Coin News

Bitcoin sobe 5% e supera US$ 24 mil antes de inflação dos EUA; Ethereum vai a US$ 1.700

8 Aug, 20225 min readBitcoin
Bitcoin sobe 5% e supera US$ 24 mil antes de inflação dos EUA; Ethereum vai a US$ 1.700

Após conseguir sustentar os US$ 23 mil durante o fim de semana, o Bitcoin (BTC) ganha força e passa dos US$ 24 mil nesta segunda-feira (8), depois do mercado se decepcionar com o relatório de emprego nos Estados Unidos mais forte que o esperado na sexta.

O relatório de emprego, conhecido também como Payroll, mostrou a criação de 528 mil empregos em julho, muito acima do esperado pelos analistas, contrariando os dados anteriores que sugeriam que a maior economia do mundo estava desacelerando o suficiente para permitir que o Federal Reserve reduzisse em breve os aumentos de juros que para alguns devem levar o país a uma recessão e pressionar os ativos de risco.

“Se o Bitcoin puder se manter no nível de US$ 23.000, isso pode ser muito promissor para as perspectivas de médio prazo”, disse o analista sênior de mercado da Oanda, Edward Moya, ao CoinDesk. “O Bitcoin está se estabilizando e pode ter mais um impulso de alta se quebrar o nível de US$ 25.000”.

O Ethereum (ETH), segunda maior criptomoeda em valor de mercado, também avança mais de 5% e supera os US$ 1.700. Com isso o movimento é praticamente todo positivo no mercado, com a Polkadot (DOT) avançando 10%, enquanto a Avalanche (AVAX) salta 14%.

As criptomoedas acompanharam os principais mercados de ações na sexta-feira, que caíram após os números de emprego nos EUA, mas se recuperaram no fim do dia. O Nasdaq caiu 0,5%, enquanto o S&P 500 recuou 0,2%.

Ambos os índices, no entanto, avançaram pela terceira semana consecutiva, impulsionados não apenas pelos sinais de desaceleração do crescimento, mas pelas previsões otimistas de várias marcas globais de tecnologia e serviços financeiros.

“As estatísticas econômicas de repente assumiram um tom um pouco mais brilhante”, afirmou o economista-chefe da Moody’s Analytics, Mark Zandi, no Twitter neste domingo. “O relatório de emprego de julho mostra a resiliência da economia e mostra porque não estamos nem recessão e nem é inevitável uma recessão de curto prazo”.

Zandi disse ainda que essas tendências “se tornarão mais claras” com a divulgação do índice de preços ao consumidor de julho, que será apresentado na próxima quarta-feira (10).

  • Assista: As criptos mais promissoras que você deveria estar acumulando agora
  • Enquanto isso, no mercado de criptomoedas há uma melhora no sentimento após a notícia da exploração ocorrida há uma semana no protocolo Nomad, que permitiu que US$ 200 milhões fossem desviados da plataforma.

    Do lado positivo, os investidores sentiram um ímpeto maior com as últimas iniciativas envolvendo grandes investidores institucionais. O gerente de ativos Brevan Howard concluiu o maior lançamento de um fundo de hedge de criptomoedas, com mais de US$ 1 bilhão em ativos sob gestão, ao passo que a BlackRock formou uma parceria com a exchange Coinbase para disponibilizar criptomoedas diretamente para investidores institucionais.

    CEO da Binance insinua que pode fechar a WazirX

    Changpeng “CZ” Zhao, CEO da exchange de criptomoedas Binance, provocou pânico entre os usuários da WazirX, umas das maiores exchanges da Índia. CZ disse que a Binance poderia encerrar a plataforma indiana de cripto e aconselhou seus usuários a transferirem seus fundos para a Binance.

    A afirmação veio enquanto CZ negava as alegações feitas pelo fundador da WazirX, Nischal Shetty, de que a exchange indiana é de propriedade da Binance após uma investigação de agências governamentais indianas.

    “A Binance fornece serviços de carteira para a WazirX. O domínio WazirX é transferido para nosso controle. Recebemos um acesso compartilhado a uma conta da AWS. Poderíamos encerrar o WazirX. Mas não podemos, porque isso prejudicaria os usuários”, twittou CZ.

    “Se você tem fundos na WazirX, deve transferi-los para a Binance. Simples assim”, completou.

    Fundador da Tron quer forçar nova bifurção do Ethereum

    O fundador da Tron (TRX), Justin Sun, é o mais novo apoiador da criação de um hard fork (bifurcação) do Ethereum após a “Merge” (A fusão, em português), atualização que fará a blockchain do projeto mudar seu algoritmo de prova de trabalho (proof-of-work, ou PoW) para um de prova de participação (proof-of-stake, ou PoS).

    Os desenvolvedores dizem que a Merge tornará a rede muito mais barata, rápida e ecológica. A mudança, no entanto, também significará o fim de um fluxo de renda para os mineradores de Ethereum, que são recompensados com tokens ETH por fornecer recursos à blockchain. Em julho, eles produziram cerca de US$ 620 milhões em Ether, segundo dados do site The Block, o que torna a Fusão em algo como uma sentença de morte para uma quantia significativa de dinheiro.

    Toda essa mudança levou alguns mineradores chineses proeminentes a propor o hard fork. Portanto, mesmo que o Ethereum vire PoS e passe a ter validadores (usuários que precisam “trancar” criptos na rede para validar transações) em vez de mineradores (participantes que precisam de poder computacional para “trabalhar” na blockchain e ganhar juros), os mineradores estão apoiando a criação de uma uma versão PoW recém-separada da futura cadeia PoS – um movimento que teoricamente poderia manter sua atividade financeira intacta.

    Voyager Digital deve reativar saques nesta semana

    A credora de criptomoedas Voyager Digital disse na sexta que planeja “restaurar o acesso” a depósitos em dinheiro em 11 de agosto. Esse é o primeiro passo da empresa para devolver os US$ 270 milhões em moeda fiduciária que deve a seus usuários.

    O plano vem depois que a plataforma, que está passando por um processo de falência, obteve aprovação da Justiça na quinta para honrar os pedidos de retirada de dólares dos clientes do Metropolitan Commercial Bank, em Nova York, onde tinha uma conta de depósito.

    Em um post em seu blog, a Voyager informou que pode levar de 5 a 10 dias para processar as solicitações de devolução.

    Source

    Subscribe to get our top stories

    Coin News
    App StoreApp Store