Coin News

Cotação do Bitcoin hoje 23/11/2022: Bitcoin sobe 6%, volta a US$ 16 mil com mercado dizendo que 'o pior já passou'

6 d ago5 min readBitcoin
Cotação do Bitcoin hoje 23/11/2022: Bitcoin sobe 6%, volta a US$ 16 mil com mercado dizendo que 'o pior já passou'

A principal criptomoeda do mercado, o Bitcoin (BTC), está cotado na manhã desta quarta-feira, 23/11/202, em R$ 88.659,94. Depois de dias tensos em que o prelo do Bitcoin recuou para US$ 15 mil a maior criptomoeda do mercado registra uma forte alta de 6% e retorna para US$ 16.500.

Com a Genesis descartando uma falência os investidores começam a declarar que 'o pior já passou', sobre o caso da FTX e seus desdobramentos. Caso esta tendência se confirme o Bitcoin tem um caminho livre para um retorno a US$ 18 mil e além dele em US$ 20 mil até começo de dezembro.

No entanto, Andre Franco, Head da área de Research do Mercado Bitcoin, afirma que este é um alivío momentâneo pois ele aponta que nada indica que o pior do contágio da FTX tenha ficado para trás.

"Por isso, todo cuidado é pouco. A empresa de empréstimos cripto Genesis ainda não jogou a toalha e assumiu a falência, mas o mercado começa a assimilar aos poucos mais essa perda. Nos dados on-chain o cenário ainda é de tendência queda na posição dos investidores de longo prazo, o que coloca ainda mais preocupação nos preços do bitcoin para as próximas semanas.

Portanto, o preço do Bitcoin em 23 de novembro de 2022 é de R$ 88.659,94.

Semana decisiva

Lucas Josa, analista do BTG Pactual, destacou a pequena 'confusão' entre CZ e a Coinbase. O CEO da Binance, insinuou que talvez a Coinbase não tivesse os BTCs da Grayscale sob custódia. Entretanto, alguns minutos depois, o executivo voltou atrás, afirmando que Brian Armstrong, CEO da Coinbase, havia demonstrado que os BTCs realmente estavam presentes em seu último relatório de resultados trimestrais.

"A grande verdade é que, apesar de não terem revelado o endereço das carteiras, a Coinbase continua sendo uma empresa pública e auditada, o que torna muito difícil um desfecho fraudulento como o da FTX.No macro, o S&P500 retomou o patamar dos 4000 pontos, que havia sido perdido em setembro devido a um resultado ruim da inflação norte-americana e de um aumento mais agressivo na taxa de juros nos EUA. A alta atual das bolsas demonstra que o mercado ve o próximo aumento na taxa de juros com uma menor probabilidade de ser tão alto quanto os últimos, sendo precificado próximo de 50bps", afirmou

Já Fernando Pereira, gerente de conteúdo da Bitget, ressalta que após entrada de forte pressão compradora em 22 de novembro, o S&P500 parece querer confirmar o pivot de alta e iniciar um rally de final de ano, o que deu um gás nas criptomoedas, com o Bitcoin subindo mais de 6% em 24 horas.

"Caso consiga terminar a semana acima de US$17.500, acredito que o BTC e as demais criptomoedas acompanhem o S&P500 nesse rally. Semana extremamente decisiva", afirmou

O que é Bitcoin?

O Bitcoin (BTC) é uma moeda digital, que é usada e distribuída eletronicamente. O Bitcoin é uma rede descentralizada peer-to-peer. Nenhuma pessoa ou instituição o controla.

O Bitcoin não pode ser impresso e a sua quantidade é muito limitada – somente 21 milhões de Bitcoins podem ser criados. O Bitcoin foi apresentado pela primeira vez como um software de código aberto por um programador ou um grupo de programadores anônimo sob o codinome Satoshi Nakamoto, em 2009.

Houve muitos rumores sobre a identidade real do criador do BTC, entretanto, todas as pessoas mencionadas nesses rumores negaram publicamente ser Nakamoto.

O próprio Nakamoto afirmou ser um homem de 37 anos que vive no Japão. No entanto, por causa de seu inglês perfeito e seu software não ter sido desenvolvido em japonês, há dúvidas razoáveis sobre essas informações. Por volta da metade de 2010, Nakamoto foi fazer outras coisas e deixou o Bitcoin nas mãos de alguns membros proeminentes da comunidade BTC.

Para muitas pessoas, a principal vantagem do Bitcoin é sua independência de governos mundiais, bancos e corporações. Nenhuma autoridade pode interferir nas transações do BTC, impor taxas de transação ou tirar dinheiro das pessoas. Além disso, o movimento Bitcoin é extremamente transparente - cada transação única é armazenada em um grande ledger (livro-razão) público e distribuído, chamado Blockchain.

Essencialmente, como o Bitcoin não é controlado como uma organização, ele dá aos usuários controle total sobre suas finanças. A rede Bitcoin compartilha de um ledger público chamado "corrente de blocos" (block - bloco, chain - corrente). Esse ledger contém todas as transações processadas. Os registros digitais das transações são combinados em "blocos".

Se alguém tentar mudar apenas uma letra ou número em um bloco de transações, também afetará todos os blocos que virão a seguir. Devido ao fato de ser um ledger público, um erro ou uma tentativa de fraude podem facilmente ser detectados e corrigidos por qualquer pessoa.

A carteira do usuário pode verificar a validade de cada transação. A autenticidade de cada transação é protegida por assinaturas digitais correspondentes às dos endereços de envio.

Devido ao processo de verificação e, dependendo da plataforma de negociação, pode levar alguns minutos para que uma transação BTC seja concluída. O protocolo Bitcoin foi projetado para que cada bloco leve cerca de 10 minutos para ser minerado.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store