Coin News

Cotação do Bitcoin hoje 27/09/2022: Como previsto, forte alta de 6% leva Bitcoin novamente acima de US$ 20 mil

27 Sep, 20226 min readBitcoin
Cotação do Bitcoin hoje 27/09/2022: Como previsto, forte alta de 6% leva Bitcoin novamente acima de US$ 20 mil

A principal criptomoeda do mercado, o Bitcoin, está cotado na manhã desta terça-feira, 27/09/202, em R$ 107.730,84. Desde quinta-feira a analise do Cointelegraph apontava que o Bitcoin tinha forças para subir novamente para US$ 20 mil pois os investidores já tinha precificado os acontecimentos desastrosos do cenário macroeconômico.

Como dito anteriormente, com o evento de divulgação do aumento dos juros e da inflação nos EUA j´tendo sido digerido pelos investidores, os touros bateram a poeira, arrumaram a casa e seguiram em frente o que, como previsto, daria força para um retorno para US$ 20 mil.

Este retorno foi adiado pelo final de semana que geralmente é um período de baixa movimentaçao e geramente marcado por movimentos laterais. Contudo com o BTC voltando para U$ 20 mil nada muda no mercado, a tendência continua sendo de baixa.

"Como era esperado, hoje o dia também começou com uma alta nos futuros da Nasdaq, o que mostra que o mercado cripto ainda não abandonou o seu comportamento adquirido desde o início do ano. Nos dados on-chain, mais 6 mil bitcoins foram adicionados às mãos dos investidores de longo prazo, o que representa um novo recorde na métrica, que segue em tendência de alta., disse Andre Franco, Head da área de Research do Mercado Bitcoin

Portanto, o preço do Bitcoin em 27 de setembro de 2022 é de R$ 107.730,84.

Bitoin volta acima de US$ 20 mil

Ayron Ferreira, Analista Chefe da Titanium Asset Management, destaca que assim como no mercado cripto, lá fora os índices futuros de NY sobem, mas de forma bem mais moderada. Já o VIX cai 3,50%, após os últimos dias, que foram de bastante estresse nos mercados.

"O movimento de recuperação vem diante da turbulência vivida pelas moedas fiduciárias, como a libra esterlina, o euro e o iene, que vem caindo forte nos últimos dias. A libra, aliás, chegou em um patamar histórico deUS$ 1,03, quase com entrando em paridade com o dólar americano, com medidas econômicas controversas implementadas pelo governo do Reino Unido, como o maior corte de impostos dos últimos 50 anos, mesmo diante da inflação recorde que o país enfrenta", disse.

Ainda segundo ele, outro indicador que demonstra a corrida por ativos de proteção é o DXY, que chegou ao patamar mais alto dos últimos anos, em 114 pontos ecastiga ainda mais as demais moedas.

"Merece bastante destaque a resiliência do preço do Bitcoin. É algo muito interessante, pois pode demonstrar uma evolução na percepção dos investidores em relação ao ativo como uma classe que merece ser vistacomo um refúgio, diante do cenário cada vez pior de inflação mundial e tentativas de governos em conter esses desequilíbrios de preços que preocupa cada vez mais", disse.

Porém ele também aponta que essa resiliência do preço do Bitcoin tende a ser ainda muito testada, uma vez que uma recessão global é cada vez mais iminente e os demais motivadores de tensão no cenário macro ainda são persistentes.

O analista @cryptopricetod, que também acertou o movimento de recuperação do BTC para US$ 20 mil, disse que os próximos dias serão importantes para a maior criptomoeda do mercado pois se os touros tiverem força para elevar o BTC para US$ 22 mil isso pode dar sustento para um teste em US$ 25 mil.

No entanto ele não acredita em um rompimento da marca de US$ 25 mil e destaca que a tendência é o preço se manter entre US$ 24 mil e US$ 20 mil com poucas chances de uma queda para US$ 18 mil novamente.

"Escreva o que estou falando, não vai cair para US$ 18 mil novamente em pelo menos 15 dias. Colocando ordem de venda em US$ 24 mil para recomprar entre US$ 21 e US$ 20 mil novamente ainda na primeira semana de outubro", afirma.

O que é Bitcoin?

O Bitcoin (BTC) é uma moeda digital, que é usada e distribuída eletronicamente. O Bitcoin é uma rede descentralizada peer-to-peer. Nenhuma pessoa ou instituição o controla.

O Bitcoin não pode ser impresso e a sua quantidade é muito limitada – somente 21 milhões de Bitcoins podem ser criados. O Bitcoin foi apresentado pela primeira vez como um software de código aberto por um programador ou um grupo de programadores anônimo sob o codinome Satoshi Nakamoto, em 2009.

Houve muitos rumores sobre a identidade real do criador do BTC, entretanto, todas as pessoas mencionadas nesses rumores negaram publicamente ser Nakamoto.

O próprio Nakamoto afirmou ser um homem de 37 anos que vive no Japão. No entanto, por causa de seu inglês perfeito e seu software não ter sido desenvolvido em japonês, há dúvidas razoáveis sobre essas informações. Por volta da metade de 2010, Nakamoto foi fazer outras coisas e deixou o Bitcoin nas mãos de alguns membros proeminentes da comunidade BTC.

Para muitas pessoas, a principal vantagem do Bitcoin é sua independência de governos mundiais, bancos e corporações. Nenhuma autoridade pode interferir nas transações do BTC, impor taxas de transação ou tirar dinheiro das pessoas. Além disso, o movimento Bitcoin é extremamente transparente - cada transação única é armazenada em um grande ledger (livro-razão) público e distribuído, chamado Blockchain.

Essencialmente, como o Bitcoin não é controlado como uma organização, ele dá aos usuários controle total sobre suas finanças. A rede Bitcoin compartilha de um ledger público chamado "corrente de blocos" (block - bloco, chain - corrente). Esse ledger contém todas as transações processadas. Os registros digitais das transações são combinados em "blocos".

Se alguém tentar mudar apenas uma letra ou número em um bloco de transações, também afetará todos os blocos que virão a seguir. Devido ao fato de ser um ledger público, um erro ou uma tentativa de fraude podem facilmente ser detectados e corrigidos por qualquer pessoa.

A carteira do usuário pode verificar a validade de cada transação. A autenticidade de cada transação é protegida por assinaturas digitais correspondentes às dos endereços de envio.

Devido ao processo de verificação e, dependendo da plataforma de negociação, pode levar alguns minutos para que uma transação BTC seja concluída. O protocolo Bitcoin foi projetado para que cada bloco leve cerca de 10 minutos para ser minerado.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store