Coin News

Candidato a Deputado Federal coloca Bitcoin no nome e se diz “libertário infiltrado no...

26 Aug, 20223 min readBitcoin
Candidato a Deputado Federal coloca Bitcoin no nome e se diz “libertário infiltrado no...

Um candidato a Deputado Federal por São Paulo colocou o “Bitcoin” em seu nome de campanha para concorrer a uma vaga ao Congresso Nacional. O slogan de sua campanha é que ele tem uma “pauta única” para o Brasil.

Nos últimos anos, vários políticos brasileiros apoiaram publicamente o Bitcoin, principalmente quando El Salvador tornou a moeda de curso legal.

No entanto, em 2022 o Brasil vive um clima de eleições gerais para vários cargos e não está claro ainda quem serão os candidatos do Congresso Nacional que representarão o Bitcoin nos próximos quatro anos.

Dessa forma, eleitores começam a conhecer quem são os candidatos que podem lutar pela tecnologia financeira descentralizada nos próximos anos.

Candidato a Deputado Federal coloca “Bitcoin” em nome de campanha

Nas eleições de 2020, um candidato a vereador colocou o seu nome associado ao bitcoin, indicando apoiar a moeda digital.

Agora em 2022, um candidato a Deputado Federal também cita a moeda em seu nome de campanha, que é “Fiuza Bitcoin“.

Candidato pelo partido Novo, ele acredita que a pauta deve ser única, visto que a população brasileira estaria exposta a moedas fiduciárias que são verdadeiras pirâmides financeiras, diz seu material de campanha.

“Minha pauta é única, mas nem de longe pequena ou fácil de entender ou implantar: Bitcoin, a moeda universal que, se compreendida e adotada por boa parte da população, enxugará drasticamente os recursos financeiros dos governos, se sobrepondo às moedas nacionais, todas elas manipuláveis e inflacionárias, todas elas um verdadeiro golpe da pirâmide, assim como outros artifícios confiscatórios dos governos como previdência pública, fundo de garantia, bolsa família, etc.”

Ao defender a redução do estado brasileiro, Fiuza Bitcoin se apresenta como empresário, arquiteto e libertário.

Chama atenção que ele é concursado no Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, onde alega estar “infiltrado” para entender como funciona os mecanismos estatais.

Candidato declarou R$ 2,6 milhões ao TSE

Com sua candidatura já aprovada pelo Tribunal Superior Eleitoral, Fiuza Bitcoin declarou ter um patrimônio de R$ 2,6 milhões, sendo que uma casa está avaliada em R$ 2,5 milhões.

Com o número “3003”, o candidato pelo Partido Novo se torna mais um aspirante a uma vaga no Congresso Nacional, sendo este de pauta única pró-Bitcoin. Pelo Instagram, Fiuza Bitcoin tem 10 mil seguidores que acompanham sua proposta.

View this post on InstagramA post shared by FIUZA BITCOIN (@fiuzabitcoin)

A post shared by FIUZA BITCOIN (@fiuzabitcoin)

Nos últimos dias, outro que colocou o Bitcoin como proposta é o candidato a Deputado Estadual Paulo Kogos, que também se apresenta como libertário e colocou a moeda digital em destaque. Segundo este, o estado de São Paulo poderia aceitar o bitcoin como pagamento de impostos, proposta que ele poderia lutar por ela caso fosse eleito.

Vale lembrar que nenhum dos presidenciáveis do Brasil apoiam o Bitcoin publicamente, o que indica que no executivo nacional a moeda digital não deve contar com grande apoio.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store