Coin News

Como as baleias do GMX se comportaram diante da listagem do token na Binance e na FTX

14 Oct, 20225 min readOther
Como as baleias do GMX se comportaram diante da listagem do token na Binance e na FTX

Em 5 de outubro, as duas maiores exchanges de criptomoedas globais listaram o token GMX em suas plataformas de negociação, oferecendo aos investidores amplo acesso a um criptoativo anteriormente negociado apenas em exchanges descentralizadas (DEX).

A listagem na Binance e na FTX teve efeitos imediatos sobre o preço do token nativo da exchange descentralizada que oferece aos seus usuários a compra e venda de criptoativos no mercado à vista e de contratos perpétuos com baixas taxas de negociação.

Ao longo do primeiro dia de negociação, o token disparou de US$ 40,91 para US$ 67, registrando uma alta intradiária de aproximadamente 40%. Já a partir do dia seguinte, o GMX entrou em declínio, e na quinta-feira, 13, sob o impacto negativo dos dados da inflação dos EUA, chegou a estar cotado a US$ 34,63.

Refletindo o comportamento geral do mercado, o GMX vem se recuperando nesta sexta-feira, 14, e, negociado a US$ 38,97, acumula ganhos de 8,4% nas últimas 24 horas, de acordo com dados do CoinMarketCap.

Gráfico de 4 horas GMX/USDT (Binance) desde 5 de outubro. Fonte: TradingView

Devido aos seus fundamentos econômicos particulares, o GMX favorece os hodlers, pois os detentores que optam por manter o token em staking têm direito a uma participação proporcional a 30% das receitas geradas pelo uso da plataforma.

Já há algum tempo que a GMX é uma das aplicações que mais gera receitas a partir da atividade dos usuários em sua plataforma. Atualmente, ocupa o terceiro lugar no ranking da CryptoFees, atrás apenas da Ethereum (ETH) e da DEX líder do mercado Uniswap (UNI).

Top 5 DApps em termos de geração de receitas. Fonte: CryptoFees

Assim, desde a sua criação, o GMX atraiu muitas baleias. Como se sabe, estas entidades desempenham um papel determinante nos movimentos do mercado.

Comportamento das baleias

Um rastreamento da Nansen revela como duas das principais baleias do GMX se comportaram em função da listagem do token na Binance e na FTX, e também como elas estão posicionadas atualmente.

A Nansen destaca que o GMX já vinha apresentando um desempenho bastante superior à média do mercado em pleno mercado de baixa antes mesmo de ser listado na Binance e na FTX. O rastreamento da plataforma de análise de dados on-chain selecionou 100 principais endereços que participam do pool de staking do GMX desde que ele foi lançado em setembro do ano passado.

Em um thread publicado no Twitter em 13 de outubro, a Nansen destaca o comportamento de duas destas baleias. A primeira depositou 24.000 GMX em 9 de setembro do ano passado, totalizando aproximadamente US$ 87.000. Embora tenha mantido o montante bloqueado gerando rendimentos por mais de um ano, desde o início deste mês ela começou a realizar lucros, provavelmente potencializando seus ganhos com as listagens nas duas principais exchanges do mercado.

3/ 0x8d3 held a strong position for more than a year and continuously compounded their rewards.However, they started to unstake 2,000 esGMX this month, worth up to $80,000 as of today. — Nansen 🧭 (@nansen_ai) October 13, 2022

3/ 0x8d3 manteve uma posição forte por mais de um ano e continuamente acumulou mais recompensas.

No entanto, eles começaram a sacar 2.000 esGMX este mês, no valor de até US$ 80.000 na cotação de hoje.

— Nansen (@nansen_ai)

Ou seja, a primeira baleia analisada pela Nansen está se desfazendo, ao menos em parte, de suas participações do GMX.

A segunda baleia analisada pela Nansen fez um movimento mais radical de desbloqueio dos tokens em staking para realização de lucros. No entanto, dois dias depois, ela retornou uma parte menor de suas participações ao mecanismo de staking da GMX, apostando em um novo ciclo de valorização do token, além de se aproveitar dos rendimentos em potencial das receitas geradas pela plataforma.

5/ We also see some 🤓 Smart Money classified as Early GMX Staker.Address 0xd4a is a 🤓 Smart LP on Ethereum and has accumulated more than $1M esGMX from staking. — Nansen 🧭 (@nansen_ai) October 13, 2022

4/ Em seguida temos o endereço 0xaa4. Ele retirou a maior parte de sua posição de sGMX, tentando vender no topo.

Mas ele voltou ao sGMX dois dias depois.

--

5/ Também observamos o Smart Money entre os Early GMX Stakers.

O endereço 0xd4a é um 🤓 Smart LP na Ethereum e acumulou mais de US$ 1M com de staking de esGMX.

— Nansen (@nansen_ai)

Por fim, a Nansen destaca que um dos principais provedores de liquidez de protocolos DeFi (finanças descentralizadas) da Ethereum também é um early staker do GMX, sugerindo que o smart money – ou seja, os grandes players do mercado – também estão apostando no sucesso da GMX e no seu modelo inovador de geração de receitas para os detentores do seu token nativo.

Conforme noticiou o Cointelegraph Brasil recentemente, a GMX faz parte de uma nova onda de protocolos DeFi que aposta justamente na distribuição de parte das taxas geradas pelos usuários aos detentores dos seus token nativos, em um movimento que se convencionou chamar de real yield (rendimento real, em tradução livre).

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store