Coin News

Coinbase vai considerar listar novas versões do Ethereum que podem surgir após a fusão

28 Aug, 20223 min readEthereum
Coinbase vai considerar listar novas versões do Ethereum que podem surgir após a fusão

Com a tão esperada fusão do Ethereum logo alí na esquina, as exchanges de criptomoedas agora precisam decidir se apoiam uma tentativa controversa de resistir à transição.

Na quinta-feira, a maior exchange de criptomoedas dos Estados Unidos sinalizou que pode estar disposta a fazê-lo.

A Coinbase vai considerar a listagem de bifurcações que pretendem manter o sistema de proof of work (PoW) do Ethereum à medida que surgirem após a fusão, anunciou a empresa em um post no blog.

“Na Coinbase, nosso objetivo é listar todos os ativos que são legais e seguros, para que possamos criar condições equitativas para todos os novos ativos criados em criptomoedas, protegendo nossos clientes”, afirmou a empresa. “Se um fork ETH PoW surgir após a fusão, este ativo será revisado com o mesmo rigor que qualquer outro ativo listado em nossa exchange.”

A empresa já havia se calado sobre o suporte a tokens Ethereum bifurcados e tem sido vocal em seu apoio ao novo modelo de prova de participação (PoS) do Ethereum que será criado pela fusão do próximo mês.

Esse novo Ethereum é o que alimentará a rede de proof of stake (PoS), atualizada e mais eficiente em termos de energia. Mas também encerrará a prática de mineração de ETH de prova de trabalho. Atualmente, o ETH é criado por um processo de uso intensivo de energia no qual os chamados mineradores direcionam enormes quantidades de energia do computador em quebra-cabeças difíceis de resolver, na esperança de adicionar um bloco na rede e receber ETH recém-criados.

Em um esforço para preservar a prática de mineração ETH pós-fusão, um proeminente minerador de criptomoedas chinês lançou recentemente uma campanha para bifurcar, ou dividir, a rede Ethereum após a fusão e, no processo, criar uma versão alternativa e ainda minerável do Ethereum operando em prova de trabalho. Essa versão bifurcada de prova de trabalho do ETH é chamada ETHW.

Apoio de exchanges

Desde que essa campanha começou no início deste mês, várias exchanges de criptomoedas – incluindo Poloniex (de Justin Sun), Huobi, BitMEX e Bitrue – começaram a listar produtos financeiros afiliados à ETHW, como futuros e tokens “IOU” específicos da exchange, que estão condicionados à realização do fork ETHW no próximo mês.

A Binance, a maior exchange de criptomoedas do mundo em volume, não mostrou entusiasmo em listar tal produto financeiro, mas também não descartou a possibilidade, afirmando que consideraria apoiar quaisquer ativos Ethereum bifurcados caso a caso dependente do “mesmo processo rigoroso de revisão de listagem” usado para outras moedas.

O anúncio revisado de quinta-feira da Coinbase é consistente com essa abordagem; ambas as empresas parecem estar esperando para ver se um fork ETHW realmente ocorre e como seu token afiliado se comporta em um ambiente pós-fusão.

As versões “IOU” do ETHW, enquanto isso, despencaram desde que receberam uma rodada inicial de rumores especulativos. Nas semanas seguintes à estreia do token na Poloniex em 8 de agosto, o ETHW despencou cerca de 62%, para US$ 52,59.

No momento da escrita, o ETHW caiu mais 13%, para US$ 45,68, de acordo com dados do CoinMarketCap.

Além disso, o volume de negociação de 24 horas para o token praticamente entrou em colapso, caindo 93% de uma alta de US$ 13,8 milhões logo após a estreia do ETHW, para US$ 957.589 em 25 de agosto.

*Traduzido com autorização do Decrypt.co.

Quer negociar mais de 200 ativos digitais na maior exchange da América Latina? Conheça o Mercado Bitcoin! Com 3,8 milhões de clientes, a plataforma do MB já movimentou mais de R$ 50 bilhões em trade in. Crie sua conta grátis!

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store