Coin News

Código aberto, pagamentos no aplicativo e… Dogecoin? Como será o Twitter de Elon Musk

28 May, 20226 min readAltcoins
Código aberto, pagamentos no aplicativo e… Dogecoin? Como será o Twitter de Elon Musk

Desde que anunciou sua intenção de adquirir o Twitter em um acordo de US$ 44 bilhões, Elon Musk teve bastante tempo para elaborar ideias e transformar a plataforma.

Combater o spam, aumentar o número de usuários premium e acrescentar funções de pagamento (talvez até em dogecoin) são ideias que foram apresentadas pelo bilionário CEO da Tesla.

O acordo continua pendente, pois Musk disse que “não pode avançar” até que sejam fornecidos mais detalhes sobre os robôs de spam na plataforma, mesmo que tenha comprometido US$ 33,5 bilhões de capital próprio à sua oferta de aquisição.

Ele continua discutindo suas intenções para o Twitter, dizendo a seus grandes colegas magnatas de tecnologia do podcast “All-In” que havia o potencial de a plataforma de tornar um “superaplicativo” no estilo WeChat, com diversas funções em um só lugar.

Se todas essas grandes ideias se tornarem realidade e o acordo for finalizado, como será o Twitter de Elon Musk?

Liberdade de expressão

Talvez o aspecto mais comentado sobre a oferta de aquisição de Musk tenha sido a liberdade de expressão. O possível novo dono do Twitter repetidamente enfatizou a necessidade do que ele chama de “praça digital da cidade”.

Musk esclareceu que sua busca pela liberdade de expressão significa ser “contra a censura que vai além da lei”. Então, isso pode significar que o novo Twitter terá normas atualizadas de moderação e pode ter o retorno de rostos conhecidos — Musk já disse que iria reativar a conta de Donald Trump.

A reação extrema dos anticorpos das pessoas que têm medo da liberdade de expressão já diz tudo.

Com “liberdade de expressão”, eu simplesmente me refiro àquela que condiz com a lei.

Sou contra a censura que vai além da lei.

Se as pessoas querem menos liberdade de expressão, pedirão ao governo que aprovem leis para este fim.

Assim, ir contra a lei é ir contra a vontade das pessoas.

By “free speech”, I simply mean that which matches the law. I am against censorship that goes far beyond the law. If people want less free speech, they will ask government to pass laws to that effect.Therefore, going beyond the law is contrary to the will of the people.— Elon Musk (@elonmusk) April 26, 2022

Ele também alegou que, se fosse ter controle do Twitter, “seria voltado para 80% da população, então a extrema esquerda e a extrema direita provavelmente ficariam insatisfeitas”.

Combate aos robôs

Embora a liberdade de expressão seja a ideia de Musk que mais chame a atenção, a eliminação de robôs de spam é sua maior prioridade. É a questão que está impedindo o acordo de avançar, pois Musk sugere que a estimativa da empresa de que apenas 5% de seus usuários diários ativos sejam robôs é baixa demais.

Os métodos de aprendizado de máquina do Twitter já detectam e contestam entre cinco e dez milhões de contas toda semana, segundo uma publicação de 2021. Mas Musk acredita que pode fazer melhor.

Como seria a plataforma sem robôs? Julgando pelo surto recente de contas automatizadas, a contagem de seguidores sofreria o maior impacto. De acordo com uma estimativa, o próprio Musk perderia metade de seus seguidores.

Para Musk, um dos principais objetivos seriam menos golpes, incluindo golpes envolvendo criptomoedas. Em participação à conferência Ted 2022, na cidade canadense de Vancouver, ele disse que robôs e “exércitos de golpistas” “pioram demais” o Twitter.

“Se eu ganhasse uma dogecoin por cada golpe cripto que eu vejo, eu teria 100 bilhões de dogecoins.”

Assinaturas premium

O Twitter Blue, que custa US$ 3 por mês, foi apresentado em 2021 como a primeira oferta de assinatura da plataforma. Oferece diversos recursos extras para assinantes, como pastas de favoritos e um botão de “desfazer tuíte” em até 30 segundos.

Musk havia dito (em um tuíte agora deletado), que qualquer pessoa que pagasse pelo serviço devesse obter um selo azul de “verificação”, apesar de esclarecer que esses selos deveriam ser diferentes dos emblemas que o Twitter já concede a usuários que são ativos e influentes. Ele também disse que o site deveria ser livre de anúncios para assinantes.

Com o objetivo de ter 69 milhões de assinantes do Twitter Blue até 2025, Musk está confiante de que quaisquer mudanças que fizer à opção premium — e à plataforma, como um todo — vão fazer a assinatura valer a pena.

Dogecoin e NFTs

E como você será cobrado por essa assinatura do Twitter Blue? Musk sugeriu que poderia haver uma opção de pagar em dogecoin (DOGE), a criptomoeda de meme que ele tanto promove na plataforma.

Porém, ninguém sabe se ele vai levar essa ideia a sério.

Algo que não o agradou foi a recente adesão do Twitter por fotos de perfil na forma de tokens não fungíveis (ou NFTs, na sigla em inglês), chamando a ideia de “irritante” em um tuíte e alegando que era uma perda de recursos de engenharia que poderiam ser melhor implementados no combate a fraudadores cripto.

Isso é irritante.

O Twitter está gastando recursos de engenharia nessa merda enquanto golpistas cripto estão fazendo a festa com spambots em cada tuíte!?

Twitter is spending engineering resources on this bs while crypto scammers are throwing a spambot block party in every thread!?— Elon Musk (@elonmusk) January 21, 2022

Pagamentos

Usuários esperam ver um certo tipo de recurso de pagamento acrescentado ao Twitter se Musk obter o controle da plataforma. O ex-CEO do PayPal disse que combinar diversas funções em um aplicativo, assim como o WeChat da China, seria “realmente útil”.

Ao falar sobre essa possibilidade no podcast “All-In”, Musk explicou que pagamentos poderiam fazer parte da oferta na plataforma, “seja em cripto ou fiduciária”.

Porém, ele também disse que a conversão do Twitter nesse “superaplicativo” era apenas uma opção e que outra alternativa seria criar um novo aplicativo do zero.

Projeto Bluesky

Em relação às iniciativas do ex-CEO do Twitter Jack Dorsey em “desenvolver um padrão aberto e descentralizado para as redes sociais”, esse projeto não será afetado pela aquisição de Musk.

O projeto Bluesky, que está explorando elementos cripto e Web 3, afirma que é pertencente aos funcionários e, por isso, não está sujeito às vontades — ou ao controle — do Twitter.

Em relação ao Twitter, os responsáveis pelo Bluesky explicaram: “Tanto o Twitter como o Bluesky perceberam que nossa independência é importante para o sucesso do projeto, e é por isso que criamos uma empresa independente para garantir que atendamos os interesses mais amplos possíveis”.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store