Coin News

Circle estima prejuízo de US$ 3 bilhões com conversão automática de USDC para BUSD promovida pela Binance

16 Nov, 20223 min readAltcoins
Circle estima prejuízo de US$ 3 bilhões com conversão automática de USDC para BUSD promovida pela Binance

A Circle, empresa responsável pela emissão da stablecoin USDC Coin (USDC), disse que eventos imprevistos recentes a levaram a calcular errôneamente as suas projeções financeiras para 2022 – referindo-se diretamente ao colapso da FTX e a uma decisão empresarial da exchange de criptomoedas Binance.

Em setembro, a Binance anunciou que converteria automaticamente as participações de seus clientes em USDC para a sua própria stablecoin, o Binance USD (BUSD). Na semana passada, o mercado foi abalado pelo colapso da FTX.

A projeção mal calculada da Circle para 2022 foi observada em sua declaração de registro S-4 alterada, que foi arquivada na Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) em 14 de novembro.

O S-4 é uma declaração que as empresas preenchem e enviam à SEC antes de se fundirem, assumirem o controle de outra empresa ou fazerem uma oferta de troca.

A Circle observou que, embora não tenham conseguido avaliar o papel significativo da conversão automática de stablecoins promovid pela Binance no declínio da circulação do USDC, foi registrado um aumento aproximado de US$ 3 bilhões do BUSD em circulação entre 17 de agosto a 30 de setembro, com a empresa acrescentando:

“Estimamos que até US$ 3,0 bilhões do declínio de US$ 8,3 bilhões do USDC em circulação de 30 de junho de 2022 a 30 de setembro de 2022 foi impulsionado pela conversão automática da Binance.”

O emissor da stablecoin acrescentou que os US$ 13,5 bilhões adicionais de USDC emitidos desde 30 de junho representaram uma redução de 36% em comparação com 2021.

O primeiro registro S-4 foi submetido à SEC pela empresa em agosto de 2021, pois a Circle planejava se fundir com a empresa de mercado de capitais Concord Acquisition. No entanto, a Concord decidiu adiar a fusão em outubro de 2022 até “no máximo 31 de janeiro de 2023.”

Quanto à FTX, a Circle historicamente conduziu serviços de processamento de pagamentos para a exchange, que utilizava o USDC em transações realizadas em sua plataforma e foi cliente da API de pagamentos da Circle nos últimos 18 meses, de acordo com o CEO e cofundador da Circle, Jeremy Allaire.

O emissor da segunda maior stablecoin do mercado disse que o impacto financeiro que a FTX teve em seu balanço não seria maior do que seu investimento de US$ 10,6 milhões, o qual será abordado oficialmente no relatório do próximo período contábil.

“A empresa suspendeu seus serviços e transações com o Grupo FTX e está em processo de avaliação do impacto da prestação de serviços futuros ao Grupo FTX e do potencial impacto financeiro indireto da falência do Grupo FTX”, afirmou o documento.

O investimento de US$ 10,6 milhões foi revelado depois que Allaire confirmou em um thread de 11 partes publicado no Twitter em 9 de novembro que a Circle detém apenas uma posição "pequena" de capital na FTX, a qual não teria "nenhuma exposição material" no balanço da empresa:

5/ Circle is a tiny equity holder of FTX, and FTX is a tiny equity holder of Circle. Circle is also a tiny equity holder of Kraken, Coinbase and BinanceUS.— Jeremy Allaire (@jerallaire) November 9, 2022

5/ A Circle é uma pequena detentora de ações da FTX, e a FTX é uma pequena detentora de ações da Circle. A Circle também é uma pequena detentora de ações da Kraken, da Coinbase e da BinanceUS.

— Jeremy Allaire (@jerallaire)

Allaire também acrescentou que “a Circle nunca concedeu empréstimos para a FTX ou para a Alameda, nunca recebeu FTT como garantia e nunca possuiu posições ou negociou FTT.”

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store