockchain como Etherscan e Solscan para legitimar evidências sobre o endereço de destino do hacker – o que também pode fornecer prova de um grande conjunto de dados de fundos hackeados.

De acordo com as leis fiscais australianas, qualquer evidência de invasão também precisa incluir datas de quando as chaves privadas foram adquiridas ou perdidas e todos os endereços de carteira associados.

Infelizmente, para os investidores de criptomoedas baseados nos EUA, declarar criptomoeda hackeada como uma perda fiscal não é mais possível devido à reforma tributária introduzida em 2017, de acordo com uma postagem no blog da CryptoTaxCalculator.

Para aqueles que vivem no Reino Unido e Canadá, as coisas são um pouco mais complicadas, mas uma reivindicação de prejuízo fiscal é possível se os investidores estiverem dispostos a seguir as etapas exclusivas estabelecidas pelo escritório de tributação de cada país.

Aproximadamente US$ 2,6 bilhões em ativos digitais foram perdidos para hackers e atores nefastos somente este ano, com ataques a pontes entre cadeias representando 69% do valor total perdido.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store