Coin News

Bitcoin “luta” para manter os US$ 30 mil; Ethereum supera US$ 2 mil em dia de alta das altcoins

23 May, 20224 min readAltcoins
Bitcoin “luta” para manter os US$ 30 mil; Ethereum supera US$ 2 mil em dia de alta das altcoins

Depois de algumas semanas de forte volatilidade, o Bitcoin (BTC) tem se mantido em torno do nível de US$ 30 mil já há dez dias, conforme algumas outras criptomoedas também passaram a oscilar mais próximas de certos patamares.

É o caso do Ethereum (ETH), segunda maior criptomoeda em valor de mercado, que agora está pouco acima de US$ 2 mil. Entre as maiores ganhadoras desta segunda-feira (23) destaque para Solana (SOL) e Avalanche (AVAX), com ganhos de mais de 5% cada.

“O Bitcoin conseguiu manter os níveis de suporte encontrados na semana passada e até tentou romper o intervalo”, disse Joe DiPasquale, CEO da gestora de fundos de criptomoedas BitBull Capital, ao CoinDesk. “No entanto, US$ 31 mil a US$ 32 mil continuam sendo um forte nível de resistência [que] o Bitcoin precisa romper com sucesso antes que possamos olhar para mais altas”.

Nas últimas semanas, tomou conta do mercado a visão alarmista dos investidores preocupados com a luta do Federal Reserve para controlar a inflação, as consequência econômicas da guerra na Ucrânia, além do aumento da chance de uma recessão nos Estados Unidos, o que criou uma grande aversão ao risco.

Esse cenário avisou as bolsas de valores e também criptomoedas, que têm acompanhado o desempenho dos índices americanos, principalmente o S&P 500. Wall Street conseguiu fechar em torno da estabilidade na sexta após passar a maior parte do dia no vermelho, trazendo um pouco de alívio no mercado.

“As famílias estão sentindo os efeitos dos preços mais altos em todos os lugares”, disse o First Republic Bank em nota aos investidores, acrescentando que “os mercados permanecerão sob pressão com episódios significativos de volatilidade de ações e títulos persistindo à medida que os investidores digerem uma mudança de regime em direção a uma política mais rígida destinada a inflação lenta”.

  • Assista: Trader ex-JPMorgan condena Ethereum e dispara: “Pode não se recuperar da próxima queda de 90%”
  • Na avaliação técnica, o Bitcoin continua lutando na extremidade inferior de uma faixa de variação de 12 meses. A criptomoeda pode encontrar suporte em US$ 25 mil e US$ 27 mil, embora haja risco de quedas adicionais no preço.

    O BTC caiu até 4% na sexta-feira e ficou praticamente estável na semana passada, refletindo o cenário agitado do mercado e sem uma direção definida.

    Os sinais de impulso permanecem mistos, apesar das condições de sobrevenda nos gráficos. Isso sugere uma perspectiva neutra em relação a baixa nos próximos dias.

    O suporte mais baixo é visto na média móvel de 200 semanas, que atualmente está em US$ 21.954. Uma quebra abaixo desse nível levaria para um patamar de US$ 17.673, o que representaria uma queda de 74% em relação à alta histórica de quase US$ 69.000 alcançada em novembro do ano passado.

    Ex-CEO da BitMEX é condenado a 2 anos em liberdade condicional

    O ex-CEO da BitMEX, Arthur Hayes, foi condenado a dois anos de liberdade condicional, com detenção domiciliar por seis meses e monitoramento de localização, pelo tribunal federal de Nova York na sexta-feira.

    Hayes havia se declarado culpado em fevereiro das acusações de que falhou deliberadamente em implementar um programa de combate à lavagem de dinheiro na exchange.

    Hayes, que mora Cingapura, terá 30 dias para decidir onde nos EUA ele cumprirá sua detenção domiciliar. Depois de viver na Ásia por 14 anos, Hayes comprou recentemente uma casa em Miami, mas seu advogado disse na sexta que ele não tem comunidade na Flórida e pode querer cumprir sua detenção domiciliar em outro lugar.

    “Lamento profundamente ter participado dessa atividade criminosa”, disse Hayes. “Meus melhores anos estão à minha frente. … Estou pronto para virar a página e começar de novo. Peço que me permita voltar para casa, profundamente arrependido e capaz de iniciar o próximo capítulo da minha vida”.

    BNP Paribas se une à rede blockchain de renda fixa do JPMorgan

    O banco francês BNP Paribas se juntou à rede baseada em blockchain do JPMorgan para negociação no mercado de renda fixa, de acordo com informações do Financial Times.

    A rede Onyx Digital Assets usa tokens para negociação de curto prazo em mercados de renda fixa, permitindo que os investidores emprestem ativos por apenas algumas horas sem que eles realmente saiam de seus balanços.

    Três quartos dos negócios no mercado de recompra – ou “repo” – são garantidos por títulos do governo, o que significa que é uma das fontes mais importantes de garantia para os bancos financiarem seus balanços.

    O Goldman Sachs também já havia usado a rede do JPMorgan para negociação de recompra. Cerca de US$ 300 bilhões em acordos de recompra intradiários foram realizados na rede Onyx desde seu lançamento em 2020.

    Source

    Subscribe to get our top stories

    Coin News
    App StoreApp Store