Coin News

Binance vai emprestar US$ 500 milhões para mineradores de Bitcoin

14 Oct, 20223 min readMining
Binance vai emprestar US$ 500 milhões para mineradores de Bitcoin

A Binance, a maior exchange de criptomoedas do mundo, lançou um pool de empréstimos de US$ 500 milhões para mineradores de bitcoin, uma vez que uma combinação de altos custos de energia, preços baixos do BTC e dificuldade de mineração maior do que nunca pressiona o setor.

A empresa disse que seu projeto Binance Pool foi projetado para fornecer “serviços seguros de financiamento de dívida para empresas de mineração e infraestrutura de ativos digitais de Bitcoin (BTC) públicas e privadas em todo o mundo”.

Os mutuários terão acesso a empréstimos com prazo de 18 a 24 meses, com taxas de juros que variam de 5% a 10%.

Eles também terão que oferecer garantias na forma de hardware de mineração ou criptomoedas que terão que ser consideradas “satisfatórias para a Binance”.

Mineração sob pressão

O movimento da Binance faz sentido no contexto atual da indústria, pois está se tornando cada vez mais difícil para os mineradores obter lucro nesse inverno cripto.

Só no mês passado, a Compute North entrou com pedido de falência, a Iris Energy vendeu US$ 100 milhões em capital para gerar dinheiro, a Compass Mining encerrou suas operações na Geórgia e um dos maiores pools de mineração de Bitcoin, Poolin, congelou saques.

A dificuldade de mineração do bitcoin também atingiu um recorde histórico, o que significa que os mineradores precisam de ainda mais recursos para continuar lucrando.

A dificuldade da rede aumentou 14% para um novo recorde histórico de 35,6 trilhões de hashes. Isso significa que os mineradores precisam passar por tantos hashes, ou suposições, para produzir a string criptográfica que garante o direito de adicionar o próximo bloco de transações à blockchain.

O aumento dos custos de energia também tornou as operações de mineração do bitcoin significativamente mais caras, especialmente porque a maior criptomoeda do mundo ainda depende de um modelo de validação de prova de trabalho (PoW) com uso intensivo de energia.

A recente mudança do Ethereum para o consenso de prova de participação (PoS), que reduziu drasticamente o uso de energia da rede, parece muito experiente no cenário atual de energia.

Os mineradores foram especialmente atingidos pelo mercado em baixa, com a receita de mineração caindo quase 60% desde o início do ano, de acordo com Blockchain.com. E com o Bitcoin na mínima anual de US$ 19.615, os mineradores estão cada vez mais recorrendo às linhas de crédito para se manterem vivos e permanecerem lucrativos, na esperança de resistir a este inverno cripto.

De fato, a Binance não é a única empresa a fazer empréstimos para mineradores.

No início do mês, a Maple Finance anunciou um empréstimo de US$ 300 milhões para mineradores de bitcoin com problemas, cobrando taxas de juros de até 20%.

Sidney Powell, cofundador e CEO da Maple Finance, disse ao Decrypt na Messari Mainnet 2022 que os mineradores têm pouca opção quando se trata de escolher um credor, já que os bancos tradicionais costumam ter medo de fazer negócios com empresas de criptomoedas.

* Traduzido e editado com autorização do Decrypt.co.

Maior Exchange da América Latina, no MB você negocia tokens, DeFi, renda fixa digital, NFTs e, claro, criptomoedas. E tudo no painel de negociação mais seguro do mercado. Abra sua conta gratuita!

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store