Coin News

BlackRock, maior gestora do mundo começa oferecer Bitcoin a seus clientes

41 min ago3 min readBitcoin
BlackRock, maior gestora do mundo começa oferecer Bitcoin a seus clientes

A BlackRock, empresa com US$ 10 trilhões de recursos sob administração, fechou uma parceria com a exchange americana Coinbase. No anúncio, publicado na manhã desta quinta-feira (4), a gigante aponta que o foco é oferecer bitcoin aos clientes.

Desta forma, instituições poderão se expor mais facilmente ao bitcoin enquanto utilizam os serviços do Aladdin — plataforma da BlackRock — e o Coinbase Prime, solução que já conta com mais de 13.000 clientes institucionais.

Embora a notícia extremamente positiva para o bitcoin, seu preço não apresentou variação no momento desta redação. Às 11h, a maior criptomoeda do mercado segue cotada a US$ 23.000. Já as ações da Coinbase tiveram grande valorização na abertura do mercado.

BlackRock fecha parceria com a Coinbase para oferecer Bitcoin a seus clientes

Mostrando interesse no Bitcoin desde fevereiro do ano passado, antes dos picos de alta de maio e novembro, a BlackRock finalmente entrou neste mercado nesta quinta-feira (4) com uma parceria com a Coinbase.

“A Coinbase está fazendo uma parceria com a BlackRock, a maior gestora de ativos do mundo, para fornecer aos clientes institucionais da Aladdin, plataforma de gestão de investimentos de ponta a ponta da BlackRock, acesso direto a criptomoedas, começando com bitcoin, por meio de conectividade com a Coinbase Prime.”

Gestora de 10 trilhões de dólares (R$ 52,6 tri), valor que o Brasil demoraria 28 anos para arrecadar com impostos, a empresa nota que seu posicionamento está ligado a demanda dos clientes por criptomoedas.

“Nossos clientes institucionais estão cada vez mais interessados em ganhar exposição aos mercados de ativos digitais.”

“Essa conectividade com o Aladdin permitirá que os clientes gerenciem suas exposições de bitcoin diretamente em seus fluxos de trabalho de gerenciamento e negociação de portfólio existentes,” aponta Joseph Chalom, chefe global de parcerias estratégicas de ecossistemas da BlackRock.

Em abril deste ano, a BlackRock já havia lançado um ETF ligado a esta indústria. Embora tal ETF não possua criptomoedas, o mesmo é composto por participações na própria Coinbase, bem como em mineradoras de Bitcoin listadas na bolsa. Portanto, é possível que a gestora também tenha interesse em lançar um ETF de Bitcoin no futuro.

Bitcoin mantém-se estático com notícia

Enquanto isso o Bitcoin se mantém na região dos US$ 23.000, sem grande alteração em relação ao dia anterior. De qualquer forma, é esperado que o BTC ganhe volume e demanda já no curto prazo devido a maior exposição.

Em relação às ações da Coinbase, que estavam em queda após rumor de investigação pela SEC, tiveram uma grande alta na abertura do mercado. Em seu pico, o preço das ações disparou 44% antes de apresentar uma pequena correção de 16% nos minutos seguintes.

Sendo assim, este é mais um motivo para acreditar que o mercado de baixa do Bitcoin já ficou para trás, dando esperanças aos investidores de que a criptomoeda volte a ser negociada acima dos 30 mil dólares em breve.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store