Coin News

Confira 14 fatos sobre o white paper do Bitcoin no 14º aniversário do documento; leia o texto em português

31 Oct, 20225 min readBitcoin
Confira 14 fatos sobre o white paper do Bitcoin no 14º aniversário do documento; leia o texto em português

Nesta segunda-feira (31) completam-se 14 anos desde o dia 31 de outubro de 2008, quando Satoshi Nakamoto enviou para uma lista de e-mail de cyberpunks o white paper do Bitcoin, um documento que introduziu a primeira e mais importante criptomoeda do mundo.

“Bitcoin: Um Sistema de Dinheiro Eletrônico Peer-to-Peer” solucionou o uso de dinheiro na era digital, descrevendo de forma inédita como pagamentos online poderiam ser enviados diretamente de uma parte para outra, sem passar por uma instituição financeira.

Os cyberpunks Hal Finney, Nick Szabo e Wei Dai foram uns dos primeiros a abraçar a revolução de Satoshi após 3 de janeiro de 2009, dia em que o primeiro bloco de Bitcoin, o “Bloco Gênese”, foi gerado.

Leia o white paper do Bitcoin em português, traduzido por Rodrigo Silva Pinto, no Portal do Bitcoin.

Para comemorar o aniversário do white paper do Bitcoin, descrito por alguns como “poesia”, o jornalista Pete Rizzo, editor do Bitcoin Magazine, fez uma thread no Twitter relembrando 14 fatos sobre o importante documento:

1. O white paper do Bitcoin contém apenas 2.736 palavras, o que faz o texto ser menor do que a Magna Carta (considerado a base da Declaração Universal dos Direitos Humanos) que possui 3.550 palavras. Também é é menor do que a Constituição dos EUA (4.543 palavras).

2. Satoshi Nakamoto causou tanta discussão ao divulgar o white paper do Bitcoin que moderadores do mailing de cyberpunks precisaram intervir, dizendo que Satoshi deveria levar suas conversas incessantes para outro lugar.

3. O primeiro apoiador público do Bitcoin foi Hal Finney, mas ele só foi responder ao e-mail de Satoshi uma semana após o lançamento do white paper, no dia 7 de novembro de 2008.

4. A palavra Bitcoin aparece apenas duas vezes em todo white paper, e apenas no título. Alguns especialistas acreditam que a Satoshi escolheu o nome Bitcoin de forma tardia no processo de criação da criptomoeda. Há evidências também de que ele chegou a pensar em chamar o projeto de “Dinheiro Eletrônico” ou “Netcoin”.

5. Satoshi escreveu o código do Bitcoin antes de colocar o documento no papel. Ele revelou que trabalhou por dois anos no Bitcoin antes de tornar público o protocolo.

6. O white paper não cita a palavra “blockchain” nenhuma vez. Ao invés disso, Satoshi chama a “blockchain” do Bitcoin de “timestamp server (servidor de carimbo de data/hora)”, se atendo a sua função (registrar o tempo para a rede) em substituição aos sistemas de caixa digital anteriores (servidores centrais)”.

7. Para Satoshi Nakamoto, Bitcoin é uma alternativa ao “mint based model” usado por sistemas de dinheiro digital mais antigos — uma referência a trabalhos anteriores como o DigiCash de David Chaum, que não era peer-to-peer.

8. A palavra mais comum no white paper do Bitcoin é “bloco”, que é usada 48 vezes. No contexto do Bitcoin, os blocos são lotes de transações que passam pela blockchain da criptomoeda.

9. O white paper do Bitcoin faz oito citações a trabalhos de outras pessoas, principalmente de experimentos de dinheiro digital parecidos do passado, como o B-money de Wei Dei e Hashcash de Adam Back, sendo o último o único criptógrafo que ainda contribui ativamente com o Bitcoin nos dias de hoje.

10. O “poder de CPUs” é apresentado no white paper como a fonte para gerar blocos de Bitcoin — o que mudou hoje levando em conta o tamanho da rede. Com a evolução do Bitcoin, mais poder computacional passou a ser necessário para validar transações e garantir a segurança da rede. Máquinas especializadas para essa função, as chamadas ASICs, passaram a substituir os CPUs na atividade de mineração de Bitcoin.

11. Algumas partes do white paper do Bitcoin não são mais trabalhadas por desenvolvedores. Por exemplo, a primeira proposta de dimensionamento para o Bitcoin de Satoshi, chamada de Verificação de Pagamento Simples, foi abandonada como uma solução viável.

12. Após ataques legais iniciados por Craig Wright, empresário australiano que mente sobre ser Satoshi Nakamoto, o white paper do Bitcoin passou a ser hospedado em sites de todo o mundo, inclusive no site do governo dos EUA e da cidade de Miami.

13. Os desenvolvedores Bitcoin possuem uma lista atualizada de inconsistências, mudanças e imprecisões no white paper de Satoshi Nakamoto. Isso porque, ao longo dos anos, a comunidade de desenvolvedores fez descobertas sobre como o Bitcoin funciona na prática.

14. Apesar de disputas legais, o primeiro site a hospedar o white paper do Bitcoin, Bitcoin.org, ainda está com o documento no ar, disponível para leitura em inglês (original) e em mais de 40 idiomas.

Maior Exchange da América Latina, no MB você negocia tokens, DeFi, renda fixa digital, NFTs e, claro, criptomoedas. E tudo no painel de negociação mais seguro do mercado. Abra sua conta gratuita!

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store