Coin News

Bitcoin segue em queda e atinge menor preço desde janeiro

8 May, 20223 min readBitcoin
Bitcoin segue em queda e atinge menor preço desde janeiro

Após registrar queda de 10% na quinta-feira (5), afastando-se dos 40 mil dólares, o Bitcoin segue em queda livre. Com uma mínima de 34.195 dólares, atingida nesta manhã de domingo (8), este é o menor preço do Bitcoin desde janeiro deste ano. O sangue nas ruas digitais também se estende para as altcoins, principalmente às “queridinhas” do mercado, APE e GMT.

O motivo da queda ainda é o mesmo: a pressão das medidas do Fed para combater a inflação dos EUA. O evento não afetou apenas as criptomoedas como também o mercado de ações. Portanto, com bolsas fechadas no final de semana, é possível que as mesmas operem em baixa na segunda-feira (9), com o Bitcoin servindo como um termômetro do mercado.

A boa notícia é que o indicador de medo/ganância do Bitcoin está apresentando “medo extremo” do mercado. Em outras palavras, investidores podem estar vendendo a preços muito baratos, por não estarem raciocinando por conta do medo, o que pode ser uma boa oportunidade de compra.

Sangue nas ruas digitais

Em março, o mercado de criptomoedas retornou a faixa dos R$ 10 trilhões. Entretanto, R$ 2 trilhões já desapareceram de lá para cá após o Bitcoin fechar abril em queda de 18% e também pela forte queda já na primeira semana de maio.

Não só o Bitcoin, as criptomoedas alternativas também seguiram o mesmo caminho. ApeCoin (APE), por exemplo, está com queda de 41,9% nos últimos sete dias, seguida pela StepN (GMT) com baixa de 25,3%, estas duas altcoins estavam chamando atenção tanto pelo preço quanto pelo volume em alta.

Por fim, esta queda deixa o Bitcoin a preços não vistos desde janeiro deste ano. No momento da redação, 1 BTC está cotado a US$ 34.412 (R$ 178.865). Os mais pessimistas já estão preocupados se o Bitcoin atingirá níveis tão baixos que obrigará a MicroStrategy a vender parte de suas moedas.

Culpa é dos traders de ações, afirma CEO da Binance

Em entrevista neste sábado, Changpeng Zhao, CEO da Binance, afirmou que a correlação entre o Bitcoin e os mercados tradicionais é culpa dos traders. Para Zhao, estes se sentem pressionados com a queda das ações e vendem as suas criptomoedas por medo.

Sua fala acontece após um usuário questionar o papel do Bitcoin em ser um ativo independente do sistema tradicional. Indo além, Zhao também citou que a capitalização do Bitcoin ainda é pequena, por isso a moeda sofre quedas tão acentuadas.

Por fim, o índice de medo e ganância do Bitcoin entrou em “medo extremo”, também não visto desde janeiro deste ano. Portanto, pode ser uma ótima oportunidade de compra pensando no longo prazo, afinal este é o momento onde outros estão vendendo por puro medo, deixando de realizar análises racionais.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store