Coin News

Climate Chain Coalition divulga relatório sobre blockchain e tecnologias emergentes na COP 27

6 d ago3 min readBlockchain
Climate Chain Coalition divulga relatório sobre blockchain e tecnologias emergentes na COP 27

A Climate Chain Coalition (CCC), uma rede de organizações dedicadas a alavancar a tecnologia blockchain para uma ação climática eficaz que inclui o Cointelegraph como membro, apresentou seu relatório de análise em 11 de novembro na 27ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, ou COP 27, em Sharm El-Sheikh, Egito.

Fundada há cinco anos, a coalizão vem trabalhando em iniciativas relacionadas ao sistema de contabilidade de consumo e contabilidade de emissões de gases de efeito estufa. Tom Baumann, presidente e fundador da Climate Chain Coalition, declarou:

“Durante esses anos, a coalizão cresceu de 12 organizações fundadoras para mais de 360 ​​organizações em 69 países. A coalizão foi fundada no espírito do blockchain e tecnologias emergentes como uma rede distribuída aberta onde os membros se auto-organizam em iniciativas dirigidas aos membros.”

A missão da coalizão é resolver problemas e desafios necessários para promover inovações climáticas digitais transformadoras, criando recursos para apoiar dados compartilhados e infraestrutura digital, apoiando redes e capacitação e parcerias entre comunidades digitais e climáticas.

Falando no painel, a editora-chefe do Cointelegraph, Kristina Lucrezia Cornèr, comentou:

“A educação é fundamental aqui, e a responsabilidade da mídia é incrivelmente alta. Consideramos nossa maior missão falar não apenas sobre o que é intrínseco à indústria de blockchain, mas o que está acontecendo além. E porque está fora da caixa que as coisas estão nos unindo porque esta conferência é sobre ação climática, e o clima é muito mais [do que] apenas mudança climática. É sobre sustentabilidade e é sobre o nosso futuro.”

Também participando do painel, Alexey Shadrin, cofundador e CEO da Evercity – uma plataforma para gestão, emissão e monitoramento de finanças sustentáveis ​​– destacou como os esforços da coalizão estão apoiando organizações com casos de uso de implementação da tecnologia blockchain, bem como orientação aos novos projetos que estão surgindo rapidamente nos mercados. “Queremos garantir que esses projetos não sejam apenas inovadores e legais, mas também alinhados com os valores e padrões centrais da ONU que existem atualmente e que foram desenvolvidos por muitos, muitos especialistas dentro do processo da ONU e além.”

Embora os ativos digitais tenham sido criticados por seu alto consumo de energia, essa acusação é imprecisa, pois há uma distinção entre criptomoedas e as plataformas blockchain subjacentes que podem ser eficientes em termos energéticos e apoiar iniciativas climáticas.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store