Coin News

Brasil registra novo recorde de pessoas declarando criptomoedas

4 Nov, 20223 min readOther
Brasil registra novo recorde de pessoas declarando criptomoedas

A Receita Federal do Brasil divulgou um novo recorde de declarações de criptomoedas por CPF em setembro de 2022, embora tenha recebido um volume menor nas declarações.

Os dados divulgados pela RFB na última quinta-feira (3) mostram que 1.490.618 pessoas declararam possuir criptomoedas, o maior número já registrado pela RFB.

O recorde anterior de CPFs foi em julho de 2022, quando a receita recebeu 1.336.817 declarações de pessoas físicas únicas.

No mês de agosto a receita havia registrado um recorde na quantidade de empresas que detém criptomoedas, que apesar de ser alto em setembro, não chegou a superar a máxima anterior.

Recorde em declarações de criptomoedas por CPFs

Além do recorde renovado de CPFs a declarar criptomoedas, a receita ainda divulgou dados interessantes sobre o gênero das pessoas que se envolvem com o mercado.

Isso porque, desde que a RFB começou a coletar dados de operações com criptomoedas no Brasil, em 2019, o mês de setembro foi o período em que pessoas do sexo Feminino mais realizaram operações, com 19,93%.

O dado mostra que quase 20% das operações com criptomoedas já são realizadas por mulheres, que buscam aumentar sua participação no mercado dominado por homens até então.

Setembro registra menor movimentação

Apesar do recorde renovado de CPFs únicos e uma maior presença de mulheres realizando operações com criptomoedas, o mês de setembro de 2022 serve como alerta para as empresas do setor.

Isso porque, o mês foi o pior em volume, que alcançou apenas R$ 11.353,9 milhões em criptomoedas declaradas pelos investidores.

Ou seja, mesmo com mais CPFs na história, os valores declarados pelos investidores diminuiu no mês, sendo o menor desde dezembro de 2020.

Tether segue como a queridinha dos brasileiros

O que não mudou em setembro para os últimos meses, de acordo com dados apurados pelo Livecoins, é a dominância da criptomoeda Tether como a mais negociada pelos brasileiros, seguida pelo Bitcoin.

Outras stablecoins a surgirem entre as 10 criptomoedas mais negociadas são a BRZ (3.ª), USDC (5.ª) e BUSD (9.ª).

Criptomoedas como Ethereum, Decred e XRP seguem como opções entre as preferidas dos brasileiros, asaim como a Chiliz e Litecoin.

Os dados da receita federal são obtidos em declarações enviadas pelos próprios investidores, que desde 2019 enviam suas informações para a RFB.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store