Coin News

Canal do Flamengo no YouTube é hackeado e passa a exibir golpe com Bitcoin

28 Jun, 20223 min readBitcoin
Canal do Flamengo no YouTube é hackeado e passa a exibir golpe com Bitcoin

A FlaTV, canal do clube de futebol Flamengo no YouTube, com mais de 6,5 milhões de inscritos, foi hackeado nesta segunda-feira (27).

Após a invasão, todo o conteúdo do canal foi apagado e iniciou-se uma transmissão ao vivo promovendo um golpe com criptomoedas.

A live chegou a ter mais de 70 mil usuários assistindo ao conteúdo, de acordo com uma reportagem do jornal Lance!.

Contudo, o golpe durou pouco e pouco tempo depois o clube informou que conseguiu recuperar seu canal.

FlaTV sofre ataque hacker

Como é comum neste tipo de ataque no YouTube, os hackers publicaram uma live com uma grande personalidade global para chamar a atenção dos espectadores.

Neste caso, a figura foi Michael Saylor, CEO da MicroStrategy. Ele é um dos maiores entusiastas do Bitcoin (BTC) do mercado. Além disso, sua empresa MicroStrategy possui mais de 140 mil BTC em caixa.

A live que passou a ser exibida na FlaTV tinha o título “THE MOST GLOBAL CONFERENCE With Michael Saylor! Microstrategy June 2022!”.

O CANAL DO FLAMENGO NO YOUTUBE, COM MAIS DE 6 MILHÕES DE INSCRITOS, FOI HACKEADO. #Colunadofla — Higor Neves (@higorsneves) June 27, 2022

Neste tipo de ataque, é comum que os golpistas deixem um endereço de carteira de cripto para que as vítimas depositem Bitcoin (BTC) ou outra criptomoeda informada na tela do vídeo.

Na maioria das vezes, o golpista oferece alguma promessa como, por exemplo, devolver em dobro a quantidade “doada”. No entanto, os criminosos nunca cumprem essa promessa e o usuário perde todo o dinheiro enviado. Enquanto isso, os hackers enchem os bolsos.

Durante o ataque hacker ao canal, os invasores chegaram a ocultar alguns conteúdos do Flamengo. Mas, agora, todos já estão aparecendo normalmente no canal.

Ataques a canais no YouTube

Ataques como este têm se tornado recorrentes no YouTube. Em abril deste ano, conforme noticiou o CriptoFácil, o canal da Samsung Brasil também foi alvo de um ataque hacker e passou a promover um golpe usando criptomoedas como isca.

Assim como no caso do canal do Flamengo, a personalidade usada para atrair vítimas foi Michael Saylor. Aliás, Saylor é um dos mais usados neste tipo de golpe atualmente. Os golpistas que se passam por Michael Saylor acumularam R$ 6 milhões em Bitcoin somente em janeiro deste ano.

Mas nomes como Elon Musk, Jeff Bezos e outros também já tiveram sua imagem utilizada neste tipo de golpe.

Em março desde ano, por exemplo, o canal do youtuber Júlio Cocielo, o “Canal Canalha”, com mais de 20 milhões de inscritos, foi alvo de um hack. A live que passou a ser exibida usava a imagem de Elon Musk para promover um golpe com a memecoin Shiba Inu (SHIB).

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store