Coin News

Binance bloqueia contas de russos que tentavam driblar sanções usando criptomoedas

29 Apr, 20223 min readBitcoin
Binance bloqueia contas de russos que tentavam driblar sanções usando criptomoedas

A Binance está realizando uma série de bloqueio de contas de clientes. Os nomes bloqueados são ligados a membros do governo russo que tentaram usar criptomoedas para escapar das sanções impostas ao país que, desde fevereiro deste ano, protagoniza uma guerra contra a Ucrânia, segundo reportagens publicadas na imprensa americana.

De acordo com a Bloomberg, entre o grupo de usuários da plataforma que tiveram suas contas fechadas está Elizaveta Peskova, filha do porta-voz do presidente Vladimir Putin, Dmitry Peskov.

A conta da filha do importante representante do Kremlin entrou no radar da Binance quando ela tentou usar a exchange por meio de uma corretora terceirizada no dia 3 de março. Na semana seguinte, seu nome entrou na lista de sanções do Departamento do Tesouro dos EUA.

Quem também caiu nos bloqueios que aconteceram nos últimos dois meses foi a enteada do ministro das Relações Exteriores Sergei Lavrov, Polina Kovaleva. A corretora fechou a conta de Kovaleva em 24 de março, dia em que seu nome entrou na lista de sanções do Reino Unido.

Malofeev, que foi designado pelo Tesouro dos EUA em 20 de abril, teve suas contas da Binance bloqueadas esta semana, disse a empresa.

Filho de magnata também perde conta

Os alvos do bloqueio foram além dos parentes de membros do governo russo. A corretora também fechou a conta de Kirill Malofeev, filho do magnata Konstantin Malofeev, acusado pelos EUA de financiar projetos ultraconservadores pró-Kremlin, como o separatismo na Crimeia.

A conta de Malofeev foi bloqueada essa semana pela corretora, pouco mais de uma semana depois de ser sancionada pelo Tesouro dos EUA em 20 de abril.

O chefe global de sanções da Binance, Chagri Poyraz, disse à Bloomberg que a empresa vai continuar fazendo verificações para impedir que clientes alvos de sanções sejam capazes de movimentar criptomoedas na plataforma.

“A diferença é que nossas operações de triagem de compliance são ‘proativas’, com o objetivo de detectar e impedir o risco de crimes financeiros antes de qualquer ação regulatória ou legal contra esses indivíduos ou entidades”, disse o executivo ao veículo.

A estranha relação entre Binance e Rússia

Na semana passada, uma suposta relação de parceria da Binance com o governo russo foi divulgada em uma reportagem da agência de notícias Reuters. A agência sugeriu que a corretora poderia estar compartilhando dados de clientes com o Kremlin.

A reportagem disse que as mensagens de texto que obteve, apontaram que o chefe regional da Binance na Europa Oriental, Gleb Kostarev, concordou em compartilhar dados de clientes com a Rosfin, a agência russa encarregada de combater a lavagem de dinheiro.

O executivo disse a um parceiro de negócios que ele não tinha “muita escolha” no assunto. Na ocasião, a Rosfin tentava rastrear milhões de dólares em bitcoin arrecadados por Alexei Navalny, líder da oposição russa que em 2018 concorreu à presidência do país.

Poucos dias depois da publicação, a Binance afirmou que as alegações de que colaborou com o governo russo eram “categoricamente falsas”.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store