Coin News

Criptomoedas relacionadas a viagens, à rede Bitcoin e a informações da humanidade sobem até 197% com a estabilidade do BTC

1 Aug, 20224 min readBitcoin
Criptomoedas relacionadas a viagens, à rede Bitcoin e a informações da humanidade sobem até 197% com a estabilidade do BTC

O mercado de criptomoedas iniciava a semana estável pelo que apresentava o mapeamento do CoinMarketCap na manhã desta segunda-feira (1). A capitalização total de mercado demonstrava ligeiro recuo, de 1%, com um volume total de US$ 1,09 trilhão. O que também podia ser percebido nos preços das duas maiores criptomoedas em capitalização total de mercado, o Bitcoin (BTC) e a Ethereum (ETH), trocados de mãos por US$ 23,28 mil e 1,68 mil, com recuo diário de 2,1% e 1,3%, respectivamente.

Os gráficos revelavam diminuição da dominância do Bitcoin no volume total do mercado, o que levou este percentual para 41,1%. No caso do Ether, era possível perceber uma elevação sucinta da líder dos contratos inteligentes, cuja dominância era de 18,9%.

Em relação às dez maiores altcoins, excluindo o ETH e as stablecoins, a retração diária variava em torno de 2% e 4%, embora o mapeamento demonstrasse a continuidade dos ganhos semanais, em percentuais que oscilavam entre 4% e 12%. A exceção era a rede Polkadot (DOT), que era trocada de mãos por US$ 8,62 com alta diária de 4% e semanal de 20%.

Gráfico semanal do par DOT/USD. Fonte: CoinMarketCap

Entre os destaques, era possível visualizar que o Wing Finance (WING), transacionado por US$ 16,09 com alta de 15,11% em 24 horas e 166,7% no acumulado semanal, apresentava correção de preço no comparativo com os últimos picos, embora a plataforma de empréstimos de finanças descentralizadas (DeFi) registrasse ganho mensal de 223% e ligeira alta em relação aos preços de fechamento da última semana.

Gráfico semanal do par WING/USD. Fonte: CoinMarketCap

Lasterado na taxa de hash do Bitcoin, o protocolo DeFi Bitcoin Standard Hashrate (BTCST) apresentava recuo de 26,48% nas últimas 24 horas após o rali de final de semana. Apesar disso, a altcoin era trocada de mãos por US$ 23,84 e acumulava alta semanal de 197% e 347% ao longo dos últimos 30 dias.

Gráfico semanal do par BTCST. Fonte: CoinMarketCap

Outro destaque era plataforma de reserva de viagens baseada em blockchain Travala (AVA), trocada de mãos por US$ 1,22, que imprimia alta diária de 72% e de aproximadamente 100% nos últimos sete dias.

Gráfico semanal do par AVA/USD. Fonte: CoinMarketCap

Entre as cem maiores altcoins por capitalização total de mercado, era possível visualizar três altcoins com ganhos entre 65% e 70% no acumulado semanal, porém, duas apresentavam baixa diária. Uma delas, o Yearn.Finance (YFI), uma solução baseada na rede Ethereum com objetivo de auxiliar os usuários a obterem lucro em farming ou empréstimo entre plataformas, que era trocado de mãos por US$ 11,1 mil com recuo diário de 6,8%. Outra era a rede blockchain de camada um focada na privacidade Oasis Network (ROSE), que era negociada pouco acima de US$ ,085 e com recuo de 1,8%.

O Filecoin (FIL), um sistema descentralizado de armazenamento das informações mais importantes da humanidade, era precificado a US$ 9,41 com alta diária de 11,74% e ganho semanal de 70%.

Gráfico semanal do par FIL/USD. Fonte: CoinMarketCap

Embora o foco da maioria dos investidores esteja no curto prazo, o mercad entrou em alerta na última semana com uma pesquisa apontando quatro criptomoedas explodindo até 1.272% e a morte de memecoin, conforme noticiou o Cointelegraph Brasil.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store