Coin News

Criptomoedas não são ‘ouro digital’, não ainda, diz S&P Global Analysis

5 d ago2 min readAnalytics
Criptomoedas não são ‘ouro digital’, não ainda, diz S&P Global Analysis

A visão de criptomoedas cumprindo um papel semelhante ao ouro, como uma reserva de valor, permanece não realizada. De acordo com um estudo da S&P Global, até o momento, o Bitcoin não é um porto seguro em crises econômicas.

A análise parte do relatório “A Deep Dive Into Crypto Evaluation”, que observa que o preço do ouro aumentou mais de 40% de meados de 2019 a meados de 2020.

Isso ocorreu, pois muitos investidores fizeram a transição para o ouro em resposta à pandemia. O Bitcoin, no entanto, não exibiu uma tendência clara no mesmo período.

  • Leia também: SoftBank deve perder mais de R$ 500 milhões na participação da FTX
  • “À medida que os temores de inflação se intensificam, o preço do Bitcoin caiu. Enquanto isso, o ouro, após um rali durante o primeiro trimestre, mantém sua média de valor”, diz o relatório.

    Comparando os mercados de criptomoedas com os índices S&P 500 e NASDAQ, o relatório indica que as cripomoedas ‘perdem’. O relatório conclui, por exemplo, que os retornos diários dos ativos cripto apresentam maior volatilidade e não uma correlação significativa com as ações.

  • Leia também: PicPay libera novos tokens para negociação: Uniswap (UNI) e Chainlink (LINK)
  • Bitcoin não é reserva de valor

    “A falta de comparabilidade entre criptoativos e ações não é surpreendente, uma vez que os drivers para a avaliação de criptomoedas são diferentes”, diz Cristina Polizu, diretora administrativa de Metodologias, S&P Global Ratings.

    Por fim, o relatório observa que, embora as stablecoins sejam menos voláteis do que outros criptoativos, elas ainda ‘flutuam’. Segundo o documento, esses ativos têm maior volatilidade do que as moedas fiduciárias tradicionais e, historicamente, têm uma baixa correlação com elas.

    O relatório conclui que o discurso de que as criptomoedas são uma reserva de valor não é verdadeiro. Devido a sua alta volatilidade, elas podem oferecer grandes retornos, mas em tempos de crise, elas tendem a serem eliminadas.

    Mesmo as stablecoins, que poderiam atuar como reserva de valor, enfrentam volatilidade. Além disso, por vezes, por terem emissores privados centralizados, elas podem inclusive ir a zero.

    Source

    Subscribe to get our top stories

    Coin News
    App StoreApp Store