Coin News

Cotação do Bitcoin hoje 03/08/2022: Touros retomam o controle e elevam em 2% o preço do BTC

3 Aug, 20226 min readBitcoin
Cotação do Bitcoin hoje 03/08/2022: Touros retomam o controle e elevam em 2% o preço do BTC

A principal criptomoeda do mercado, o Bitcoin, iniciou a manhã desta quarta-feira, 03/08/2022, sendo negociado em uma alta de mais de 2%, com os touros assumindo novamente o controle do valor da maior criptomoeda do mercado. Com isso o BTC voltou a ser negociado acima de US$ 23 mil.

Os touros agora devem tentar um fechamento acima de US$ 23 mil ao longo do dia para tornar o nível o novo suporte do BTC. Se isso ocorrer os touros ganham força para elevar o preço do Bitcoin para testar a resistência entre US$ 25 mil e US$ 26 mil.

Contudo, uma nova fraqueza em segurar US$ 23 mil não deve ser vista com pessimismo já que o criptoativo vem fazendo mínimos cada vez mais máximos.

“A tensão geopolítica motivada pela aterrissagem de Nancy Pelosi em Taiwan trouxe alta volatilidade para os mercados. Devido à alta correlação com o S&P500 e a Nasdaq, o Bitcoin recuou cerca de 1% no dia de ontem. No entanto, como a tensão não passou de ameaças e declarações do governo chinês, o mercado cripto respirou, e arrefeceu parte da queda nesta manhã de quarta-feira (03). Assim, o BTC segue dando sinais de recuperação no médio prazo.”, destaca Opinião Pedro Dias, trader do MB.

Desta forma a cotação do Bitcoin em 03 de agosto de 2022 é de R$ 123.480,69 com alta de 2%.

Fonte: Índice de preço do Bitcoin Google

Cotação do Bitcoin hoje

Andre Franco, Head da área de Research do Mercado Bitcoin, destaca que os mercados globais passaram por mais uma recente turbulência após a presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, Nancy Pelosi, aterrissar em Taiwan em um avião da Força Aérea Americana.

"A visita não divulgada incomodou o governo chinês que afirmou estar monitorando o trajeto do voo de Pelosi. Vale dizer que com a visita Pelosi se tornou a primeira representante do alto escalão do governo norte-americano a visitar Taiwan desde 1997", disse.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros da China afirmou que a visita “infringe severamente a soberania e integridade territorial do país, prejudicando a paz e estabilidade no Estreito de Taiwan”.

O resultado foi que os mercados de ações globais bem como o criptomercado reagiu negativamente ao mal estar causado pela visita. Outro fato que também sacudiu o mercado de ativos digitais foi o ataque às carteiras da rede Solana, que drenou ao menos US$ 4 milhões em tokens SOL e USDC desde ontem.

"Entretanto, apesar das recentes turbulências, o Bitcoin, bem como as principais criptomoedas parecem dar sinais de estabilidade nesta manhã de quarta-feira (03), com exceção da Solana que viu seu preço cair 8% nas duas horas seguintes aos primeiros relatos do ataque", aponta.

Ele destaca que ainda que os criptoativos tenham se estabilizado, os baixos volumes, associados com o estreitamento das faixas de negociação, indicam falta de convicção do mercado, seja de alta ou de baixa.

"Isso quer dizer que grande parte dos investidores está adotando a abordagem do esperar para ver. Sob o olhar técnico, o bitcoin violou sua média móvel exponencial de 10 dias (EMA), o que indica fraqueza de curto prazo. Entretanto, é possível ver que os movimentos descendentes vieram abaixo do volume médio, e os preços agora estão entre a EMA de 10 e 20 dias, o que pode apontar uma janela de compra para os traders mais otimistas", analisa.

O analista também aponta que o indicador de força relativa (RSI) recuou do nível de 69 alcançado no dia 19 de julho e está atualmente circundando 56. Vale dizer que níveis acima de 70 mostram que o ativo está sobrecomprado, enquanto níveis abaixo de 30 indicam sobrevenda.

"Portanto, o nível atual é interpretado como neutro, reforçando que os investidores estão esperando os próximos passos para apostar em uma alta ou queda de preços dos ativos, ainda mais diante dos acontecimentos recentes que sacudiram os mercados", afirma.

O que é Bitcoin?

O Bitcoin (BTC) é uma moeda digital, que é usada e distribuída eletronicamente. O Bitcoin é uma rede descentralizada peer-to-peer. Nenhuma pessoa ou instituição o controla.

O Bitcoin não pode ser impresso e a sua quantidade é muito limitada – somente 21 milhões de Bitcoins podem ser criados. O Bitcoin foi apresentado pela primeira vez como um software de código aberto por um programador ou um grupo de programadores anônimo sob o codinome Satoshi Nakamoto, em 2009.

Houve muitos rumores sobre a identidade real do criador do BTC, entretanto, todas as pessoas mencionadas nesses rumores negaram publicamente ser Nakamoto.

O próprio Nakamoto afirmou ser um homem de 37 anos que vive no Japão. No entanto, por causa de seu inglês perfeito e seu software não ter sido desenvolvido em japonês, há dúvidas razoáveis sobre essas informações. Por volta da metade de 2010, Nakamoto foi fazer outras coisas e deixou o Bitcoin nas mãos de alguns membros proeminentes da comunidade BTC.

Para muitas pessoas, a principal vantagem do Bitcoin é sua independência de governos mundiais, bancos e corporações. Nenhuma autoridade pode interferir nas transações do BTC, impor taxas de transação ou tirar dinheiro das pessoas. Além disso, o movimento Bitcoin é extremamente transparente - cada transação única é armazenada em um grande ledger (livro-razão) público e distribuído, chamado Blockchain.

Essencialmente, como o Bitcoin não é controlado como uma organização, ele dá aos usuários controle total sobre suas finanças. A rede Bitcoin compartilha de um ledger público chamado "corrente de blocos" (block - bloco, chain - corrente). Esse ledger contém todas as transações processadas. Os registros digitais das transações são combinados em "blocos".

Se alguém tentar mudar apenas uma letra ou número em um bloco de transações, também afetará todos os blocos que virão a seguir. Devido ao fato de ser um ledger público, um erro ou uma tentativa de fraude podem facilmente ser detectados e corrigidos por qualquer pessoa.

A carteira do usuário pode verificar a validade de cada transação. A autenticidade de cada transação é protegida por assinaturas digitais correspondentes às dos endereços de envio.

Devido ao processo de verificação e, dependendo da plataforma de negociação, pode levar alguns minutos para que uma transação BTC seja concluída. O protocolo Bitcoin foi projetado para que cada bloco leve cerca de 10 minutos para ser minerado.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store