Coin News

Caso FTX é a “crise de 2008” das criptomoedas, diz Arthur Hayes

9 Nov, 20223 min readOther
Caso FTX é a “crise de 2008” das criptomoedas, diz Arthur Hayes

Arthur Hayes, cofundador da exchange BitMEX, acha que as notícias recentes sobre a FTX podem levar o Bitcoin (BTC) para menos de US$ 17 mil. De fato, o executivo comparou o que aconteceu na terça-feira (8) com uma das maiores crises financeiras da história.

Em um novo tuíte, Hayes compara a atual queda dos preços das criptomoedas com a queda do mercado de ações em 2008. Hayes chega a comparar a FTX com o Lehmann Brothers, banco que quebrou em 15 de setembro de 2008. A quebra do Lehmann Brothers foi o estopim que iniciou a crise de 2008.

“FTX = Lehman. Isso não era o fundo. SPX [S&P 500] atingiu 666 em março de 2009. Portanto, o Bitcoin (BTC) em US$ 17.500 está em risco. Que tal algumas puts agora?”, disse o executivo.

Hora de apostar na queda do Bitcoin

Em outras palavras, Hayes sugere que os investidores devem esperar novas quedas, inclusive abaixo de US$ 17 mil. No final, o executivo dá a entender que é hora de comprar opções de venda de BTC (puts), isto é, apostar na venda da criptomoeda.

Nesse sentido, ex-CEO da BitMEX falou com a pele em risco, já que Hayes diz que comprou algumas puts de BTC com vencimento em março de 2023. As puts são de US$ 15 mil, ou seja, uma queda de cerca de 16% frente ao preço atual.

O BTC está sendo negociado a US$ 17.184, ou R$ 88.154, no momento da produção deste texto. De acordo com o CoinGecko, a criptomoeda sofre uma queda de 16% apenas nas últimas 24 horas. Com este resultado, o mês de novembro registra a pior desvalorização desde maio, que teve a pior queda mensal do BTC em 2021.

Contudo, cabe frisar que o mês ainda está no começo e que esta tendência pode mudar. Além disso, a rentabilidade do BTC em novembro tende a ser mais positiva do que negativa.

Queda geral do mercado

Com exceção das stablecoins, praticamente todas as criptomoedas registraram quedas de preço desde a terça-feira. Nenhuma delas, porém, superou o colapso do FTT, token nativo da exchange FTX, que desabou 80% somente nas últimas 24 horas.

O CEO da Binance, Changpeng Zhao, anunciou na manhã de terça-feira que a Binance fechou um acordo de auxílio com a FTX que prevê a compra da exchange. Mas após fazer a análise das finanças da companhia rival, CZ afirmou que a Binance desistiu do negócio nesta quarta-feira (9).

A queda de preço da FTT aconteceu depois que surgiram preocupações de que a Alameda Research, braço de negociação da exchange, dependia fortemente do token como garantia para empréstimos. Ou seja, a queda no preço do token levaria a plataforma a enfrentar problemas. Já a FTX sofreu com perda de liquidez após uma série de saques em massa.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store