Coin News

Cotação do Bitcoin hoje 22/11/2022: Em mais um dia de queda, Bitcoin recua para US$ 15 mil e mercado teme falência na Genesis

3 h ago6 min readBitcoin
Cotação do Bitcoin hoje 22/11/2022: Em mais um dia de queda, Bitcoin recua para US$ 15 mil e mercado teme falência na Genesis

A principal criptomoeda do mercado, o Bitcoin (BTC), está cotado na manhã desta terça-feira, 22/11/202, em R$ 83.566,97. Temendo uma falência da Genesis, empresa do grupo DCG, os touros do Bitcoin não tiveram forças para sustentar a criptomoeda em US$ 16 mil e, após uma queda de mais de 3%, o BTC caiu para US$ 15 mil.

Os touros vêm lutando fortemente para que o Bitcoin não perca valor e estão defendendo suas posições com bravura, porém, as notícias sobre o desenvolvimento do mercado não estão ajudando eles. Após a falência da FTX uma avalanche de irregularidades vem sendo revelada, inclusive a compra, com o dinheiro dos clientes, de casas nas Bahamas para funcionários da empresa.

Além disso, com a queda da FTX, diversas empresas começam a dar sinais de insolvência, entre elas a Genesis, uma companhia fortemente ligada a fundos de investimento, ETFs e outros produtos institucionais nos EUA e no mundo.

Sem contar que a empresa é parte do portifólio do DCG Group, um dos maiores grupos do mercado cripto e que controla algumas das principais empresas do ecossistema. Os desdobramentos do caso Genesis devem definir o preço do BTC nestes próximos dias e, em caso de uma falência, as consequências disso para o mercado serão ainda mais duras que as da FTX.

"Ambos continuam o movimento de queda hoje devido à possibilidade de falência da Genesis, plataforma institucional de empréstimos. Como o mercado ainda não entendeu totalmente as consequências desse novo fato, o receio já faz os investidores quererem se desfazer de suas posições. Nos dados on-chain vemos a retomada do acúmulo dos investidores de longo prazo (LTH), que desde o dia 18 já acumularam mais de 16 mil bitcoins", afirma Andre Franco, Head da área de Research do Mercado Bitcoin

Portanto, o preço do Bitcoin em 22 de novembro de 2022 é de R$ 83.566,97.

Momento é de atenção

Lucas Josa, analista do BTG Pactual, também destaca que com grandes empresas da indústria em xeque, o mercado continua pessimista com relação ao futuro da Genesis que teria um rombo de US$ 1 bilhão e enfrenta dificuldades para conseguir o dinheiro mesmo sendo parte do grupo DCG, um dos maiores do mercado.

"A cada dia que passa, a situação se torna ainda mais crítica para o mercado, principalmente porque a Genesis ainda não conseguiu levantar o capital necessário para resolver seu problema de insolvência, que antes era cerca de US$ 1 bi e foi reduzido para US$ 500 mi. Por conta do momento atual, é muito provável que instituições fora do setor não tenham intenção de investir na companhia, já que o risco no curto prazo ainda é bastante elevado", afirma.

Entretanto, segundo ele, por mais que o micro ainda esteja sendo afetado por efeitos colaterais da falência da FTX, ainda há muito desenvolvimento em torno dos principais protocolos do mercado

"Como a Polygon, que parece estar muito próxima de apresentar uma parceria com o YouTube, que pode ajudar o protocolo a capturar mais valor e aumentar sua base de usuários", disse.

Já Fernando Pereira, gerente de conteúdo da Bitget, destaca a correção do Bitcoin com o S&P500. Ele aponta que o índice segue seu movimento de indecisão após rompimento do topo anterior.

"Caso consiga se manter acima dos US$ 3913 pode trazer uma pressão compradora de volta ao mercado cripto, que ainda não se recuperou da quebra da FTX. Mas como no bear market não temos paz em momento algum (se você é novo no mercado, se acostume), já temos outra gigante ameaçando entrar em falência, a credora Genesis. Caso esse fato se concretize, não espere menos do que mais uma nova forte pernada de baixa no mercado, provavelmente levando o Bitcoin a região de US$13000 . Semana para ficar 100% antenado", disse.

O que é Bitcoin?

O Bitcoin (BTC) é uma moeda digital, que é usada e distribuída eletronicamente. O Bitcoin é uma rede descentralizada peer-to-peer. Nenhuma pessoa ou instituição o controla.

O Bitcoin não pode ser impresso e a sua quantidade é muito limitada – somente 21 milhões de Bitcoins podem ser criados. O Bitcoin foi apresentado pela primeira vez como um software de código aberto por um programador ou um grupo de programadores anônimo sob o codinome Satoshi Nakamoto, em 2009.

Houve muitos rumores sobre a identidade real do criador do BTC, entretanto, todas as pessoas mencionadas nesses rumores negaram publicamente ser Nakamoto.

O próprio Nakamoto afirmou ser um homem de 37 anos que vive no Japão. No entanto, por causa de seu inglês perfeito e seu software não ter sido desenvolvido em japonês, há dúvidas razoáveis sobre essas informações. Por volta da metade de 2010, Nakamoto foi fazer outras coisas e deixou o Bitcoin nas mãos de alguns membros proeminentes da comunidade BTC.

Para muitas pessoas, a principal vantagem do Bitcoin é sua independência de governos mundiais, bancos e corporações. Nenhuma autoridade pode interferir nas transações do BTC, impor taxas de transação ou tirar dinheiro das pessoas. Além disso, o movimento Bitcoin é extremamente transparente - cada transação única é armazenada em um grande ledger (livro-razão) público e distribuído, chamado Blockchain.

Essencialmente, como o Bitcoin não é controlado como uma organização, ele dá aos usuários controle total sobre suas finanças. A rede Bitcoin compartilha de um ledger público chamado "corrente de blocos" (block - bloco, chain - corrente). Esse ledger contém todas as transações processadas. Os registros digitais das transações são combinados em "blocos".

Se alguém tentar mudar apenas uma letra ou número em um bloco de transações, também afetará todos os blocos que virão a seguir. Devido ao fato de ser um ledger público, um erro ou uma tentativa de fraude podem facilmente ser detectados e corrigidos por qualquer pessoa.

A carteira do usuário pode verificar a validade de cada transação. A autenticidade de cada transação é protegida por assinaturas digitais correspondentes às dos endereços de envio.

Devido ao processo de verificação e, dependendo da plataforma de negociação, pode levar alguns minutos para que uma transação BTC seja concluída. O protocolo Bitcoin foi projetado para que cada bloco leve cerca de 10 minutos para ser minerado.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store