Coin News

Criptomoedas mostram fraqueza e despencam até 13% antes de dado de inflação nos EUA

13 Oct, 20225 min readOther
Criptomoedas mostram fraqueza e despencam até 13% antes de dado de inflação nos EUA

Após ser negociado lateralmente há semanas, o Bitcoin (BTC) cai 2,6% nesta quinta-feira (13) e vai a US$ 18.600, colocando novamente o suporte atual sob risco e aumentando a pressão sobre as altcoins, que sentem o momento tenso dos mercados e mostram mais fraqueza na manhã de hoje. O Ethereum (ETH), por exemplo, recua 4,8% hoje, para US$ 1.238.

O desempenho de criptos menores é pior, incluindo daquelas relacionadas ao Ethereum, como Ethereum PoW (POW), Lido DAO (LIDO) e Ethereum Classic (ETC), que registram baixa de 10% a 13% nesta manhã. Já criptos conhecidas como XRP (XRP), Cardano (ADA) e Solana (SOL) cedem entre 8% e 10%.

Traders seguem de olho no possível gatilho que será trazido logo mais com a divulgação do dado de inflação ao consumidor nos Estados Unidos referente a setembro – se vier acima do esperado, analistas esperam por um novo sell-off nas bolsas e nas criptos.

O mercado espera que o CPI mostre uma ligeira queda para 8,1% na base anual, o que seria insuficiente para influenciar o banco central dos EUA a mudar a postura mais agressiva de subida dos juros. Desse modo, a expectativa, mantidas as previsões, é que os juros americanos subam mais 75 pontos-base no próximo mês.

O mercado também está atento a um possível novo rali do dólar que pode enfraquecer mais uma vez o mercado cripto, assim como demais moedas nacionais.

Em um fala na quarta-feira (12) durante a reunião anual do Fundo Monetário Internacional (FMI), a diretora Kristalina Georgieva disse que os bancos centrais devem abster-se de intervenções cambiais, sugerindo que usem aumentos das taxas de juros como a ferramenta preferida para combater a fraqueza de suas divisas frente ao dólar.

“Não desperdice suas reservas para proteger sua moeda”, disse Georgieva.

Assista: Especialista indica 3 criptomoedas com potencial de ganhos para outubro:

Bodhi Pinkner, analista de pesquisa da empresa de serviços financeiros Arca, especializada em criptomoedas, avalia, entretanto, que dificilmente algo sairá do roteiro na sessão desta quinta. “Não vai acontecer nada hoje”, afirma.

“Os mercados subiram marginalmente [ontem] e os volumes de negociação estão muito, muito baixos em todo o setor. Estamos presos nessa faixa”, diz Pinkner, em referência ao intervalo de US$ 19 mil a US$ 21 mil no qual o Bitcoin vem operando já há cerca de dois meses.

Pinkner admite, no entanto, uma tendência de queda na correlação entre criptomoedas e outros ativos de risco no mesmo período.

“No entanto, para qualquer dissociação, você provavelmente precisa de um catalisador, e é possível que o catalisador seja uma degradação generalizada da moeda em várias economias e principalmente para o Bitcoin como um ativo não soberano e seguro, e é possível que o catalisador seja imprevisto ou que simplesmente não haja catalisador e continuemos correlacionados aos ativos de risco”.

Já para Pablo Jodar, analista da empresa de serviços financeiros GenTwo, é certo de que vem volatilidade pela frente. “Se os dados do CPI forem fortes, o que acho que serão, o Bitcoin terá outra queda para US$ 17 mil”, disse.

Nauman Sheikh, head de gestão de tesouraria da firma de venture capital Wave Financial, aponta que qualquer queda no CPI pode gerar um grande rali para o mercado de criptomoedas.

“Isso é contra o pano de fundo de extrema baixa nos indicadores de sentimento e posicionamento, e o rali deve durar até o início da temporada de ganhos do terceiro trimestre”, disse Sheikh.

Para ele, no entanto, está claro de que, se tiver que apostar, opina de que as chances são maiores de que a inflação venha um pouco acima das expectativas. “Para mim, o cenário surpresa é se tivermos números mais suaves e o mercado estiver preparado para se recuperar nesse cenário”, comenta.

Outubro já é pior mês de hacks da história das criptos

Outubro se tornou o pior mês da história para crimes relacionados a criptomoedas, com mais de US$ 718 milhões em perdas gerais – e ainda faltando mais duas semanas para novembro.

Os dados apontados pela Chainalysis nesta quinta-feira (13) apontam que o valor foi roubado de vários protocolos de finanças descentralizadas (DeFi) em 11 ataques diferentes.

“2022 provavelmente ultrapassará 2021 como o maior ano de ataques hackers já registrado”, escreveram os pesquisadores da Chainalysis. “Até agora, os hackers arrecadaram mais de US$ 3 bilhões em 125 hacks”.

Binance é acusada de adulterar registros de junta comercial

A exchange de criptomoedas Binance está enfrentando críticas de um coproprietário de sua subsidiária no Reino Unido por supostamente deturpar a participação do acionista nos registros oficiais da empresa.

A Binance Digital Limited, uma subsidiária do Reino Unido da plataforma de negociação global, apresentou demonstrações financeiras “grosseiramente imprecisas”, de acordo com os diretores da Dimplx, acionista da Binance Digital.

“O volume de negócios, ativos, passivos da Binance Digital, incluindo potenciais passivos fiscais, lucros líquidos, natureza das operações e/ou transações com partes relacionadas”, não foram representados com precisão, disseram os diretores da Dimplx em um relatório anual apresentado em 28 de setembro junto ao órgão britânico responsável pelo registro de empresas, equivalente à Junta Comercial no Brasil.

Morgan Stanley diz que mercado cripto está menos descentralizado

O ecossistema de criptomoedas está se tornando menos descentralizado, disse o Morgan Stanley em um relatório publicado na quarta-feira (12).

Segundo analistas do banco de investimentos, por mais que as blockchains dos projetos sejam descentralizadas, cresce o risco de que um único ou pequeno grupo de provedores de nuvem executam grande parte dela.

O relatório aponta que 65% dos nós (computadores validadores) da rede Ethereum são hospedados na nuvem e metade deles usa o serviço Amazon Web Services. Se determinados provedores de serviços decidirem censurar alguns participantes ou produtos cripto, ou se houver longas interrupções no servidor, isso poderá se tornar um problema, apontam os analistas.

Cadastre-se e descubra como surfar o Boom do Metaverso e transformar essa evolução tecnológica em excelentes oportunidades de investimentos

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store