Coin News

Caos da FTX continua e faz mais uma corretora de criptomoedas travar os saques

4 d ago2 min readBitcoin
Caos da FTX continua e faz mais uma corretora de criptomoedas travar os saques

A exchange de criptomoedas disse Liquid Global nesta terça-feira (15) que está suspendendo todas as retiradas — tanto fiduciárias quanto de criptomoedas — da plataforma.

“As retiradas fiduciárias e de criptos foram suspensas na Liquid Global em conformidade com os requisitos do processo voluntário de recuperação judicial nos Estados Unidos”, afirmou a exchange no Twitter.

A Liquid disse que forneceria mais atualizações “quando disponíveis”, aconselhando os clientes a não fazer depósitos na plataforma.

O Liquid Group e todas as suas filiais operacionais, incluindo a Quoine Corporation, com sede no Japão, e a Quoine Pte, com sede em Singapura, foram adquiridas pela FTX Trading Ltd em um acordo no início deste ano cujo valor não foi revelado.

A exchange Liquid da Quoine foi uma das primeiras exchanges de criptomoedas a ser totalmente licenciada pela Agência de Serviços Financeiros do Japão e também solicitou uma licença junto à Autoridade Monetária de Singapura.

A exchange tem seu próprio utility token chamado QASH, que pode ser usado para receber descontos em taxas de câmbio líquidas. O preço do QASH despencou 25% com as notícias de hoje, de acordo com o CoinGecko.

Fim da FTX

O fim da exchange FTX foi um ponto de discussão importante em toda a indústria cripto durante as últimas semanas.

Em uma grande reviravolta para Sam Bankman-Fried, que fundou a FTX e sua empresa comercial associada Alameda Research, o império do bilionário de 30 anos entrou em colapso em questão de dias depois que um rombo estimado em US$ 10 bilhões foi revelado, abalando ainda mais a confiança no já conturbado mercado de criptoativos.

A interrupção de retiradas da Liquid Global apenas contribui para uma lista crescente de empresas afetadas por eventos recentes, que viram empresas como a BlockFi tomando a mesma decisão de cancelar saques na semana passada, além da empresa de venture capital cripto Sino Global Capital revelando perdas devido à sua exposição de mais ou menos “sete dígitos” à FTX.

Também na semana passada, o grupo de investimento e negociação de criptomoedas CoinShares anunciou que tinha uma exposição de cerca de US$ 30,3 milhões na FTX.

Processos judiciais recentes também mostraram que mais de um milhão de credores podem ter pedidos contra a exchange falida, com mais revelações provavelmente surgindo nos próximos dias.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store