Coin News

Cotação do Bitcoin hoje 21/11/2022: Mais um dia de forte queda no mercado faz o Bitcoin sofrer e o Ethereum cair 7%

21 Nov, 20226 min readBitcoin
Cotação do Bitcoin hoje 21/11/2022: Mais um dia de forte queda no mercado faz o Bitcoin sofrer e o Ethereum cair 7%

A principal criptomoeda do mercado, o Bitcoin (BTC), está cotado na manhã desta segunda-feira, 21/11/202, em R$ 86.447,77. Os touros do Bitcoin lutam para manter o suporte de US$ 16 mil em mais um dia de forte queda com o Ethereum (ETH) recuando mais de 7%.

"Provavelmente essa queda mais recente se deve ao risco que a plataforma de empréstimo, Genesis, adicionou ao mercado. Sem a capacidade de levantar 1 bilhão de dólares para se recuperar, é bem provável que a empresa venha a falir. Isso trará consequências práticas para o mercado que aplificariam o efeito FTX. Nos dados on-chain a posição dos investidores de longo prazo continua diminuindo e voltamos ao patamar de 27 de outubro", afirma Andre Franco, Head da área de Research do Mercado Bitcoin.

Embora a queda no começo da semana possa assustar os investidores, segundo uma análise da bybit, compartilhada com o Cointelegraph, caso não ocorra nenhum grande evento negativo ao longo dos próximos dias é provável que o BTC recupere seu valor em US$ 18 mil até o final da semana.

"Temos novos níveis a serem observados na semana. Do lado do suporte, é preciso atenção em US$ 16.000 e US$ 16.100, perder este suporte pode levar o BTC para um queda até US$ 13.570 e até mesmo em US$ 11.890 no caso de um cenário amplamente pessimista.Já do lado da resistência, caso US$ 17.500 seja rompido, os touros não devem enfrentar dificuldades em elevar o preço do Bitcoin até US$ 18 mil, buscando tornar a resistência em suporte. Se isso ocorrer, os touros ganham um fôlego renovado para buscar US$ 20 mil ao longo da semana.Porém esse movimento altista está intimamente ligado às notícias do mercado e, portanto, para esse nível ser atingido a semana precisa ser ‘calma’ sem grandes novidades envolvendo FTX ou empresas com exposição à exchange", destaca

Portanto, o preço do Bitcoin em 21 de novembro de 2022 é de R$ 86.447,77.

Vai ser uma longa semana

Lucas Josa, analista do BTG Pactual, destaca que nas últimas semanas, o mercado tem vivido um grande drama devido a crise de liquidez e posterior falência da FTX. Após o colpaso, a FTX sofreu um suposto “hack” de mais de 500 milhões de dólares, que foram convertidos primordialmente para ETH ao longo dos últimos dias, que estão sendo despejados no mercado nas últimas 24h, em pools extremamente ilíquidos.

"Paralelamente à isso, como um novo possível ponto de risco para esse contágio, temos a Grayscale, gestora responsável pelo maior fundo de bitcoin do mundo, o GBTC, que conta hoje com mais de 600 mil bitcoins sob gestão. Por conta de problemas de liquidez envolvendo a Genesis, outra empresa do conglomerado da DCG e que atuava também como formadora de mercado para a Grayscale, o mercado começou a especular que o fundo pudesse ser o próximo grande ponto de falha na indústria, com potencial para gerar uma enorme pressão vendedora no mercado", afirma.

O analista destaca que tentando mitigar os problemas a Grayscale publicou um comunicado dizendo assegurar os fundos, mas que não forneceria prova de suas reservas como uma medida adicional de proteção para o fundo dos clientes.

"Estamos falando de uma quantidade gigantesca de BTCs sob custódia, então, de certa forma, faz sentido a preocupação da empresa em não expor a origem desses endereços. Além disso, por utilizar a Coinbase como custodiante, fornecer a origem dos endereços também poderia expor outros clientes que utilizam o serviço fornecido pela Coinbase.De modo geral, isso não deveria ser um problema, já que a solução tem fornecido muita segurança para investidores institucionais nos últimos anos, então a identificação não deveria ser prejudicial, mas qualquer resquício de dúvida neste momento do mercado traz um nível extra de preocupação, que pode ser aliviada caso a Genesis consiga levantar o capital necessário para contornar seu problema de liquidez", afirma.

O que é Bitcoin?

O Bitcoin (BTC) é uma moeda digital, que é usada e distribuída eletronicamente. O Bitcoin é uma rede descentralizada peer-to-peer. Nenhuma pessoa ou instituição o controla.

O Bitcoin não pode ser impresso e a sua quantidade é muito limitada – somente 21 milhões de Bitcoins podem ser criados. O Bitcoin foi apresentado pela primeira vez como um software de código aberto por um programador ou um grupo de programadores anônimo sob o codinome Satoshi Nakamoto, em 2009.

Houve muitos rumores sobre a identidade real do criador do BTC, entretanto, todas as pessoas mencionadas nesses rumores negaram publicamente ser Nakamoto.

O próprio Nakamoto afirmou ser um homem de 37 anos que vive no Japão. No entanto, por causa de seu inglês perfeito e seu software não ter sido desenvolvido em japonês, há dúvidas razoáveis sobre essas informações. Por volta da metade de 2010, Nakamoto foi fazer outras coisas e deixou o Bitcoin nas mãos de alguns membros proeminentes da comunidade BTC.

Para muitas pessoas, a principal vantagem do Bitcoin é sua independência de governos mundiais, bancos e corporações. Nenhuma autoridade pode interferir nas transações do BTC, impor taxas de transação ou tirar dinheiro das pessoas. Além disso, o movimento Bitcoin é extremamente transparente - cada transação única é armazenada em um grande ledger (livro-razão) público e distribuído, chamado Blockchain.

Essencialmente, como o Bitcoin não é controlado como uma organização, ele dá aos usuários controle total sobre suas finanças. A rede Bitcoin compartilha de um ledger público chamado "corrente de blocos" (block - bloco, chain - corrente). Esse ledger contém todas as transações processadas. Os registros digitais das transações são combinados em "blocos".

Se alguém tentar mudar apenas uma letra ou número em um bloco de transações, também afetará todos os blocos que virão a seguir. Devido ao fato de ser um ledger público, um erro ou uma tentativa de fraude podem facilmente ser detectados e corrigidos por qualquer pessoa.

A carteira do usuário pode verificar a validade de cada transação. A autenticidade de cada transação é protegida por assinaturas digitais correspondentes às dos endereços de envio.

Devido ao processo de verificação e, dependendo da plataforma de negociação, pode levar alguns minutos para que uma transação BTC seja concluída. O protocolo Bitcoin foi projetado para que cada bloco leve cerca de 10 minutos para ser minerado.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store