Coin News

Brasileiro desenvolvedor do Ethereum Classic é procurado pela justiça de Curitiba

21 min ago3 min readEthereum
Brasileiro desenvolvedor do Ethereum Classic é procurado pela justiça de Curitiba

O brasileiro suposto desenvolvedor da Ethereum Classic, Daniel Kaminski de Souza é procurado pela justiça de Curitiba. Segundo a denúncia, ele teria criado uma pirâmide financeira com criptomoedas.

Sua empresa era a “Blockchain IT Kriptons”, que atuava com sede em Curitiba, Paraná. Com sua representação, ela captou vários clientes no estado e em todo Brasil com promessas descabidas.

Quando as autoridades apuraram o caso, descobriram se tratar de uma pirâmide financeira que não devolveria o dinheiro de clientes, que já haviam começado a ter saques travados em 2019. Assim, a Polícia do Paraná cumpriu mandados de busca e apreensão contra os líderes, na chamada Operação Midas.

Seu maior líder, Daniel Kaminski, chegou a protocolar no STJ um pedido de habeas corpus, que ao ser apreciado pelo Ministro Nefi Cordeiro acabou sendo negado. Vale o destaque que ele se apresentava como desenvolvedor do Ethereum Classic, altcoin rival do Ethereum, mas sem provas de que essa relação existia.

Desenvolvedor do Ethereum Classic é procurado pela Justiça de Curitiba e tem prazo para se apresentar

Após a finalização das investigações, o líder que não chegou a ser preso não devolveu investimentos para ex-clientes de sua empresa.

Dessa forma, processos judiciais continuam a chegar nos tribunais do estado, de investidores que ainda esperam reaver seu patrimônio. Em um caso recente a que o Livecoins obteve acesso, a autora acreditou ser possível obter rendimentos de 3% ao dia após ver conhecidos lucrando com a empresa.

Contudo, quando a empresa paralisou os saques, a desculpa dada aos clientes é que os valores teriam sido bloqueados na Argentina, e a instituição daquele país não liberava os saques.

“Há rumores que valores elevadíssimos saíram da conta bancária da Ré e foram e transferidos para Argentina, porém a empresa alega que os valores não estão sendo enviados de lá de forma a alegação que foram vítimas de possível fraude é duvidosa. Importante esclarecer que a Autora investiu TODAS suas reservas, iludida com a proposta da Ré porque outras pessoas conhecidas já haviam obtido altos rendimentos.”

A autora do processo então perdeu todas as suas reservas financeiras ao acreditar no esquema. Nessa ação, Daniel terá 15 dias para se manifestar em sua defesa, sob pena de revelia.

O Livecoins tentou contato com Daniel Kaminski, mas não obteve resposta até o fechamento da matéria, o espaço segue aberto.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store