Coin News

Contrato futuro com exposição ao Bitcoin da B3 deverá usar índice de ETF da Hashdex

18 Aug, 20222 min readBitcoin
Contrato futuro com exposição ao Bitcoin da B3 deverá usar índice de ETF da Hashdex

O índice Hashdex Nasdaq Bitcoin Reference Price, utilizado como referência ao BITH11, um fundo negociado em bolsa (ETF) pela gestora brasileira Hashdex atrelado ao preço do Bitcoin (BTC), deverá também ser usado como referência para o B3SA3, um contrato futuro com exposição ao Bitcoin previsto para ser lançado ainda este ano pela Bolsa de Valores do Brasil, a B3.

A informação foi divulgada na tarde desta quarta-feira (17) pelo Infomoney acrescentando ter entrado em contato com a B3, que não se pronunciou, de acordo com a publicação.

O novo produto foi anunciado em janeiro desde ano, quando a B3 informou sobre o desenvolvimento de um contrato futuro com a exposição ao Bitcoin, ao valor de 0,1 BTC. Na ocasião, a B3 adiantou que seguiria uma referência internacional e prometeu divulgar o nome em breve, após assinatura do contrato com o provedor.

Em maio deste ano, o executivo-chefe financeiro do grupo, André Milanez, durante uma teleconferência de apresentação de resultados do primeiro trimestre de 2022, confirmou o lançamento do B3SA3, embora não tenha fornecido detalhes sobre o índice do produto.

Por outro lado, no começo do ano, o diretor de tecnologia da informação da B3, Jochen Mielke de Lima, já havia deixado claro que a B3 precisava decidir se as negociações seriam realizadas contra o dólar americano ou contra o real ao ressaltar que os contratos futuros precisam de um índice de referência e, no caso da escolha pela moeda brasileira, seria preciso compor um índice de criptoativos em real, o que não existe atualmente.

Enquanto a B3 não anuncia oficialmente o índice do B3SA3, ou não confirma o Hashdex Nasdaq Bitcoin Reference Price, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aprovou a criação de uma espécie de ‘B3 tokenizada’ no Brasil, a BEE4, uma plataforma baseada em Ethereum (ETH) que permite a determinadas empresas possam emitir ações, na forma de tokens, e que estes possam ser negociados no mercado secundário em processo similar ao que ocorre na Bolsa de Valores, conforme noticiou o Cointelegraph Brasil.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store