Coin News

Coinbase busca licenças na Europa visando expansão global

1 Jul, 20223 min readOther
Coinbase busca licenças na Europa visando expansão global

A exchange de criptomoedas Coinbase, a maior dos Estados Unidos, está em busca de sua expansão global. Para isso, está tentando obter mais licenças de operação em vários países da Europa.

No velho continente, a Coinbase tem presença ativa no Reino Unido, na Irlanda e na Alemanha. Agora, a empresa liderada por Brian Armstrong quer abrir operações na Espanha, Itália, França, Holanda e Suíça.

Foi o que informou o vice-presidente internacional da Coinbase, Nana Murugesan à CNBC. Segundo ele, recentemente, a Coinbase contratou o seu primeiro funcionário na Suíça.

Coinbase enfrenta dificuldades

A expansão global da Coinbase ocorre em um momento delicado para o mercado cripto, que vive um período prolongado de baixa.

A própria Coinbase se viu obrigada a demitir 1.100 funcionários, ou 18% de sua força de trabalho, devido ao que muitos chamam de “inverno cripto” e à queda de preço de suas ações.

De acordo com o CEO Brian Armstrong, o mercado parece estar entrando em uma recessão após um boom econômico de mais de 10 anos.

“Uma recessão pode levar a outro inverno cripto e pode durar por um longo período”, disse ele.

Mas não foi só a Coinbase que anunciou demissões em massa. Diversas outras empresas de ativos digitais precisaram fazer o mesmo. Este foi o caso da Gemini, da BlockFi, da Crypto.com e até da brasileira Mercado Bitcoin.

Como mencionado, a baixa do mercado cripto afetou fortemente o preço das ações da Coinbase, enfraquecendo sua receita. A Coinbase relatou um declínio de 27% nas receitas no primeiro trimestre, uma vez que o uso geral da plataforma diminuiu.

Expansão global da Coinbase

Apesar de o momento atual não ser o ideal para uma expansão global, Murugesan disse que a Coinbase está planejando contratar um gerente regional para supervisionar suas operações na Europa.

Por ora, o foco da empresa está em “funções de missão crítica” em áreas como segurança e conformidade.

“Quando nós entramos no Reino Unido e na Europa, isso foi realmente durante o último grande mercado em 2015-2016”, disse Murugesan. “Mas então, quando você avança para 2017-2018, o Reino Unido agora é uma grande parte do nosso negócio, assim como toda a Europa.”

A vice-presidente legal da Coinbase, Katherine Minarik, confirmou os planos de expansão global. Conforme explicou, a empresa negocia para obter aprovação das regras contra lavagem de dinheiro em vários países, incluindo a França.

Ao mesmo tempo, a companhia se prepara para o Markets in Crypto-Assets (MiCA), uma regulação da União Europeia para o mercado de criptomoedas no bloco que deve entrar em vigor até 2024.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store