Coin News

Cofundador da Bybit dá 24 horas para FTX provar liquidez

8 Nov, 20223 min readOther
Cofundador da Bybit dá 24 horas para FTX provar liquidez

O cofundador da corretora Bybit compartilhou um pedido para que a empresa da FTX prove suas reservas, dando apenas 24 horas para que toda a situação fosse devidamente esclarecida aos investidores.

A prova de reservas é muito importante no mercado de criptomoedas, visto que comprova que uma empresa não está insolvente. Tal medida de transparência das corretoras para com seus clientes é fundamental, principalmente para aqueles que exigem provas com frequência.

A tensão ocorre após rumores de que a FTX e sua empresa, a Alameda Research, estariam com insolventes. Acusações de que a Alameda estaria insolvente preocupam todo o mercado e levou a Binance a anunciar a venda em massa de tokens FTT.

Cofundador da Bybit pede prova de reservas de empresa da FTX

Em mais um dia tenso para a Alameda Research, o mercado segue em busca de informações claras sobre o que está acontecendo.

A insegurança levaram o FTX Token (FTT) a despencar para apenas US$ 16,95, uma queda de 24% em relação ao Dólar nas últimas 24 horas. Tal desvalorização é maior dos últimos dias vivida pelo projeto.

Para acirrar a insegurança do mercado, o cofundador da Bybit, Ben Zhou, parte do BitDAO, divulgou a exigência de que a Alameda enviasse provas de reservas em até 24 horas.

Isso porque, este DAO mantém em sua reserva 3 milhões de FTT, com um compromisso de não vender este fundo em 3 anos. O prazo acaba em novembro de 2024.

Em contraparte, a Alameda mantém 100 milhões de BIT, o token da DAO, devendo manter o fundo congelado pelo mesmo período. Nas últimas 24 horas, o BIT derreteu 20%, mas já se recupera após o susto.

“A comunidade Bitdao está questionando o despejo repentino do token $bit causado pelo despejo da Alameda e violação do compromisso público mútuo de 3 anos sem venda. Nada está confirmado, mas a comunidade bitdao gostaria de confirmar um comprovante de fundos da Alameda.”

Ao ver a fala do executivo da Bybit, a CEO da Alameda Research, Caroline Ellison declarou que não foi sua empresa que vendeu os tokens do BitDAO. Mesmo assim, ela se declarou ocupada para enviar as provas no prazo estipulado.

“Ocupada no momento, mas não fomos nós, forneceremos uma prova de fundos quando as coisas se acalmarem.”

busy at the moment but that wasn't us, will get you proof of funds when things calm down— Caroline (@carolinecapital) November 8, 2022

Alameda Research provou para BitDAO ter fundos

Apesar da ocupação da CEO, a Alameda acabou cedendo a pressão do BitDAO e enviou provas de que ainda mantém seu saldo em BIT intacto, o que acaba com mais uma pressão que poderia piorar a situação da empresa perante o mercado.

O BitDAO agradeceu a Alameda pela pronta resposta ao pedido de provas, que não chegou nem a 24 horas, e acalmou a comunidade.

De qualquer forma, os olhos estão voltados a entender o que problema da empresa que pertence a FTX pode ocasionar ao mercado cripto. A queda do FTT no mercado é uma prova de que os investidores seguem cauteloso com a corretora.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store