Coin News

China lança ideia de 'yuan asiático' para reduzir dependência do dólar

14 Oct, 20222 min readOther
China lança ideia de 'yuan asiático' para reduzir dependência do dólar

Pesquisadores de um centro de estudos estatal chinês lançaram a ideia de uma moeda digital comum para a Ásia cujo objetivo central é reduzir a dependência do dólar na economia da região.

As opiniões dos pesquisadores Liu Dongmin, Song Shuang e Zhou Xuezhi de uma unidade da Academia Chinesa de Ciências Sociais (CASS) foram publicadas em uma edição da revista World Affairs publicada online no final de setembro, que disse que o estabelecimento de um yuan asiático diminuiria a dependência da Ásia em relação ao dólar.

Muito similares às moedas digitais de banco central (CBDCs) existentes e já em fase de testes, os pesquisadores disseram que a tecnologia de contabilidade distribuída (DLT) formaria o suporte tecnológico ao novo token asiático, que seria atrelado a um pacote de 13 moedas de países da região.

Esse pacote incluíria as moedas de todos os 10 países membros da Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), juntamente com o yuan da China, o iene do Japão e o won da Coreia do Sul, sugeriram os pesquisadores.

“Mais de 20 anos de integração econômica aprofundada no Leste Asiático estabeleceram uma boa base para a cooperação monetária regional. As condições para a criação do yuan asiático se formaram gradualmente”, escreveram os pesquisadores.

A revista é afiliada ao Departamento de Relações Exteriores da China, com os pesquisadores vindos do “Instituto de Economia e Política Mundial”, uma das muitas unidades de pesquisa do CASS, um grupo de estudos que possui laços com o partido no poder na China.

O dólar e, mais recentemente, as criptomoedas tornaram-se um método popular para a população do Sudeste Asiático realizar transações, enviar remessas internacionais e se proteger contra a inflação de suas respectivas moedas locais.

A pesquisa foi divulgada algumas semanas antes de um marco no piloto da CBDC da China. O Banco da China disse em 10 de outubro que seu e-CNY havia movimentado cerca de US$ 14 bilhões, ou 100 bilhões de yuans, com cerca de 5,6 milhões de estabelecimentos comerciais aceitando o yuan digital.

O banco central do país também está participando do Projeto Inthanon-LionRock, um teste de CBDC para pagamentos transfronteiriços apoiados por DLT que também envolve os bancos centrais de Tailândia, Hong Kong e Emirados Árabes Unidos.

Em setembro, o teste viu a transação “bem-sucedida” de mais de US$ 22 milhões através da plataforma “Multiple CBDC Bridge”, supervisionada pelo Banco de Compensações Internacionais (BIS).

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store