Coin News

Cotação do Bitcoin hoje 31/10/2022: Touros mantém Bitcoin em US$ 20 mil mas FED irá 'determinar' para onde vai o preço

31 Oct, 20226 min readBitcoin
Cotação do Bitcoin hoje 31/10/2022: Touros mantém Bitcoin em US$ 20 mil mas FED irá 'determinar' para onde vai o preço

A principal criptomoeda do mercado, o Bitcoin, está cotado na manhã desta segunda-feira, 31/10/202, em R$ 109.897,21. Depois da alta dos últimos 7 dias o Bitcoin (BTC) deve encerrar o mês de outubro com um resultado positivo de cerca de 6% e acima da marca de US$ 20 mil.

No entanto diversos analistas vem apontando que as coisas podem não ser tão otimistas em novembro já que há uma força vendedora muito forte em US$ 21 mil que pode atuar como forte barreira para os touros.

Além disso a semana guarda grandes supresas já que nela teremos o anuncio do FED sobre a nova taxa de juros na economia americana, um fator que tem sido decisivo no mercado.

"Ainda nesta semana teremos decisão dos juros americano e isso deve trazer mais volatilidade para o mercado tradicional e uma grande oportunidade para os criptoativos mostrarem que a correlação com esse mercado diminuiu. Nos dados on-chain vemos mais acúmulo por parte dos investidores de longo prazo (LTH), com o último acúmulo diário de 10 mil bitcoins", afirma Andre Franco, Head da área de Research do Mercado Bitcoin.

Portanto, o preço do Bitcoin em 31 de outubro de 2022 é de R$ 109.897,21.

Mais juros ou menos juros, eis a questão

Um análise da Bybit também aponta para a decisão do FED como grande catalisador para o preço do BTC. A exchange destaca que, basicamente, nada mudou no mercado e os níveis de atenção continuam os mesmos sendo US$ 18 mil no suporte e US$ 22 mil a US$ 25 mil, como resistências.

"O mercado já mostrou que a faixa de US$ 18 mil é um suporte muito forte e, ao longo do ano, toda vez que o Bitcoin recuou abaixo deste nível, ele encontrou uma força compradora robusta que rapidamente devolveu a queda. Portanto, dificilmente veremos o BTC negociando abaixo deste nível, o que mostra que nossa atenção pode ser concentrada nos níveis de resistência em US$ 22 mil e US$ 25 mil. Há grandes chances do BTC quebrar o primeiro nível de US$ 22 mil nesta semana, já que os investidores parecem animados com as decisões que devem vir de Jerome Powell, presidente do Sistema de Reserva Federal dos Estados Unidos (FED)", destaca.

Além do FED a empresa destaca um fator que ela chama de 'coringa': Elon Musk. O magnata da Tesla é praticamente um Deus no mercado de criptomoedas, e, geralmente suas opiniões, ações e decisões impactam no preço dos ativos. Musk agora é dono do Twiiter uma das maiores redes sociais do mundo e o grande termômetro para o mercado de criptomoedas.

"Especula-se que, como dono do Twitter, Musk pode aprofundar a integração da rede social com o mercado de criptoativos. Se qualquer anuncio deste tipo ocorrer os investidores de varejo devem seguir o FUD ajudando a elevar o valor do mercado de criptomoedas, assim como ocorreu com a Dogecoin (DOGE) a criptomoeda ‘queridinha’ de Musk que subiu 114% ao longo desta semana", afirma.

Não há temor

Para o analista Fernando Pereira, gerente de conteúdo da Bitget, o mercado está confuso e ansioso para saber qual será a nova taxa de juros imposta pelo FED, informação essa que saberemos na próxima quarta-feira (02/11) às 15h.

"Acredito que até lá o mercado não deva fazer movimentos tão agressivos, e o baixo volume nos derivativos do S&P500 acentua essa hipótese. Seria extremamente normal vermos um final de semana e início da próxima com uma consolidação em torno do preço atual. Caso não hajam surpresas na nova taxa de juros, continuo acreditando em um movimento de alta de curto e médio prazo no BTC rumo à região próxima de 25 mil dólares", disse

Ele também aponta que uma formação gráfica que vem trazendo bastante tranquilidade em estar exposto em BTC nesses últimos dias (e nos próximos) é o DXY, que nada mais é do que um índice que mostra a força do dólar em relação a uma cesta de outras fortes moedas.

"Após fazer um pivot de baixa abaixo de suas principais médias, o DXY aparentemente quer entregar mais alguns dias de queda, e a importância desse movimento é que existe uma correlação inversa entre DXY e BTC muito forte, então podemos esperar uma alta de curto prazo na principal criptomoeda do mercado. Não acredito que vamos ter mais dias de altas tão fortes como visto nas últimos 56 horas mas acredito sim em um rali de alta para a região de 25 mil dólares em um curto prazo", disse.

O que é Bitcoin?

O Bitcoin (BTC) é uma moeda digital, que é usada e distribuída eletronicamente. O Bitcoin é uma rede descentralizada peer-to-peer. Nenhuma pessoa ou instituição o controla.

O Bitcoin não pode ser impresso e a sua quantidade é muito limitada – somente 21 milhões de Bitcoins podem ser criados. O Bitcoin foi apresentado pela primeira vez como um software de código aberto por um programador ou um grupo de programadores anônimo sob o codinome Satoshi Nakamoto, em 2009.

Houve muitos rumores sobre a identidade real do criador do BTC, entretanto, todas as pessoas mencionadas nesses rumores negaram publicamente ser Nakamoto.

O próprio Nakamoto afirmou ser um homem de 37 anos que vive no Japão. No entanto, por causa de seu inglês perfeito e seu software não ter sido desenvolvido em japonês, há dúvidas razoáveis sobre essas informações. Por volta da metade de 2010, Nakamoto foi fazer outras coisas e deixou o Bitcoin nas mãos de alguns membros proeminentes da comunidade BTC.

Para muitas pessoas, a principal vantagem do Bitcoin é sua independência de governos mundiais, bancos e corporações. Nenhuma autoridade pode interferir nas transações do BTC, impor taxas de transação ou tirar dinheiro das pessoas. Além disso, o movimento Bitcoin é extremamente transparente - cada transação única é armazenada em um grande ledger (livro-razão) público e distribuído, chamado Blockchain.

Essencialmente, como o Bitcoin não é controlado como uma organização, ele dá aos usuários controle total sobre suas finanças. A rede Bitcoin compartilha de um ledger público chamado "corrente de blocos" (block - bloco, chain - corrente). Esse ledger contém todas as transações processadas. Os registros digitais das transações são combinados em "blocos".

Se alguém tentar mudar apenas uma letra ou número em um bloco de transações, também afetará todos os blocos que virão a seguir. Devido ao fato de ser um ledger público, um erro ou uma tentativa de fraude podem facilmente ser detectados e corrigidos por qualquer pessoa.

A carteira do usuário pode verificar a validade de cada transação. A autenticidade de cada transação é protegida por assinaturas digitais correspondentes às dos endereços de envio.

Devido ao processo de verificação e, dependendo da plataforma de negociação, pode levar alguns minutos para que uma transação BTC seja concluída. O protocolo Bitcoin foi projetado para que cada bloco leve cerca de 10 minutos para ser minerado.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store