Coin News

Claro detona App da Binance após brasileiro ter chip clonado e perder bitcoins

12 Aug, 20223 min readBitcoin
Claro detona App da Binance após brasileiro ter chip clonado e perder bitcoins

A operadora Claro foi acionada por um cliente que foi vítima de um ataque hacker de Sim Swap e perder todos os seus bitcoins. Em resposta ao processo, a empresa de telefonia se defendeu acusando a Binance de ter um aplicativo ruim e não seguro.

No processo que corre na Justiça de São Paulo, a Claro cogitou a citação da Binance, que não foi citada como parte do processo.

É importante lembrar que ataques Sim Swap podem ter participação de funcionários das empresas de telefonia para serem bem sucedidos.

Ao ser concretizado, os hackers conseguem acesso à linha telefônica das vítimas e buscam formas de lucrar com a invasão. É comum que corretoras de criptomoedas sejam alvos em ações assim.

Claro acusa aplicativo da Binance de ser ruim e juiz não aceita, brasileiro perdeu todos os seus bitcoins

A operadora Claro enfrenta o terceiro processo em 2022 movido por clientes que perderam bitcoins após serem alvo de ataques Sim Swap.

Isso porque, um brasileiro processa a Claro após ter chip clonado e perder R$ 200 mil em Bitcoin.

Antes disso, um cliente moveu um processo também no Tribunal de Justiça do Distrito Federal alegando uma situação similar, quando suas criptomoedas sumiram de sua conta na Binance.

Agora, um cliente de São Paulo tenta reaver seu prejuízo após ser alvo de um ataque Sim Swap, perdendo sua linha telefônica da Claro, de modo similar ao que outros clientes alegaram.

Em resumo, o brasileiro sustenta que perdeu todos os seus Bitcoins e Ethers depositados na Binance após ter sua linha Claro hackeada, e acusou a operadora do problema na justiça.

Ao se manifestar em sua defesa, a Claro acusou a Binance de ter um aplicativo ruim e que falhou em prover segurança ao cliente. A operadora pediu que a corretora fosse incluída no processo, mas a juíza negou em reconhecer a responsabilidade de terceiros e o pedido para citar a Binance.

“Citada, a requerida apresentou contestação às fls. 96/113. Preliminarmente, arguiilegitimidade passiva e denuncia à lide a corretora de criptomoedas BINANCE. No mérito,sustenta, em síntese, que não possui responsabilidade em estelionato digital; não cometeu qualquer ato ilícito; a vítima é culpada por permitir a consumação do golpe; o smartphone do autor é vulnerável a fraudes; o APP da BINANCE deixou de promover a segurança que se espera ao usuário ao permitir como fator de segurança a vinculação da linha telefônica móvel…”

Como a Claro informou que autor não comprovou a posse de bitcoins, a juíza que cuida do caso nomeou um perito para investigar mais a fundo o caso. Dessa forma, será possível avaliar se a Claro é a culpada pelos danos sofridos pelo cliente e qual a extensão do prejuízo.

O Livecoins procurou a Claro para manifestações, mas não recebeu retorno até o fechamento dessa matéria, que segue em atualização.

Como evitar ser pego em fraudes de Sim Swap?

Essa modalidade de golpes tem se tornado comum nos últimos anos, e conta com ajuda de funcionários das próprias operadoras. Nos Estados Unidos, por exemplo, trabalhadores da AT&T foram pegos e condenados em um caso de grande repercussão em 2018.

Para evitar ser a próxima vítima, é importante redobrar o cuidado com links recebidos pela internet, principalmente quando vem de fontes desconhecidas.

Além disso, é importante não vincular a autenticação de dois fatores por SMS ou linha telefônica, visto que essas são as formas que os criminosos utilizam para driblar empresas e lucrar com a fraude.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store