Coin News

Bitcoin volta para US$ 38 mil e mercado de criptomoedas entra no vermelho. Token DeFi sobe mais 5% e atrai investidores

27 Apr, 20223 min readDeFi
Bitcoin volta para US$ 38 mil e mercado de criptomoedas entra no vermelho. Token DeFi sobe mais 5% e atrai investidores

A quarta-feira (27) começou com o mercado de criptomoedas no vermelho novamente. Por volta das 9h, todas as principais criptomoedas, incluindo Bitcoin, Ethereum, Terra e Dogecoin do mercado estavam em baixa.

A principal criptomoeda do mercado voltou para o nível de US$ 38 mil. De acordo com a CoinGecko, o Bitcoin caiu 4% desde a tarde de ontem. O preço atual do BTC é de US$ 38.914 e a tendência é de queda para o dia.

A Ethereum, segunda maior capitalização do mercado, chegou a cair 4,2% nas últimas 24 horas. O preço atual da ETH é de US$ 2.878.

Ainda de acordo com a CoinGecko, outras criptomoedas também chegaram a ficar no vermelho. A Dogecoin, por exemplo, perdeu toda a alta ganhada após a compra do Twitter por Elon Musk. O prejuízo da DOGE chegou a 12% nesta manhã com tendência de queda ainda maior.

Além disso, as moedas Solana e Avalanche tiveram quedas mais leves, de cerca de 1,5% cada uma. A BNB caiu 2,6% em 24 horas. Já as moedas XRP, Terra e Polkadot tiveram quedas mais acentuadas, entre 5% e 7%.

Entre as moedas DeFi, somente uma triunfou. A Ape Coin, token originado da coleção de NFT Bored Ape, subiu 5,5% em 24 horas. O preço atual do token APE é de US$ 18,95.

O valor do mercado global de criptomoedas caiu 5,64% no último dia, para US$ 1,76 trilhão. Além disso, o volume total do mercado de criptomoedas nas últimas 24 horas caiu 3,16%, para US$ 94,95 bilhões.

O volume total em DeFi foi de US$ 11,41 bilhões, 12,01% do volume total de 24 horas do mercado de criptomoedas. O volume de todas as moedas estáveis ​​ficou em US$ 80,22 bilhões, o que representa 84,50% do volume total de 24 horas do mercado de criptomoedas.

Criptomoedas no mundo

A gigante da aposentadoria Fidelity disse que foi lançada uma maneira de os trabalhadores colocarem algumas de suas economias e contribuições diretamente em Bitcoin. A proposta inicial é de até 20%, tudo no menu principal de opções de investimento das contas.

A Fidelity disse que é a primeira do setor a permitir tais investimentos sem ter que passar por uma janela de corretagem separada, e já contratou um empregador que adicionará a oferta ao seu plano ainda este ano.

Em março, os EUA alertaram a indústria de aposentadoria para ter extremo cuidado ao fazer algo assim, destacando como investidores inexperientes podem não apreciar o quão voláteis as criptomoedas podem ser, entre outras preocupações.

No lado corporativo, a plataforma bancária digital Revolut está trabalhando na expansão para carteiras de criptomoedas descentralizadas e também está olhando para o setor de hipotecas, disse seu CEO, enquanto a empresa com sede em Londres avança em sua estratégia para se tornar um chamado “superapp”. , informou a Reuters.

A Revolut, que atualmente oferece serviços de pagamentos, negociação de criptomoedas, contas de poupança e negociação de ações, está focada no curto prazo na expansão de suas ofertas de remessas e no lançamento de um produto compre agora, pague depois. Mas a empresa de tecnologia financeira tem mais trabalho a fazer para se tornar um balcão único para serviços financeiros, disse o CEO Nik Storonsky.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store